Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, março 30, 2018

Nem sei se são couves. O que sei é que cresceram e que agora estão todas floridas.


Quem por aqui e acompanha, lembrar-se-á que o meu filho e os meninos plantaram aqui, in heaven, uma hortinha.

Pois bem, aquilo que pensei serem couves chinesas, e até já pus na sopa, estão agora todas espigadas e floridas. Umas belas florzinhas amarelas. Ora nunca vi à venda couves com flores amarelas. Por isso, estou na dúvida: serão mesmo couves? Na sopa o sabor diluiu-se no conjunto e pareceu-me que não sabia a couve; mas como supostamente eram chinesas, admiti que fosse por isso.

Ao lado estão couves normais, seguramente portuguesas (pois reconheço-as) mas estão de tamanho normal e sem darem flor. 

Amanhã, para o almoço, vou apanhar umas destas floridas e cozer a ver se sabem a couve.