Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, setembro 18, 2015

Pacheco Pereira é que o topa: está a explicar, preto no branco, na Quadratura do Círculo, que Passos Coelho é um mentiroso, um mentiroso assertivo, não hesita um segundo, mente com a convicção de quem fala verdade


No post abaixo já falei do Portas e das suas 4.000 vacas a ser gozado pelo Ricardo Araújo Pereira na TVI, já falei do Jorge Jesus a tirar o meu marido do sério ao vê-lo numa conferência de imprensa depois de uma clamorosa remota. E etc.

Finalmente acabaram os resumos futebolísticos e os comentários cabalísticos e virámos para a política.

Agora estamos na SICN a ver a Quadratura e o Pacheco Pereira está a despir, uma a uma, todas as mentiras e deturpações da verdade com que Passos Coelho reveste as suas aparições. Está a interrogar-se é como é que é possível uma pessoa assim, pouco séria, não ser confrontada a sério por ninguém. De facto. E está a dizer outra coisa: que os debates giram em torno do programa do PS - dado que o programa dos PaFs é, na prática, inexistente.


E está a demonstrar como, se os PàFs ganhassem, a situação no país não iria ser igual: iria ser pior.

E, referindo-se a António Costa, concluíu dizendo que se revê mais num homem que diz que não quer fazer promessas vãs porque não quer falhar a palavra nem sabe mentir do que num que mente constantemente como é o caso de Passos Coelho.


Grande Pacheco. Coragem é com ele.

Jorge Coelho também está a dar com força no Láparo, chamando-lhe irresponsável e, na prática, um vulgar trauliteiro (e agora está a falar na trapalhice e da falta de seriedade do Láparo a falar dos terrenos da ANA a propósito da dívida da Câmara).


Lobo Xavier, no meio do grupo, faz um risinho à pig, é o único defensor do indefensável mas, como lhe deve doer fazer aquela figurinha, disfarça com aquele sorrisinho entre o apalermado e o gozãozinho. Agora diz que também acha que António Costa é sensato e que não ia gastar mal o dinheiro e que não mente - mas que o Passos não é tanto mentir, é mais falta de rigor. Olha, olha. 


(Querem ver que este Xavier - que se diz e desdiz, e troca tintas e mais tintas, e que agora diz que as mentiras não são mentiras são mistificações - ainda me obriga a dizer também um daqueles palavrões que hoje estou farta de ouvir aqui na sala. Ai!)

...

E desçam até ao post seguinte - se estiverem para aí virados, claro.

..

1 comentário:

FIRME disse...

EU...BEIRÃO,dado a poucas paciências( deve ser da idade) vou aguentando ...MAS não é fácil...Nunca mais abre a caça...HELP ME, I AM á rasquinha...! ALGUÉM ME DIGA...Calma ZÉ !!!