Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, setembro 07, 2015

A nudez de Joana Amaral Dias na capa da Revista Cristina favorece o AGIR, a causa feminista ou apenas o negócio da Cristina Ferreira? Pergunto.


Depois dos ensinamentos de Coco, a grande mestra na arte de bem compreender as diferenças de almas entre homem e mulher, instruindo as mulheres no sentido de tirarem partido disso, aqui deixo-me de assuntos fofos e entrego-me a um dos temas escaldantes desta pré campanha eleitoral.

A 'Nudez de Joana Amaral Dias' na capa da Revista Cristina





Nada tenho contra a nudez feminina (ou outra) nem nada contra a exibição consentida da nudez. Portanto, não é por aí que vou. O meu ponto é outro.

Joana Amaral Dias, cabeça de cartaz do AGIR, depois de anunciar que estava grávida e que a gravidez é de risco que, portanto, teria que reduzir a sua participação na campanha eleitoral e que queria proteger esse assunto por ser do foro privado, resolveu, acto contínuo, surpreender o país aparecendo nua como capa da revista Cristina.


A imagem remete-nos imediatamente para Demi Moore, artista de cinema, fotografada há uns anos por Annie Leibovitz para a Vanity Fair e, portanto, a novidade não está no look.



A novidade
  • nem está tanto em ser Joana Amaral Dias a fazê-lo, exibindo perante o mundo não apenas o corpo nu -- que suporíamos tema privado já que a sua profissão não passa pelo uso do corpo (o que acontece no caso de modelos, como Rita Pereira, que já exibiu a nudez em várias capas de revistas, ou Demi Moore cujo corpo é conhecido de vários filmes)

Demi Moore - Striptease


  • nem também no facto de exibir publicamente o pai da criança -- tema que supostamente seria também do foro privado, 
mas, sim, sobretudo:
  1. No fazê-lo na revista Cristina, revista esta que, tal como a dona, é dada ao popularucho, e 
  2. Nas razões que apresentou para o fazer.

Vejamos com os nossos próprios olhos:



Tínhamos Joana Amaral Dias por exigente, até algo elitista. Ora isto de, nesta altura de pré campanha eleitoral, nos aparecer na revista Cristina e dizer que exibe a nudez e o pai da criança não só como mulher mas também como candidata, aparece-nos como uma coisa estranha, desagradavelmente oportunista. Há para aqui uma distorção mental qualquer que não se atinge.

Que espera ela conseguir com isto? Prova o quê?

Segundo ela, com isto prova que é livre, que é moderna, que é de esquerda ou que é dona do seu corpo -- mas isso, supostamente todas as mulheres o são. O que daí não se infere é que, lá por isso, venha a ser uma boa deputada.

Ou seja, se já a tinha por enfatuada, convencida e um bocado insuportável, agora tenho-a por fútil e inconsistente. Não votaria no AGIR mas agora, depois deste número, acho que isso do AGIR deve ser uma bela brincadeira.

Agora uma coisa é certa: se o AGIR não ganha nada com isto, há alguém que ganha. Cristina Ferreira, com aquela sua voz estridente e vestuário e vocabulário brega, soma e segue: a caixa registadora até deve tilintar de alegria com a nudez de Joana Amaral Dias e com a gracinha que parece ser o namoradão.

...

E, se me permitem, desçam ao encontro de uma feminista avant la lettre - Coco ensina umas coisas às mulheres.

..

5 comentários:

FIRME disse...

Boa tarde e boa semana !Se em SETEMBRO ardem os montes e secam as fontes,que ele traga saúde e melhoras,para OS QUE ESTÃO SOFRENDO ! Quanto á JOANA...Bem que podiam recuar a foto 2-3 meses,colocando o ato "febril" ao "vivo...Do verbo AGIR...Agindo,né? A campanha ajudaria a repovoar este PAÍS !

Rosa Pinto disse...

Coco – era bom que tudo seguisse em linha recta.
Não existiriam as semi-rectas e os segmentos de recta.
Ser sempre diferente – está no papo; perfumada – tunga; não dá – siga…e por aí fora.
Verdade mesmo – mudança numa mulher implica alteração de visual – o cabelo é o mais fácil.
Li o comentário de P. Rufino e concordo. Idem para as mulheres. As falsas promessas, o elogio fácil…soa a falso. Pode-se fechar os olhos ..mas..
A JAD na sua luta contra o capitalismo resolveu dar e baralhar. Nudez sinónimo de liberdade revolucionária. Engano. Siga.

Anónimo disse...

Autores de Blogues e comentadores não têm que, necessariamente, estar de acordo.
Não tenho, longe disso, uma opinião assim tão negativa da “prestação” de Joana Amaral Dias. Não vejo nenhum mal nisso. De todo!
Deixou-se utilizar pela tal “Cristina”, and so what?
Não concordo que seja enfatuada, nem insurputável, muito menos fútil e inconsistente.
Lançou uma pedra no charco. Pois! E Depois?
É articulada, inteligente, irreverente, foi uma boa deputada enquanto parlamentar do BE - prefiro-a, de longe, aos imbecis do Portas, Passos, Montenegros, Cavacos, Relvas, Albuquerques (com aquele ar de mãe de familia, mas capaz de empobrecer todas as famílias), Gaspares e biltres do género, não tem papas na língua, é divertida (tem humor), é irreverente para com uma certa cambada política que nos desgoverna, tem uma grande confiança em si própria (e naturalmente uma boa dose de auto-estima), coisa que admiro, detesto os que se auto-diminuem, fraquejam perante as dificuldades, embora como defeito apontar-lhe-ia, a JAD, o facto de, a exemplo de outros, como o Livre, etc, ter enveredado pelo caminho de um certo sectarismo, político, que não resultará (mais valia ter feito a"revolta" dentro do BE, se calhar). Nos tempos que correm, parece-me que o importante seria que a Esquerda se unisse, toda, como fez e faz a Direita, veja-se esta coligação governamental (de extrema-direita, CDS/PSD), que já estão a somar pontos (e quantos!), em vez de se dividirem.
A nudez de Joana Amaral Dias, não me chocou, nem mesmo por ter saído na revista da tola da Cristina. Quem as ouve, logo vê, até, a diferença, entre uma e outra (ela e a tal Cristina).
Seja como for. Oxalá consiga ser eleita, mas duvido. Preferia ter a Joana Amaral Dias na AR, do que, por exemplo, o tal Montenegro, o Portas, Passos, Ferro Rodrigues, Assis, Relvas (que será eleito!!! Isso sim, será obsceno!), a rapariga da agricultura do CDS, o actual ministro do CDS que desintegrou a Segurança Social, a tipa da Justiça, o da Defesa, e por aí fora! Só para comparar entre ela, grávida e nua, e essa gentinha do piorio.
Haja humor, irreverência, e tanti quanti, nos tempos que correm!
P.Rufino

Abraham Studebaker disse...

Esta fotografia não favorece ninguém! Mas o puritanismo aproveita todas as ocasiões para levantar a cabeça! Que viva a Nudez! Que viva a Beleza!!!

Rosa Pinto disse...

...
Porque há então quem tema tanto

a nudez dos outros? Será

que teme, menos que o feio



de muitos, a beleza de

alguns, ou o fascínio das

esplêndidas partes



de uns raros? E que, paralisados

(de inveja), deixemos que o mundo e a vida

se soltem à deriva



para a nua liberdade?

Jorge de Sena