Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, setembro 07, 2014

Maria Luís Albuquerque e a dívida. Quer falar disso mas não quer que se use a palavra renegociação ou reestruturação. Foi, portanto, dar uma aula de cinismo e hipocrisia na universidade dos pequeninos, isto e, dos meninos da JSD (que até a aplaudiram)




Eu podia dizer muitas coisas sobre isto mas não vou dizer nada. 

Gente que gosta de fazer dos outros atrasados mentais deveria ter este tratamento por parte da comunicação social, partidos da oposição ou redes sociais: ser ignorada. 

Pura e simplesmente ignorada.

Ignorar o que agora diz a Miss Swap é o que se exige a qualquer pessoa com um mínimo de inteligência, deixá-la a falar sozinha. Se porque vê os outros a fazerem o mesmo ou porque se mete pelos olhos adentro que não há como lhe fugir e, finalmente, percebeu que se deve renegociar a dívida então que o faça mas que, por decência e higiene, o faça de rabo entre as pernas, de bico calado.




3 comentários:

Anónimo disse...

Já tenho lido, recentemente, que esta Miss poderá vir a ser a substituta do Láparo, uma vez a derrota lhe seja servida, em Outubro de 2015. Ao que dizem os arautos ela seria uma estrela em ascensão. Voto nela. Com a Albuquerque na liderança do PSD, teríamos uma oposição sinistra, que todos gostariam de evitar, herdeira deste desastre económico-financeiro e social, que nos irá deixar. E, em caso de novas eleições, o PSD sairia ainda mais fragilizado. Portanto, ela que avance para o estrelato. O próximo governo e a restante oposição vão agradecer. Minha mulher, que não a pode ver nem pintada, topou-lhe um ar aparolado. Se calhar, quem sabe! Ouvi também o que ela pensa dos cortes no ensino superior (e investigação). Com toda a frieza e indiferença. Ora, um país que não investe na Educação Superior, na Ciência, na Investigação, não avança, não se desenvolve, não cresce. Estagna ou, pior, recua. É o que nos está a suceder. Em 4 anos de governo Passos/Portas, ou PSD/CDS, como estará Portugal? Qual será a magnitude do prejuízo, da catástrofe?
P.Rufino

Um Jeito Manso disse...

Pois é, P. Rufino,

A Miss Swaps de sorrisinho ingénuo é, na verdade, uma criatura fria e ambiciosa. Gosta do poder. Tal como o aluno, são frios, insensíveis, manhosos. Cortam e desfazem com a mesma ligeireza e com o mesmo sorrisinho com que pegam uma criança ao colo.

O mal deste nefasto período será difícil de quantificar: uma perda de milhares de milhões em empobrecimento, um aumento brutal do serviço da dívida, gente que não voltará a arranjar emprego, jovens que fazem família lá fora não voltando ao País, etc, etc. Como se quantifica isto? Não sei, não será fácil.

Um Jeito Manso disse...

Pois é, P. Rufino,

A Miss Swaps de sorrisinho ingénuo é, na verdade, uma criatura fria e ambiciosa. Gosta do poder. Tal como o aluno, são frios, insensíveis, manhosos. Cortam e desfazem com a mesma ligeireza e com o mesmo sorrisinho com que pegam uma criança ao colo.

O mal deste nefasto período será difícil de quantificar: uma perda de milhares de milhões em empobrecimento, um aumento brutal do serviço da dívida, gente que não voltará a arranjar emprego, jovens que fazem família lá fora não voltando ao País, etc, etc. Como se quantifica isto? Não sei, não será fácil.