Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, maio 27, 2016

As escolhas da UJM
(Selecção muito limitada que isto de estar com internet a pedal é um verdadeiro desespero)


Depois do 'artista de mamilos' do post abaixo, estava com vontade de fazer aqui uma gracinha mas há gracinhas que apenas a civilização permite. Ora aqui, in the middle of nowhere, com uma internet a pedal, em que cada página demora eternidades a abrir, com o próprio computador a rebentar pelas costuras, não consigo fazer nada do que queria.

Desespero a ver esta coisa a pensar -- e se me maçam as coisas lentas (as coisas e as pessoas) que dão voltas e voltas aos neurónios sem que dali saia coisa que se aproveite, credo, que falta de paciência. Estou aqui e é o chamado dançar, dançar e não sair da pista. Cada página atravanca a outra, fica tudo pasmado, nem ata nem desata, mastiga e não engole. E por aí fora que, se continuo com metáforas, daqui a nada estou naquela que se impõe. Caraças.

Por isso, e tendo já intervalado para ler - senão, enfurecia-me para nada que não é a minha impaciência que torna a internet mais rápida ou me limpa o disco do computador - volto aqui com um novo plano que, a bem dizer, pode ser plano nenhum que, se isto continua assim, vou ler um pouco mais e...oh oh, ó-ó.

É verdade: a televisão já funciona e afinal não era humidade (thanks de qualquer maneira, Rosa!), era mesmo nabice, uma ficha estranha enfiada na tomada errada aqui na geringonça da tdt, coisa que um olhar jovem e entendido logo detectou. Mas a oferta televisiva é miserável.

Neste momento, estou a ver uma coisa que não sei como se chama mas que tem a gente do Big Brother ou Casa dos Segredos e há outras pessoas, que admito que sejam concorrentes, que são do pior que se possa imaginar. Inenarrável. Vou desligar.

Portanto, meus Caros, hora de procurar o que me agrade noutras paragens. Vamos lá. A pedal, devagar, devagarinho, mas vamos lá.

Uma imagem

Uma fotografia que é quase uma pintura, uma mulher que é quase imaginação

La Chambre Bleue ©Thomas Devaux

Um anúncio

Publicidade a livros, a livros belos, bem encadernados, que dão gosto só pelo facto de existirem

Beautiful books worth treasuring - The Folio Society



Um cavalo

Chama-se Frederik The Great

Dizem que é o mais belo cavalo do mundo. Não sei, acho-o estranho, gótico, sobrenatural. 
E é notícia, claro.


Um poema

Há palavras que nos beijam

(Não descobrindo o poema do Alexandre O'Neill dito, opto pela versão musicada na interpretação da Mariza)


Um beijo

Difícil de alcançar, merecido quando se alcança

Hubbard Street Dance Chicago em "Kiss" numa coreografia de Susan Marshall sobre música de Arvo Pärt


Um momento de intimidade

Uma cena improvável mas memorável: um homem lava a cabeça de uma mulher, só isso. 

Meryl Streep e Robert Redford em Out of Africa


Uma escultura, uma loucura

Os animais da praia de Theo Jansen que ele, um dia, quer dotar de inteligência artificial

______

Apetecia-me, ainda, escolher um blogue. 
Um. 
Aquele por cujas actualizações eu espero mais impacientemente, aquele com que sempre me deleito.

Mas não ouso. Acho que poderia parecer que menosprezo todos os outros de que gosto.
Mas um dia fá-lo-ei.

_____

Relembro que, descendo, encontrarão um artista de mamilos. Vejam antes de fazerem juízos precipitados. Pode ser útil a alguma das pessoas que me lêem.

..

2 comentários:

Anónimo disse...

faltava a coreografia e pessoa certa para a música, aqui vai - https://www.youtube.com/watch?v=UqVB638qHfI


fico abismado como o tipo tem um "cabedal" muito parecido com o meu


em relação à internet, aconselho router internet portátil, meo tem melhor cobertura, comprou-se um igual ao da chávena, para acesso ao servidor do trabalho, pois no 3.º piso da casa o wi-fi não funcionava (router está no rés do chão e mesmo com um propagador de sinal não funcionava bem) - 46 euros mês - https://www.meo.pt/internet/internet-movel/equipamentos

Bob Marley

Corvo Negro disse...

UJM, em qualquer ponto do país (serra vale ou planície) pode recorrer a uma solução de Satélite. Qualquer dos 3 grandes operadores possui pacotes mensais por cerca de 3 dezenas de Euros que incluem telefone fixo, telefone móvel, Internet e 60 canais de TV. Isso da TDT cá em Portugal é um desespero e foi o negócio do Século da então PT. Nem sei como é que José Sócrates se deixou enrolado neste negócio (algum SE ou Assessor que o enrolaram). BFS