Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, agosto 02, 2016

Os Simpsons fazem a sua escolha para a presidência dos EUA: Trump é que não!



Já havia um ou outro tópico, conversas, cartoons (por exemplo, os que aqui mostro), entrevistas. A posição era clara, as simpatias democráticas óbvias. Há uns anos os Simpsons tinham passado uma paródia na qual Trump ascendia onde ninguém de bom senso acharia provável que chegasse  (2º vídeo). Mas o improvável aconteceu: a paródia virou profecia. E, perante tal perigo, nada como ser mais directo

Ou seja, agora as coisas tornaram-se inequívocas. O statement está feito e e claro: Hillary para presidente. 

Não é que Hillary fosse a primeira escolha de Homer mas já sabemos como são as suas capacidades cognitivas. Mas não é grave pois é sabido quem é que, naquele casal, tem cabeça e conduz as decisões críticas.

Note-se também esta particularidade: como qualquer mulher que se preze, Marge apenas consegue fazer amor depois de ter a cabeça limpa de ralações. 
Pode ser que, com tudo o que é guionista, artista, condutor de programas de entrevistas e entretenimento e opinion maker global em geral a tomar partido contra Trump, ele acabe por ser visto por todos como aquilo que é desde o início: uma farsa, um bluff, um motivo de chacota, um palhaço.


The Simpsons 3 a.m.



____

Tal como acima regeri, eis a tal profecia de 2000: Os Simpsons gozavam com a perspectiva de Donald Trump vir a ser Presidente dos EUA




...

Entretanto, acabo de ouvir que, nas intenções de voto, as sondagens mostram que Hillary ultrapassou o palerma da cabeça de banana (ou, segundo os Simpsons, o homem e que usa um caniche à laia de capachinho).
Tomara que a diferença se acentue.

...

Ah, é verdade. Já agora o entusiástico apoio de Meryl Streep a Hillary:




___

E porque é que me interesso tanto por quem vai ocupar a presidência dos EUA?

- Simples. Porque os EUA mandam no mundo.

(Não que eu goste disso. Mas factos são factos e, assim sendo, que não esteja ao comando do mundo um maluco encartado)

_____

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma bela terça-feira.

Saúde, alegria, boa sorte -- a todos.

---

2 comentários:

bea disse...

Todos os depoiamentos e apoios não são demais para afugentar o perigo de um maluco na Casa Branca.
Eu gostaria que Hillary fosse na política o que Meryl é no cinema, uma pessoa de valor, estimável e estimada. Dar-lhe a oportunidade, é o que peço. Que a alternativa é negra.

bea disse...

Um bom dia para si também:).