Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, outubro 16, 2015

É possível compatibilizar amizade e erotismo? Amor e desejo? Cuidado e desejo sexual? - E qual o papel da imaginação nisto?


Dizia Proust: O mistério não é viajar para novos lugares mas, sim, olhar com olhos novos.




Há temas que me interessam - felizmente muitos. Podia falar de afectos, em geral, poderia falar de arte, poderia falar da natureza, de cidades. Poderia falar de generosidade. Poderia falar de política. De tantas coisas. 

Mas também da sedução, ou das razões que levam a que o amor exista de forma continuada nuns casos e noutros seja frágil, ou do que incendeia o desejo junto de alguns casais quando, noutros, é chama há muito extinta. Ou poderia interrogar-me sobre o que importa, de facto, num casal para que se mantenha apaixonado: o companheirismo, a cumplicidade, a atracção física?

Gosto de ler sobre tudo isto, gosto de me questionar, gosto observar nos outros e em mim. 


Hoje, ao abrir o Youtube, apareceram-me umas selecções curiosas. Um dia destes ainda me apaixono pelo algoritmo da Google que, por detrás do Youtube, descobre o que me interessa e consegue surpreender-me e agradar-me: aparecem-me vídeos de arte, de humor, de bailado, de música, de sedução, de ciência, de perfumes. Conhece-me bem, ele.

De entre os vídeos que hoje me foram sugeridos, quase todos despertam a minha curiosidade. Contudo, como o meu tempo é muito limitado, escolhi apenas um dele e pus-me a ouvir. Enquanto escrevo ainda estou a ouvir e parece-me muito interessante.

Esther Perel, uma psicoterapeuta belga, fala sobre o segredo do desejo num relacionamento duradouro numa conferência TED.

Uma vez que, ainda por cima, está traduzida, partilho-a convosco. É interessante, útil. Não é, por vezes, politicamente correcta, ela, mas, sendo uma estudiosa com obra publicada e divulgada, e que tem sustentadas as suas opiniões em observações em 20 países, acho que deve saber do que fala.

O texto de apresentação do vídeo abaixo diz o seguinte: Nos relacionamentos duradouros, frequentemente esperamos que nossos amados sejam nosso melhor amigo e parceiro erótico. Porém como Esther Perel argumenta, o bom e comprometido sexo baseia-se em duas necessidades conflituantes: a nossa necessidade por segurança e a nossa necessidade por surpresa. Então como manter o desejo? Com inteligência e eloquência, Perel nos leva ao mistério da inteligência 


Esther Perel: O segredo do desejo num relacionamento duradouro


(Conferências TED)



..

As fotografias são de Mario Testino

..

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma bela sexta-feira.
Be happy.


1 comentário:

Rosa Pinto disse...

Eu sei lá. Como dizia alguém . Só sei que nada sei.