Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, setembro 18, 2015

Debate na TSF entre Costa e Passos: não ouvi nem vi. O que vi foi o tareão homérico que o RAP deu no vice-Portas e nas suas 4.000 vacas. Agora é que o Passos não põe mesmo lá os pés... É o pões... Saía de lá estraçalhado.


Claro que tudo isto é entertainment porque o critério para a escolha de um partido ou coligação deverá ser, por um lado, a avaliação de quem esteve a governar na legislatura que finda e os propósitos de todos para os próximos 4 anos. 

E uma coisa, para mim e creio que para a maioria dos portugueses, é muito clara: PàF jamais! 


Depois da devastação que levaram a cabo no meu País e que se propõem continuar, depois da forma sabuja como se vergam nas instâncias internacionais, depois de terem passado o país e as suas empresas a patacos e de terem forçado a emigração de grande parte da mão de obra jovem e qualificada e depois de toda a espécie de atentados que cometeram, depois da falta de respeito cm que trataram os reformados, e tanta coisa mais, o que eu quero é que vão para bem longe da minha vista.

De resto, o sportinguista ferrenho cá de casa lá abriu um intervalo para se divertir com a sova que o Ricardo Araújo Pereira deu no ex-irrevogável vice-Portas. O sorrisinho forçado e o corpo todo retorcido deste era bem a evidência do incómodo que aquelas perguntas afiadas como farpas lhe causaram. Bem tentou fazer humor mas tadinho, não teve hipótese.


No final, depois de se ter gabado de ter enviado um barco com 4.000 vacas para Israel, já o RAP gozava com o êxito deste governo com o gado vacum ou que o Costa diria que nem as pobres 4.000 vaquinhas escaparam, já que tiveram que emigrar.


Agora não sei se estão a falar do debate ou a comentá-lo ou se está alguma coisa a acontecer relacionada com eleições porque a televisão já está outra vez posta no futebol. Claro que, como se pode imaginar, não há euforia aqui em casa. Neste momento, duplamente irritado, o meu sportinguista está a ver a conferência de imprensa do Jesus e, vindo ali do sofá, acabo de ouvir um sério palavrão. O que vale é que, ao fim destes anos todos, os meus ouvidos já estão mais que escaldados. 

E pronto, a ver se já volto com algum tema que se aproveite.


1 comentário:

Anónimo disse...

Falou-se muito desse debate, o tal da rádio, mas quem o ouviu? Quantos? Ricardo Costa, esse tonto do Expresso, lá veio todo palavroso comentar uma coisa sem relevância, a tentar apagar aquele que foi, de facto, o debate entre Passos e Costa e que Passos perdeu...perante mais de 3 mihões de espectadores.
Quanto a Jorge Jesus, ainda um dia destes veremos o Sporting a arrepender-se de tão cara aquisição! O tipo nunca ganhou uma única taça internacional (UEFA ou Champions) e assim continuará.
P.Rufino