Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, fevereiro 25, 2018

O juiz em cuja casa passava tudo, até quatro ramalho eanes.


Em vez de se incomodarem com a vida das pessoas andam a chatear a vida de um porco. Tudo tachistas, como esse requerimenteiro que apanhou boleia na revolução e agora é juiz. Eu ao menos não apanhei boleia nenhuma. Em casa dele passam ovos, dendém, carne e ontem quatro ramalho eanes*. 



[in 'Quem me dera ser onda' de Manuel Rui]

* Ramalho Eanes: garrafão de vinho, na altura em que se retomou a importação de vinho português