Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, novembro 22, 2015

Hábitos de Leitura


Vi em blogs que costumo ler respostas a perguntas relativas a hábitos de leituras e, vai daí, e porque o UJM também faz parte dos links da Dona-Redonda, hoje deu-me para responder.





1 – Tens um lugar específico na casa para ler?

Gosto especialmente de ler no sofá que se vê ali em cima. Ainda hoje, ao fim da tarde e até há pouco, com um breve intervalo para um jantar ligeiro, ali estive. (Aquele prato e caneca não são do jantar, são de uma maçã assada com mel e de um chá que me serviram de lanche, quando cheguei a casa). Como já está frescote e me estava a dar o sono, tapei-me com aquela mantinha e ainda dormi uns minutos. Depois tocou o telefone, acordei para responder e já não voltei a adormecer.

Também gosto de ler quando vou no carro, especialmente quando não vou eu a conduzir (claro). No verão, in heaven, gosto de me reclinar numa espreguiçadeira à sombra da figueira. Ou de levar um colchão almofadado para o banco de pedra debaixo do pinheiro. Se calha ir acordada para a cama, também gosto de ler na cama.


2 – Marcador ou Pedaço de Papel?

O que calhar. Agora vêm marcadores nos livros e uso esses. À falta de qualquer coisa, faço uma dobrazita ao de leve no canto da folha. Isto em relação aos livros que leio de ponta a ponta e pela ordem certa - como é o caso do magnífico livro que estou agora a ler.


3 – Consegues parar simplesmente de ler ou tem de ser sempre no final de um capítulo ou a um certo número de páginas?

Geralmente leio até poder e, portanto, ou porque me sinto a adormecer ou porque tenho que sair ou por qualquer outro motivo, interrompo. Pode ser a meio de uma página, a meio de uma frase ou de uma palavra. 


NB: Não me lembro de ter comprado
o 'Abraço' do J.L. Peixoto
que agora vi na fotografia.
Não li e acho que nunca espreitei.
Na volta, foi oferecido.
4 – Comes ou bebes enquanto lês?

Comer, não. Beber chá, frequentemente. Chamo-lhe chá mas, a maior parte das vezes, é infusão. Agora estou a beber uma infusão de lúcia-lima. Gosto imenso de beber chás ou infusões. No verão, acontece beber sumo frio. 


5 – Música ou TV enquanto lês?

No sofá em frente daquele que ali se vê, pode acontecer que esteja o meu room mate a ver televisão (ie, a fazer zapping) porque ele geralmente só lê na cama. Se ele está a ver televisão, peço para a pôr baixo. Também posso estar a ouvir música. Outras vezes, enquanto os miúdos brincam, com a sala envolta em barafunda e barulho. Quando faço qualquer coisa, foco-me nela e desfoco-me do resto. 


6 – Um livro de cada vez ou vários ao mesmo tempo?

Vários. Durante a semana, sou caótica. Tenho montes de livros à minha volta que vou abrindo. Mas refiro-me a poesia, entrevistas a escritores ou pintores, cartas, diários, ensaios sobre as coisas mais diversas, fotografia, contos. Aí a interrupção não é um corte que fira a obra. Os livros que têm que ser lidos pela ordem correcta, como os bons romances, esses ficam para o fim de semana. Por isso, esses podem levar um mês a ser lidos. Mas posso estar um par de horas com um livro desses e, a seguir, dar uma folheadela num outro e num outro.

Por exemplo, aqui mesmo ao meu lado porque estive agora com eles ler alguns, tenho o Poemas de amor do antigo Egipto e o Alguns Amores de Ronsard de Vasco da Graça Moura. E também o Hipérion ou o Eremita da Grécia do Hölderlin. Leio, folheio ao acaso, de gosto, prazer errático, prazer sem vínculo, como se aqui aquilo de a ordem ser arbitrária se aplicasse como uma luva.


7 – Ler em casa ou em qualquer lugar?

Já disse. Geralmente em casa. Mas também no carro. Em esplanadas não. Nas esplanadas gosto de estar a apanhar sol (se o houver) e a ver quem me circunda ou as vistas. Nos jardins públicos também não consigo: gosto de observar o que me rodeia. No trabalho não consigo - o que é uma pena.


8 – Ler em voz alta ou silenciosamente?

Silenciosamente. Poesia leio como se me estivesse a ouvir - ou a sonhar. 


9 – Lês para a frente e/ou pulas páginas?

Romances que sejam literatura a sério, leio direitinho. Há autores que me impõem respeito. A este que estou a ler, não me passaria pela cabeça cometer a desfeita de saltar uma linha que fosse. Outros leio aleatoriamente. Muitas vezes leio a primeira e a última página - depois ao acaso. Depois vou cirandando. Dantes nunca deixava um livro a meio, era como se fizesse cerimónia, mesmo que não gostasse não me levantava a meio. Agora não, agora, se a coisa empastela ou me parece frouxa ou banal, deixo.


10 – Quebrar a lombada ou mantê-la como nova?

Tento não quebrar. Gosto de os manter preservados. Por exemplo, detesto levar livros para a praia - não apenas a luz me complica a leitura como não gosto que fiquem grãos de areia entre as páginas. Quando era miúda, a minha mãe forrava as capas dos livros da escola. Há livros que tenho vontade de forrar para se manterem com aspecto inviolado - mas sou preguiçosa, não o faço.


11 – Escreves ou fazes anotações nos livros?

Escrever, nunca. Posso, com um lápis, ao de leve, assinalar com um risquinho alguma passagem que me agrade mais (muitas vezes para as transcrever aqui). Mas com caneta, nunca. Escrever, nem pensar. As páginas de um livro são território de quem o escreveu. Se o invado é como visita, e uma visita respeitadora, que não deixa a casa suja.


12 – Quem tagueias?

Para começar, info-excluída militante, nem conhecia esta expressão. No Priberan não consta. mas, via google, já vi que tem a ver com tag. Mas não tagueio ninguém. Quem quiser falar dos seus hábitos de leitura, que o faça. É um tema aliciante quer para quem escreve, quer para quem lê. Eu, pelo menos, acho.

...

A música é a Elegia, op 17 de Glazunov com Yuli Turovsky no violoncelo e Peter Pettinger no piano. As pinturas que aparecem no vídeo são de Natasha Turovsky.

..

Desejo-vos, meus Caros Leitores, um belo dia de domingo.

..

3 comentários:

Isabel disse...

Bom dia UJM
Gostei de ler sobre os seus hábitos de leitura e de voltar a ver aquilo que sempre me atraiu no seu blogue: conversas sobre livros e sobre "In heaven".

Um beijinho e um bom domingo:)

Carlos Azevedo disse...

«Vi em blogues que costumo ler...»

Espero que leia mais os outros do que o meu, sobretudo o do meu compadre, que deveria dedicar-se só a isto (e, vá lá, aos trabalhos manuais de que tanto gosta lá pelas terras geladas da Noruega).

Em todo o caso, muito obrigado pela atenção dada às minhas partilhas, desabafos, palermices, etc.

redonda disse...

Enquanto seguidora e leitora silenciosa fui surpreendida pelo link. Pensei que não ia conseguir "taguear" ninguém e consegui três "tagueados" incríveis. Obrigada.
Gábi