Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, março 04, 2015

Passos Coelho tem que se demitir. Pior que não pagar as contribuições para a Segurança Social, pior que dizer que não sabia como funcionava a Segurança Social, pior do que a falta de vergonha que tem demonstrado é o que tem feito a Portugal e aos portugueses. Mas, enfim, tudo isto é imoral demais, atenta contra a nossa inteligência, atenta contra a nossa paciência.


Pelo que tem vindo a lume, fica-nos a ideia de que entre fazer carreira na Jota, ser deputado e o que se seguiu, Passos Coelho viveu, até ser Primeiro-Ministro, nas franjas do decoro. Organizava cursos para costureiras, formação em aeronáutica no Alentejo, abria portas para o senhor da Tecniforma, recebia em géneros, e, sabe-se agora, não fazia descontos para a Segurança Social. 


Ansioso por ser Primeiro-Ministro, ajudado pelo saudoso Relvas, acossado pelo cão com pulgas e apadrinhado por Ângelo Correia, derrubou o Governo de Sócrates e, sem mais - sem competência, sem conhecimentos, sem curriculum para o cargo que veio a ocupar, aluno burro e marrão, sem perceber a causa dos problemas, sem saber como resolvê-los, indo na conversa de outros, sem medir consequências, sem dó nem contemplação, como que julgando os outros à sua medida, imaginando que todos são caloteiros, relapsos, oportunistas, e, para cúmulo, estupidamente armado em moralista - tratou os portugueses abaixo de cão, mostrou falta de educação, falta de consideração.

E, mesmo agora, dá-se ao desplante de pedir castigo do grosso para a Grécia, armar-se em bom, portar-se de forma vergonhosa.

E, como se isto fosse pouco, Passos Coelho agora vem vitimizar-se, achar que está a ser objecto de uma cabala e, pior, bem pior, compara-se pela positiva com Sócrates (que ainda não foi condenado nem sequer acusado e, como muito bem refere Estrela Serrano, está preso e não pode defender-se). É de uma cobardia que incomoda. Não tem um pingo de vergonha na cara. E faz-me sentir envergonhada por viver num país governado por tão fraca e relapsa figura.


Ainda ele não tinha sido eleito, já eu via nele uma única e perigosa qualidade: uma boa colocação de voz. Sendo alto, com boa figura (embora desagradável de cara), bem falante, sem vergonha, e com uma voz bem colocada, estava criado o boneco que facilmente iria iludir os incautos. E muita gente ele enganou.

Ao longo da legislatura, tenho vindo aqui a irritar-me até mais não poder com a grosseria das suas análises, a burrice das suas medidas, a falta de vergonha na forma como se dirige aos portugueses e, sobretudo, com a devastação que tem causado no país, nada lhe escapando.

Preferia mil vezes que tão insolente criatura fosse varrida da história pela destruição de toda a ordem que causou a Portugal e pelos malefícios que causou a tanta gente, pela miséria que espalhou*.

Mas será certamente pelos casos que comprovam que não tem sido sequer um bom cidadão - cumpridor da lei, respeitador - que provavelmente vai cair em desgraça.

Deveria sair pelo seu pé. Por todos os portugueses que pagam todos os seus impostos e contribuições, por todos os que, por não conseguirem pagar, viram os seus bens penhorados, por todos quantos perderam a casa, a guarda dos filhos, por todos quantos se sentiram humilhados por se verem numa situação crítica e de necessidade, Passos Coelho deveria sair do Governo. Já.

...

* - Do DN: Bloomberg põe Portugal como o 10.º país mais miserável. Pior do que a Indonésia, a Eslováquia, o Brasil, a Colômbia ou Itália. 


O índice Bloomberg das economias mais miseráveis coloca o nosso país na 10.ª posição de um 'ranking' de 51 países liderado pela Venezuela.


....


NB: Ouvi no outro dia na televisão que há no sistema informático (creio que da Autoridade Tributária) um mecanismo de alerta que desencadeia avisos de cada vez que alguém acede à situação fiscal e contributiva de um conjunto de cidadãos, os chamados cidadãos VIP. Desta forma, vários responsáveis foram alertados de que os inspectores do fisco tinham consultado os dados fiscais de Passos Coelho. Tenho ideia de que, por isso, esses funcionários estarão a ser alvo de processos disciplinares. Se assim for, não me espanta.

...

6 comentários:

Luís Coelho disse...

Parece-me que o BE pôe o dedo na ferida: em 5 anos de IRS nunca preencheu o anexo H, onde se lia "contribuições obrigatórias para a Segurança Social"?
A demissão afigura-se-me urgente, já não como prova de dignidade (que não tem, depois do discurso de ontem), mas como acto de higiene

Vitor disse...

BRAVOoooooooo,estimada UJM !
Magnífico e assertivo texto.
E, consequências políticas . . . ?!
Melhores Cumprimentos
Vitor

Humberto Barbosa disse...

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4432917

Um abraço
HB

Anónimo disse...

Repassei este seu Post, por mail. Assino por baixo tudo o que aqui diz e acusa. E concordo em absoluto com o comentador Luís Coelho: manda a higiene política que a alarve e ignóbil criatura se demita. E já! Este esquecimento de Passos foi devidamente desmontado e depois do que aqui escreve, pouco mais haverá a dizer. A leviandade, a petulância, o mau carácter do individuo, é bem a imagem podre deste governo inqualificável. E todos os que lá continuam a fazer-lhe companhia são tão trastes como ele, visto que subscrevem todo este comportamento político indecoroso. E como o PR não tem a noção dos seus deveres, caso contrário teria sido ele a proceder à tal limpeza, correndo com o figurão de S.Bento, assim iremos continuando, neste lodaçal, até Outubro. Um PR que está também ele corroído politicamente, daí que opte pelo silencia e a inércia.
Se eu acreditasse num Criador perguntava-lhe que mal fizemos nós portugueses para levarmos com estes tratantes em cima.
P.Rufino

Corvo Negro disse...

Sempre a leio, mas raramente a comento. Porém hoje não podia deixar de lhe deixar um grande aplauso e assinar por baixo. Muito bom mesmo.

Pôr do Sol disse...

A vergonha era verde veio o burro e comeu-a, ficou só o B U R R O.

Burro que não se vai demitir até saltar para um alto(tacho) cargo nos CTT,
palpita-me...