Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, março 26, 2015

Cate Blanchett, a propósito da sua intervenção no filme Cinderela, mostra como se deve lidar com entrevistadores que fazem perguntas estúpidas: 'É essa a sua pergunta?', 'That’s your question? That’s your fucking question?' Então, 'nice to meet you'. Nem mais.


A bela Cinderela e a sua malvada madrasta
Lily James e Cate Blanchett


Vai uma mulher como Cate Blanchett prestar-se a conceder uma entrevista a propósito da sua intervenção no novo Cinderela, quando o entrevistador lhe faz uma perguntinha sobre o gato. 


Talvez uma qualquer princesinha se derretesse em sorrisinhos, contando, com pormenor, como se tinha dado com o doce felino e tal e coisa. Mas Cate Blanchett não é uma princesinha, nem uma pipoquinha saltitona. Cate Blanchett sabe ao que anda e tem mais que fazer do que aturar gente idiota. E, então, vai daí, com educação e deixando o entrevistador sem saber bem o que lhe tinha acontecido, espantou-se, riu-se e despediu-se. Nem mais.

Um exemplo a seguir por cá já que o que mais se vê são entrevistadores a cansarem a nossa inteligência com perguntas parvas umas atrás de outras.



Mais sobre o assunto na Vanity Fair.


E, já agora, let's look at the trailer do Cinderela (que tem um guarda-roupa sumptuoso).



......

Sobre a beleza pura das imagens perfeitas, do bailado, da poesia e da voz que a diz, é descer, por favor, até ao post já a seguir.

.....

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma boa quinta-feira.

...

Sem comentários: