Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, setembro 06, 2016

O amor à beira-mar com gaivotas em volta
[1º de 5 posts]


Este é o primeiro de um conjunto de posts que mostram o que foi a minha tarde. A seguir poderão ver casas, pessoas, xávega e muito mar. Fiz muitas fotografias (nem digo quantas para não fazerem coro com o meu marido que acha que eu sou padeço do mal do excesso). Andei dentro de água, em volta das ondas e das gaivotas, em volta dos barcos, dos tractores, dos pescadores e dos peixes.

Regressámos tarde e más horas mas eu vim como lá estive: com o coração cheio de felicidade.

Espero que gostem de ver.

[E gostava de saber quem é este apaixonado casal de quem fiz fotografias de que eles talvez gostassem. Gostava muito de lhas oferecer. Presumo que nem saibam como estavam tão bonitos ali à beira-mar com as gaivotas em volta]




5 comentários:

bea disse...

É. Chegou o tempo das gaivotas irem tomando conta da praia. Se apossarem. O casal fica bem na paisagem. Sem dúvida.

Ana Vasconcelos disse...

Belas fotos!

Olinda Melo disse...



Haha! Publicou tudo por ordem de modo a "eu" não ter a tentação de começar a ler pelo fim. Lembra-se? Li tudo e gostei muito. Nunca vi tanta gaivota junta. E a arte xávega, tem razão, uma arte quase desconhecida. Sabe que eu não sabia que se chamava assim? Aprendi isso consigo, numa altura em que fez belos posts sobre o assunto.

Obrigada, UJM, tenha uma bela noite.

Bj

Olinda

Um Jeito Manso disse...

Olá Ana,

muito obrigada. Para mim, o prazer nem está em ver as fotografias que faço, está em fazê-las, em procurar captar aquele instante em que parece que tudo se conjuga para a imagem sair perfeita. Depois nem me lembro de ir ver se saíu bem ou não. Só quando estou a escolher para pôr aqui é que revejo mas já é quase como senão fossem minhas.

Um dia feliz para si, Ana.

Um Jeito Manso disse...

Olá Olinda!

Lembro-me pois. Agora faço os posts e deixo-os em rascunho e só no fim é que numero e tenho o cuidado de numerar a começar no 1 não vá alguma 'atrevida' dar a volta por cima...!

Gosto imenso de andar ali pelo meio a fotografar. Acho uma beleza.

E já lá estive a aprender sobre o iodo. A minha mãe tinha hipotiroidismo (acho que era hipo) e tinha que o regular. Agora está boa. Mas, na altura, ela falava nos cuidados a ter na alimentação. O seu texto esstá completíssimo, muito bom, muito útil.

Espero que esteja tudo bem consigo e com os seus, Olinda.

Um beijinho e um dia feliz! Ou noite se ainda aí estiver...