Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, outubro 15, 2015

Fofocas quentes: consta que Paulo Portas anda a fazer cenas de ciúmes, tem medo que Passos Coelho se bandeie para o lado do Costa. Passos Coelho tem feito de tudo para o tranquilizar, garante-lhe que não cede a chantagens, que nem pensar em governar com o programa socialista. Mas, Portas, de lágrima no canto do olho, ameaça ir-se embora e consta também que já há uma movimentação inusitada junto das máquinas de fotocópias. Isto é o que tenho ouvido dizer mas, claro, não tenho como confirmar. Ah... e consta também que andam a receber instruções em forma de mandamentos dos gurus pafianos sobre como negociar com o Costa. Parecendo que não, aquela rapaziada se calhar até se anda a esforçar - não conseguem é fazer melhor do que o que se tem visto.


Notícias do dia: o Láparo arma-se em pequeno rei, acha que ainda tem maioria absoluta e que não tem que dar explicações. Hoje apareceu-nos todo autoritário, mandão, um verdadeiro Rambo: diz que o Costa se vá catar, que não está para mostrar contas nenhumas. Era o que faltava. Se, até aqui, conseguiu governar na base da mercearia, lápis atrás da orelha e areia para os olhos dos contribuintes, era mesmo agora o Costa que o ia obrigar a mostrar as contas...? Ia, ia. Está bem, abelha.
"Talvez seja altura de pôr um ponto final" nas conversações. Passos Coelho perdeu a paciência. Não quer voltar a falar com o PS "para fazer de conta"

Lá está, não percebeu a diferença. Querem que ele faça contas e ele responde que não quer fazer de conta. É aquela pequena diferença entre a Estrada da Beira e a beira da estrada. O láparo não percebe essas pequenas subtilezas. 

Não sei o que andam as andorinhas que rodopiam em volta dele a aconselhá-lo mas, pelos vistos, ninguém lhe explica que só tem que, por uma vez, fazer contas e negociar - agora que está em minoria - com base em coisas concretas, nomeadamente em números.
Para o entendimento, o PS fez saber ao PSD e CDS que dava “prioridade elevada” à revelação do impacto financeiro das medidas constantes no programa eleitoral da coligação. E alertava que a “ausência de clarificação destes pontos dificulta a continuação das conversações iniciadas no dia 9 de outubro”.
Ao que o PÚBLICO apurou, o PS considerava não ter recebido esses dados quando se realizou a segunda reunião ou mesmo ainda durante esta quarta-feira.

Quanto ao Portas, deve andar a fazer aquilo em que é exímio: a ver se passa de fininho entre os pingos da chuva. Ou isso, ou anda já a precaver-se. No meio das birrinhas e da ciumeira, aflito não vá o Láparo relegá-lo para plano secundário e mandá-lo de volta para o Ministério do Mar senão mesmo para o Ministério da Ribeira (por exemplo, da Ribeira do Sado), é capaz de andar já a fazer outra das suas habilidades: montes, resmas, paletes de fotocópias.

...

Quanto ao quase ex-Cavaco, consta que passa os dias esparramado pelas cadeiras do Palácio de Belém, entretanto rebaptizado como Palácio Mariani. Dizem que, quando o abordam para que estude os cenários de governo, diz que vão dar banho ao cão, que quer curtir estes últimos meses no bem bom com a sua Maria, que o Láparo e o Costa se entendam ou que andem ao estalo, que, a ele, tanto se lhe dá.

Mas já fez saber que não quer o Jerónimo e a Catarina lá no Palácio, que nunca se sabe se vêm lavadinhos e ele não quer cá esquerdalhos pulguentos por perto. Além do mais, sabe lá se não lhe vão nacionalizar as mais-valias do BPN. Era o que mais faltava.

Tirando isso, diz que, por ele, tudo bem - desde que não o chateiem, que a Cavaca quer escolher os seus modelitos em paz e combinar com a Joana Vasconças-do-Regime o design do próximo peru do Natal que será, naturalmente, em crochet. A Joana sugeriu que o peru tivesse a cara do Cavaco, em homenagem, mas a Cavaca não sabe, acha que o Cavaco não sabe fazer glu-glu, que a coisa é capaz de não ficar credível..

...

Ah, já agora, a propósito do Vice Piegas

ou melhor: o Gerente Júnior na Porta dos Fundos


-----


Ah, e outra fofoca quente. Como é sabido, os PàFs andam em total desnorte, o Láparo já não consegue ter uma conversa na qual mostre alguma coerência, dá o dito por não dito e não percebe nada do que se passa. Sai das reuniões atarantado, sem perceber o que lá se passou, induzindo toda a gente em erro. Vai daí resolveram começar a preparar-se mas, dizem (e digo dizem porque eu cá não sou mosca, não vejo o que lá se passa) que aquilo, visto de fora, é de se morrer a rir.


