Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, janeiro 13, 2016

Viver no céu - Acordar dentro das nuvens [Primeiro de seis postais ilustrados do Gerês]




Acordei dentro das nuvens. Durante a noite algum sonho me levou para bem longe. Devo ter ido em busca de castelos, segredos, lugares misteriosos onde me posso perder entre palavras doces, céus envoltos em abraços brancos como tule, músicas longínquas.


Foi, já acordada, que fui em busca das terras que as nuvens tinham envolvido, percorri montanhas brancas, senti o rosto e as mãos molhadas, aspirei o ar limpo que se respira dentro das nuvens.


Por vezes, pouco se via. Cá em baixo as casas pareciam uma miragem, uma leve alusão. Eu cá em cima, muito alto, habitando as nuvens, envolta em brumas, era também uma inexistência, uma mulher que ninguém vê. 


Depois a névoa foi-se desfazendo, a paisagem foi-se descobrindo, a beleza surgiu, esplêndida: o céu na terra.


E o meu dia começou, cheio de beleza.

Convido-vos a descerem comigo: vamos passear por entre lugares encantados, pelo Gerês.

...

1 comentário:

Anónimo disse...

Uma belíssima e verdadeiramente extraordinária reportagem que fez sobre as magníficas paisagens do Gerês! Num conjunto de 5 Post. É obra! Está visto que se encantou por lá. Mas, vale a pena. São fotografias de grande beleza e que sobretudo nos dão uma imagem muito verdadeira daquelas serranias. Tenho igualmente a sorte de conhecer o Gerês, das vezes que lá fui.
Palmilhei, com familiares e amigos, muito caminho por ali e até tomámos um belo banho, gélido, por lá, junto a uma cascata (creio que foi na Cascata do Arado - ?). Há por lá um caminho, que de momento não sei como explicar a sua localização, que a certa altura nos obriga a passar por entre, e por dentro, de rochas até chegarmos ao topo e dali somos compensados pelo esforço com uma vista deslumbrante! É uma das zonas minhotas mais deslumbrantes. Onde vive gente afável e simpática, com boa gastronomia e bom vinho verde. Um dos nossos filhos foi lá aqui há tempos com uns amigos e por lá andaram de bicicleta (BTT), a percorrer o que puderam, por uns dias. E todas as épocas são bonitas para se lá ir e se visitar. Já agora, ainda prevalece o restaurante o Abocanhado, ali para a Serra Amarela, no Lugar de Brufe, Terras do Bouro? E a Pousada, com aquela vista magnífica? O Gerês é uma das Serras mais belas deste nosso fant´stico País. Sem dúvida!
Obrigado por essa belíssima reportagem!
P.Rufino