Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, agosto 08, 2015

Jon Stewart despediu-se do seu Daily Show entre sorrisos, lágrimas e muitas palmas. O divertido e emocionante mano-a-mano entre Stephen Colbert e Jon Stewart merece ser visto.


Há pessoas marcantes em televisão, pessoas que mantêm a inteligência, o sentido de humor, o respeito pela dignidade alheia, o sentido crítico, a lucidez e a coragem em qualquer situação e seja perante quem for. Há. Não muitas mas algumas.

Uma delas é Jon Stewart. Sempre que o vi, apreciei o ritmo, a frontalidade, o bom gosto, o sentido de oportunidade de todas as suas intervenções e a graça e argúcia que imprimia às entrevistas que conduzia. Despediu-se agora do seu programa e foi um programa especial, um programa de reconhecimento, festa e, claro, alguma emoção à mistura.

O vídeo abaixo mostra um momento fantástico: quando pessoas inteligentes e sintonizadas se juntam é um prazer.

Stephen Colbert made Jon Stewart tear up during his 'Daily Show' goodbye speech







Jon Stewart was running a tight ship on his final "Daily Show" episode on Thursday — until Stephen Colbert showed up.


Colbert, a "Daily Show" alum who's moving on to host CBS's "Late Show," and Stewart, did what seemed to be a planned bit using "Lord of the Rings" metaphors about power. But just after Stewart introduced the commercial break, Colbert got real.


Stewart knew he was in for something and kept trying to wheel his chair away from Colbert.

...

Era bom que alguns jornalistas portuguesas aprendessem com Jon. De Jon Stewart nunca alguém disse ser um papagaio. Não o é: tem voz própria e isso, parecendo que não, faz toda a diferença.

...

Sem comentários: