Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, agosto 15, 2016

Alô, alô! Quem é que quer ver algumas fotos e dois vídeos de uma avozinha sexy?



Aqui há tempos passámos, de carro, por uma residência que tinha um letreiro a dizer 'A Casa das Avozinhas'. O meu marido, com aquele seu ar fleumático, comentou: 'Ora aqui está um bom nome para uma casa de meninas'. Fartei-me de rir porque, pelo aspecto, era um lar de idosos. Tempos depois, quando eu estava a dizer que tinha um negócio em mente para um dia que me reforme, ele disse: 'Mas então não era gerires uma daquelas casas das avozinhas?'.

Pronto. Não conto mais nada senão, com isto assim descontextualizado, ainda ficam a pensar que ele é mais maluco do que é na verdade. Aliás, a quem não o conheça, facilmente dará a ideia de que é um singelo avôzinho. Não, por acaso não, estou a gozar. Mas parece que é de uma sobriedade à prova de qualquer provocação.

Mas não é de avôzinhos que aqui vou falar. É, de facto, de uma avozinha.


Há quem pense que as avozinhas, por definição, assim na base dos axiomas, são assexuadas, desengraçadas e fofinhas. Contudo, há quem fuja um bocado ao estereótipo. E há até quem, tendo já passado a fasquia e entrado no patamar das bisavós, se divirta à brava, anunciando-se como andando a roubar maridos desde 1928.


Falo de Helen Ruth Elam Van Winkle que, desde há uns 3 anos, é mais conhecida por Baddie Winkle ou Baddiewinkle. Agora tem 88 anos, mais de dois milhões de seguidores nas redes sociais, e o ano passado protagonizou um inusitado anúncio da Smirnoff ICE.





Baddie defende a legalização da mariajuana para fins terâpeuticos, é convidada para eventos diversos e espectáculos como os MTV Awards e a sua irreverência não dá mostras de querer abrandar. Mais: virou um ícone de moda. Não há extravagância que a assuste e, com esta sua bela idade e tendo tido uma vida não isenta de duras provações (perdeu um filho há cerca de 17 anos e perdeu o marido, num acidente de automóvel, quando comemoravam o 35º aniversário de casamento), Baddie, a Badass Grandma, é um exemplo a nível galáctico.



Eu acho que a minha mãe, que tem 83 anos, está uma jovem, com bom aspecto, bem disposta, ágil e prá frentex mas reconheço que a Baddie, no inconvencionalismo e na coloridésima modernidade, dá 10 a 1 à minha mãe.

___

PS: E esta sua faceta foi descoberta acidentalmente aos 85 anos, quando uma das netas a fotografou com uma toilette à maneira. Estamos sempre a tempo de encontrar a nossa vocação. Grande Baddie! Quem me dera chegar à idade dela e ser ainda assim tão bem disposta, tão fresca e tão danada para a brincadeira.
....

Sem comentários: