Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, novembro 24, 2014

"Estamos de olho em si" diz um comentário num post aí abaixo. E eu não devia confessar mas confesso: gostei do piropo. Sempre ouvi dizer que o que é bom é para se ver e, portanto, olhem à vontade que eu não levo a mal.


Mas uma coisa me deixa apreensiva: a palavra 'estamos'. Estamos? Estamos, no plural? Isso é que é pior porque, se fosse só um, eu até estava capaz de antever algum perigo no ar. A coisa ainda podia dar em romance já que é sabido que muitas histórias de amor começam assim.

Agora, no plural, já não sei, não. Quantos são? Dois? Uma cena de ménage a trois? Ná....

Mas esperem lá. Tenho aqui uma rapaziada ao pé de mim e estão a dizer que alinham. Nada de orgias, não se animem. Mais uma cena de namorico inocente, até já os (e as) ouço falar em casamento colectivo. Que me dizem? Apontamos para o Dia de Sto António? 



...


2 comentários:

Anónimo disse...

num País de MANSOS não leve a sério essas ameaças,é mesmo tesão de língua.


olhe, lembra-me o filme 4 de Julho

Tom Jobim

FIRME disse...

A ameaça dum cobarde,deve levar-se mais a sério que um ato de um valente ! Medo??? Disto...não ! eles são bufos anónimos ,que fazem disto modo de vida ! Cada vez gosto mais deste BLOGUE,forum de ideias ,humor e gozo...POR QUEM SOIS ,OBRIGADO ! Confesso que a minha pouca habilidade,foi -me anotada pelo meu espelho...Mentes preguiçosas são fáceis de domar ! Só a morte física nos pode domar...