Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, setembro 13, 2016

Então, mas ó UJM, isso por aí é só boa vida... ou há quem trabalhe?
[ de uma série de 11 posts com títulos parvos]


Pronto, agora que já sabem que, a bem dizer, praticamente não leio uma página que seja de um livro há mais de um dia, vou começar a mostrar porquê.

O porto de pesca é, diria eu, de alto risco. Entre rochedos de arestas bem afiadas e com um mar bem batido, os barquinhos que, vistos cá de cima, parecem frágeis, entram na zona que dá acesso à rampa. Aí, com ajuda de camaradas de arte, são içados pela rampa acima.




Fotografias feitas em momentos diferentes, numa manhã que acabou envolta em névoa.

_______

Muito se arriscam os pescadores e muito esforço físico é despendido para que o peixe chegue fresco, a saber a mar, à mesa de quem, como eu, se limita a admirá-los de longe.

......

1 comentário:

bea disse...

Ok. Tem andado na pesca visual. A Sibila não precisa justificações, é livro. Portanto, não livre; conforma-se à vontade do leitor. Neste caso, da releitura que a JM fará quando bem entenda ou lhe apeteça.

PS: se não se importa, para nomeá-la retiro o indefinido, sempre me vai parecendo que não atiro para nenhures.