Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, janeiro 10, 2019

Marcelo com Tânia Ribas de Oliveira na RTP -- check!


Ó Marcelo, amigo, aquilo de ontem era a brincar... Então foi levar à letra...? Ó faz favor, pelo amor da Santa. Então foi mesmo gravar uma cena para entrar no programa da Tânia? Dahhhh.... Não percebeu que eu estava a ironizar...? Não me diga que a esta hora já está a planear como equilibrar o seu tempo de antena junto de toda a outra malta que eu, para ali, no gozo, fui enunciando?

Marcelo also loves Tânia
(Ó pah, juro, ninguém merece)

Depois da entrevista a Manuel Luís Goucha e do telefonema em direto para Cristina Ferreira, o Presidente da República gravou uma mensagem para o Agora Nós da RTP. Vai falar de Roberto Leal

Portanto, a realidade está a ultrapassar a ficção.

Só falta mesmo, para eu ficar passada da cabeça de vez, é que V. Exª, Caro e Ubíquo Marcelo, Presidente, apareça aqui a dar-me troco:
'Cara Santa UJM, estou aqui para lhe explicar qual a macarrónica lógica que, num momento de desvario, me levou a entrar nesta macacada de ligar em directo para a Cristina e, depois, ao cair em mim, a sair-me com a macacada ainda maior de inventar que era para equilibrar o meu tempo de antena nos programas da manhã. ... Mas, agora pensando bem, se estou aqui, tenho que ir também deixar uma palavrinha nos outros cento e cinquenta blogs que acompanho diariamente. Para equilibrar. Beijinhos, minha Amiga'
Ai... É a loucura. Socorro!

1 comentário:

Pôr do Sol disse...

Cara UJM,
Só comecei a gostar de Marcelo Rebelo de Sousa depois de ser eleito Presidente. Não gostei da campanha que fez.

Depois, fazendo comparações, achei que era de alguém assim, presente, solidário, culto, simples, que este país estava a necessitar.

Achei curioso que continue a ir almoçar várias vezes ao colégio que tanto ama, O Lar da Criança,e conviver com as crianças chamando-lhes seus coleguinhas e explicando a sua função e ouvir o que elas pensam.

Contudo,sempre achei que se expunha demais. Há atitudes de vão para lá do bom senso, esta do telefonema,certos convites, ligações familiares em cargos decisivos.

Veremos a que mais se sujeita e nos sujeita.

Entretanto aguente-se calma e atenta a ciladas. A semana passou a correr em breve estará de novo no seu paraíso. E que bem sabe os seus relatos e descobertas de criaturas misteriosas.
Quem sabe se desta vez encontra na gruta fadas e gnomos divertidos.

Boa quinta-feira.