Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, março 01, 2015

O eficiente Sr. Pereira, grande gestor. O gato esfolado pelas Finanças. E, do Público, a terceira anedota: "Passos Coelho acumulou dívidas à Segurança Social durante cinco anos".


O difícil mundo dos negócios exige gestores à altura. Reduzir custos é muitas vezes imperioso e sorte de quem nunca se viu nessa situação, seja em que lado da mesa for. 

O Sr. Pereira enviou a sua directora de Recursos Humanos avaliar qual o funcionário que deveria ser demitido.

Demitido - Área 58



.....




....


Primeiro-ministro afirma que nunca foi notificado da dívida, criada entre 1999 e 2004, e que ela prescreveu em 2009, facto de que diz ter tomado conhecimento em 2012. Apesar disso adianta que pagou já este mês, voluntariamente, cerca de 4 mil euros, depois de ser questionado pelo PÚBLICO.


O primeiro-ministro explica que, já em 2012, depois de estar a chefiar o Governo há cerca de um ano, foi confrontado — não dizendo por quem — com dúvidas sobre a regularidade da sua situação contributiva. Nessa altura, acrescenta, questionou o Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa, tendo-lhe sido respondido que “estava registada a quantia de 2880,26 euros, acrescida de juros de mora à taxa legal em vigor”.

Independentemente do facto de a referida quantia corresponder aproximadamente à dívida que tinha em Agosto de 2002 — segundo os documentos obtidos pelo PÚBLICO — e não incluir a que foi gerada desde essa data até Setembro de 2004 (atingindo o total de 5016 euros), a resposta do gabinete do primeiro-ministro confirma que, pelo menos entre 1999 e o Verão de 2002, Passos Coelho nada pagou à Segurança Social.

....

De um mail enviado por um Leitor:

É possível supor que somos governados por gente séria e que um qualquer Passos, que acumula casos atrás de casos, não tem vergonha na cara?

É sequer possível imaginar que um ministro “lambreta” não passa, desculpe a linguagem, de um cagalhão com duas rodas?

....

2 comentários:

Anónimo disse...

Estes montes de merd...num país normal já estavam demitidos, ou pelo Parlamento, ou pelo PR, ou pela pressão da opinião pública. Aqui, o PR, envolvido nos favores do BPN, cujo tratante que os concedeu e ex Sec.Est de um seu governo aguarda julgamento, estando em casa com pulseira eletrónica, e sabido que o mesmo PR optou pela reforma do BdP, em vez, como mandaria a postura, do vencimento de PR, mais o PM da Tecnoforma e agora dos esquecimentos dos pagamentos à Seg.Social, mais a presidente da A.R que recebe uma pensão de reforma desde que "se reformou" aos 42 anos, a impunidade é absoluta. Temos uma cáfila à frente dos destinos da Nação.
E que se calhar, graças a este povo assim irá continuar. Quem sabe!
P.Rufino

Rosa Pinto disse...

Muito bem. Post e comentário. Sinto-me gato ou melhor gata mas bem esfolada.