Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, julho 27, 2016

Michelle Obama: uma grande, grande mulher
[E uma FLOTUS que deixa o maridão, o POTUS, completamente derretido]



Há pessoas que parece que têm uma graça natural, que iluminam os espaços por onde passam, que revelam possuir bondade, elegância, convicção tudo em doses generosas e tudo em harmoniosa conjugação, que transportam uma capacidade de mobilização incomum, que evienciam dons de empatia inegáveis. Dessas pessoas se diz que possuem carisma

Michelle Obama é uma pessoa com elevada dose de carisma. 

Genuína, inteligente, com notórias capacidades de liderança, dela dizem que é também bem humorada, discreta, simpática. Mas é mais do que isso. Nos últimos 8 anos, Michelle soube mostrar o que é a suprema dignidade de uma mulher negra ocupar a Casa Branca (uma casa construída por escravos) e mostrar que isso não é bandeira mas sim motivo de orgulho, demonstrando que não é a cor da pele que importa mas o carácter, a vontade de servir os outros, o respeito pela democracia, pela liberdade e pela igualdade de opções.

Nesta época de pré eleições nos EUA, com um maluco banhado a ouro e em cujas veias circula a estupidez e a pesporrência, que a cada dia que passa se sai com mais preocupantes evidências do significativo acréscimo de perigos que o mundo vai correr se vier a ganhar as eleições, eis que Michelle sobe ao palco da Convenção Democrática e fala. E que discurso! Inspirador, emotivo, muito bem articulado. Apelando ao voto em Hillary, Michelle pode muito bem ter trazido aquele impulso de energia de que a candidatura de Hillary tão precisada está.


Esta imagem não deve, de forma alguma, ser visto coma um apelo à violência física
mas, sim,
como uma grande vontade de que o anormal do Trump seja posto fora de combate,
de preferência através de discursos como o de Michelle,
por ficar claro o drama que será para o mundo ter um palhaço
destes à frente dos EUA


Do princípio ao fim do discurso, transbordante de energia e convicção, Michelle emocionou os participantes, empolgou as hostes democráticas. E... uma vez mais, derreteu o coração de Barack.

Transcrevo:

Michelle Obama speech: Barack Obama's praise for First Lady is most shared message on on Twitter


President Obama 
@POTUS

Incredible speech by an incredible woman. Couldn't be more proud & our country has been blessed to have her as FLOTUS. I love you, Michelle.  
3:25 AM - 26 Jul 2016
_______

Mas nada como ver e ouvir 
(e o ver aqui é relevante pois há uma coerência absoluta entre as palavras e a expressão facial e corporal)

Discurso de Michelle Obama na Convenção Democrática


 

______

E queiram, por favor, descer caso queiram partilhar as minhas reservas em relação ao comentadeiro João Taborda da Gama.

....

3 comentários:

P. disse...

Um grande discurso o de Michelle Obama! Mas, atenção, o que Bernie Sanders conseguiu, ao dar o seu apoio a Hillary Clinton é igualmente muito relevante. É caso par pensarmos se o rejuvenescimento da tal social-democracia afinal não se reiniciará nos...EUA, em vez de ser na Europa Desunida Europeia!! Gostava de ver a H.C a vencer, mas as sondagens de hoje são aterradoras!
P.Rufino

bea disse...

Julgo que quando o bom carácter é intrínseco, aflora. Michelle Obama, ela sim, seria uma boa presidente. Hillary é a presidente preferível a Trump. Mas, incompreensivelmente, talvez a mente americana seja fóssil e não deseje uma mulher no poder.

Um Jeito Manso disse...

Olá P. Rufino,

A Michelle tem um carisma que a Hillary não tem. Mas isso agora não interessa porque a escolha é entre Hillary e Trumps e aí, mesmo quem não gosta muita da Hillary, tem a obrigação moral de votar nela. O mundo ficaria muito perigoso se tivesse Trump na Casa branca.