Dizem que, com isto das reuniões de negociação para ver se arranjam uma solução estável e para se prepararem, os PàFs sentam-se em volta: o Láparo Stalone, o Joker Montenegro, o Cão com Pulgas que ainda por aí anda a ver se o Alex e o Rosarinho não dão por ele, a Leal ao Coelho, a Marilú dos Swaps e mais uns quantos. Dizem que estão a fazer brainstorming, seja lá o que isso for (dizem eles, que não são lá muito dados a línguas estrangeiras). Por vezes, convidam o Portas, a Cristas e o Pires dos Tremoços (digo: das cervejas).


E, todos os dias, como dali não sai nada, acabam fazendo um chamado, ajudai-nos, Senhor. E consta que costumam ser atendidos.
Ou o Vai-estudar-ó-Relvas, ou o catraio Nóia que trata do expediente dos vistos Gold, ou Moisés ou o próprio Jesus (presumo que o Jorge) lhes aparecem em pessoa com ensinamentos a ter em conta quando vão negociar com o Costa.
A saber:
Não mintam com os dentes todos
Não cobicem a Ana Catarina (porque ela é comprometida)
Não usem o nome do Cavaco em vão
Não roubem nada durante as reuniões, nem mesmo a carteira do Centeno
Não f... ninguém durante a reunião, ou seja, ao menos nessa altura finjam que são castos
Não façam olho gordo em relação à inteligência dos presentes
etc.
Os 10 Mandamentos



Portanto, com estes ensinamentos, estou crente que, a partir de agora, as reuniões entre os PàFs e o PS vão ser de arrebimba. Um dia destes vamos ver sair fumo. Talvez não seja é branco mas, enfim, não se pode ter tudo, ?
..

As imagens, como é bom de ver, são do meu bem-amado We Have Kaos in the Garden
...

Hoje fico-me por aqui porque estou cheia de sono.

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma quinta-feira em grande estilo.
..

4 comentários:

Anónimo disse...

O Sr. Costa está a acabar com o Partido Socialista. Votei PS nestas eleições e não votei nesta viragem à esquerda.
Com diz a música que ouvi hoje de manhã na rádio comercial, O Costa pisca, pisca, ele olha para a direita e pisca e pisca, ele olha para a esquerda e pisca pisca….
Isto pode ser o fim do PS como alternativa política de longo prazo. Nunca pensei ou concordei que os fins justificam os meios. Esta sede de chegar ao poder de qualquer maneira não faz parte dos valores republicanos e democráticos que fazem parte da génese do PS.
Mau de mais…

jose reyes disse...

engraçado, o anónimo votador numa "alternativa política a longo prazo" :). o anónimo chamar-se-á relvas?

Anónimo disse...

Ouvi há pouco Manuela Ferreira Leite, com o Paulo Magalhães, na TVI/24 e aquilo foi mau de mais. MFL revelou aquilo que sempre foi, quando o gato lhe morde os pés. Frases como "que remédio tinham (o PS e ao que percebi o BE e CDU) de apoiar o governo da Coligação" (!!!!), a "porta-voz do BE, ou lá como se diz" (!!!), que " o que o PS e Costa estão a preparar é um golpe de Estado", etc, etc e tal. A velha Senhora do PSD passou-se dos carretos. Ou, melhor, mostrou afinal aquilo que sempre foi. É nas circunstâncias que as pessoas se revelam. Foi o caso. Patético. Esteve bem, como sempre, Paulo Magalhães. Depois, noutro canal ouvimos o pequeno Rangel e na Quadratura o empregado de Belmiro de Azevedo, o fiscalista do CDS, e o "barão" do PS, o outro Coelho, o Jorge. Acolitado, no canal onde Rangel perorava, pelo inefável Assis. Enfim, fico espantado, mas com admiração, como é que António Costa resista a tanta crítica. E fico a pensar que há um grupo de energúmeros que acham que quem votou BE, ou PCP (CDU) são gente, eleitores, de 2ªclasse e que não merecem - Nunca! - chegar ao poder, enfim, governar! Como se essa situação estivesse apenas ao alcance do tal "arco da governação"! Extraordinário! Que conceito se tem, ou alguns têm, da Democracia!
E com aquela caricata, politicamente falando, figura que ainda se senta em Belém, a apoiar e dar azo a este tipo de coisas, perguntamo-nos: quem nos salva? Quem é afinal o garante da Democracia em Portugal - hoje em dia? O TC? Mas este não pode actuar neste tipo de situações.
Vamos bem, vamos! Em resumo, a única esperança, na reposição da Democracia, sinceramente e eu que não votei Costa, reside...nele! A ver vamos, como dizia o cego!
P.Rufino

FIRME disse...

Penso que este " ANÓNIMO" é mais um caso "imaturo"...