Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, agosto 07, 2014

Alô, alô, alguém me informa? Mas que raio de ultra-poderes é que desceram no corpo de Carlos Costa-o-Mau que anda a tratar tudo o que lhe cheire a Espíritos como se fossem os Távoras...? Senhores, que o Caça-Espíritos não poupa nem avós nem netos, vai tudo à frente. As contas de Marcelo Rebelo de Sousa ou Miguel Sousa Tavares também terão ido no arrastão? Pergunto.






Eu devia ter sido benzida à nascença para os neurónios se me terem desenvolvido como deve ser e não me sentir tão burra perante coisas que são tão claras para luminárias como o Gomes Ferreira ou o Henrique Monteiro. 

Aconteceu esta coisa do BES que para mim é estranhíssima e, quando estou para aqui a fazer Ts mentais ou a ver se percebo o racional da coisa - sem perceber que balanço é que engendraram para o BES novo e para o BES velho, e se tudo o que era mau ficou no BES mau, por que raio de carga de água é que é preciso tanto dinheiro fresco no novo (será que há mais porcaria nas contas? crédito à habitação excessivo face ao valor das casas? coisas assim...?) - ouço o Gomes Ferreira ou leio o Henrique Monteiro e ambos, doutos e iluminados, concluem que, uma vez mais, batatinhas, que é como quem diz: TINA

E que isto não foi uma nacionalização e que isto é uma coisa tão boa que a gente até lambe os beiços perante coisa tão bem esgalhada, ou seja, que não apenas TINA como a TINA é do melhor que há. 

E lá me aparece também na televisão a Poiazita a dizer que é bom mas tão bom que a partir de agora tudo se regerá por tão bons parâmetros e depois o Vice-Irrevogável a dizer que foi aceitável e mais uns quantos na televisão, já um bocado a medo, sem perceberem que cena é esta mas, por via das dúvidas, TINA. E agora aparecem-me uns desconhecidos a dizer que o que isto é, é uma valente trapalhada. Bolas. Em que é que ficamos?

NOVO Carlos Costa,  só carne limpa;
o velho Carlos Costa, o Caça-Espíritos, é outro

É que eu, confesso, quanto mais sei disto, mais baralhada me sinto.

Parece que adormeci e que, quando acordei, acordei numa outra era.

Para minha surpresa, um sujeito de cabelinhos brancos que a gente pensava que andava a dormir na forma, a deixar os bandidos actuarem na maior descontracção, afinal é capaz de pintar a manta toda.

Às tantas, se os deputados esta quinta-feira o obrigarem a despir-se, ainda ficam banzados: só músculos e abdominais de aço. Carlos Costas, o novo CR7. E com a D. Inércia ao lado, a Albuquerca fofinha, do narizinho franzido, toda mignonne.

Bem. Adiante.

Hoje só tive conhecimento de coisas bizarras.



O casal do casal da Coelha

Uma delas é que, aparentemente, por ele e o conhecido Láparo, coadjuvados pela Bela Adormecida que jaz em Belém (agora provavelmente também a banhos na Coelha), terem dito que não mexeriam uma palha pelo BES, os chacais dos Fundos ficaram de dente afiado e vieram filar a presa indefesa, apostando forte em como conseguiriam atirar com o banco ao tapete. Já antes, quando foi a crise da dívida, a maltosa que cheira à distância a carniça se fartou de ganhar dinheiro com os CDS à conta da Grécia. Pudera. Gostam de carninha ainda fumegante e têm o caminho livre. E conseguiram, claro.


Portanto, e já Lavoisier tinha desconfiado disso, se uns perdem, outros ganham - e com a bolsa aberta e sem que o BdP ou o Governo se dessem ao trabalho de informar a CMVM de que qualquer coisa se ia passar, o galinheiro continuou alegremente ao dispor enquanto os especuladores se serviam, no maior forrobodó. Ah que bom que é este Portugal, gente mais hospitaleira e mansa.

O arauto do regime passo-cavaquista


Ouvi agora Pedro Silva Pereira na SIC N a dizer que antes do decreto assinado pelo vice-Portas no domingo, no tal Conselho de Ministros virtual, já o Conselho de Ministros de dia 31 tinha aprovado um decreto que abria o caminho para a solução que o porta voz do regime, o conhecido calmeirão de serviço, haveria de anunciar ao País no sábado.


Ora pois. Então já se sabe como é que os 'mercados' adivinharam que a bomba ia rebentar. Já para não falar na PT, esse modelo de excelentíssima governance, que antes teve o cuidado de sacar de lá os depósitos todos.

Ah, meus Caros, os escritórios de advogados já devem andar a esfregar as mãos: ui, ui, tanto material para litigar....

Bem.

Ainda mal eu estava aqui a digerir isto, quando dou uma volta pelos jornais e vejo aquilo de que ontem já tinha ouvido referência. Contas dos Espíritos, dos administradores, dos TOCs, e das famílias para cima e para baixo tudo no banco mau. Tudo a arder. Resta saber até onde chega a sanha persecutória ou, na árvore genealógica, em que ramo Costa dá tolerância.

O namorado de uma Administradora do BES
que, às tantas,
para tomar banho, só se for no alguidar

(mas, mesmo assim,
há-de continuar a dar-nos música)


Claro está que não me vou pôr aqui a chorar por eles (apesar de ser sabido que sou um coração de manteiga). Sei lá se essas pessoas ainda lá tinham alguma coisa nas contas...? Às tantas já estavam todos avisados e já estava tudo rapadinho. Às tantas, para além dessas contazitas, já têm as almofaditas em offshores ou no colchão. Não sei.


Mas a questão não é essa. A questão é ainda a mesma: uma pessoa que tem o seu dinheiro aplicado num depósito de um banco que tem por bom, lá porque é casada, ou namorado, ou nora, ou compadre, ou prima de algum safado, medroso ou ceguinho, pode ver-se, de repente, sem dinheiro nenhum?

Isto não carecerá de decisão judicial prévia? Qualquer um, lá porque tem qualquer coisa a ver com alguma das pessoas da família ou da gestão, pode ver isto acontecer-lhe? Assim? À bruta?

Não percebo nada disto.

De resto, com esta atitude à leão, anda cá que és meu, o que esta gente está  a fazer é que qualquer dia outro banco vá ao tapete, senão mesmo, outra vez, a dívida pública. Quem é o maluco que se arrisca a meter cá dinheiro sabendo que anda por aqui um xerife que, de vez em quando, saca das pistolas e desata aos tiros a quem mexa um dedo? Só se for a malta das apostas, os tais dos CDS. Está bem que isto parece o Far-West mas, caraças, isto é mesmo assim? Já vale tudo? Faz-se um decreto à noite e fica-se com poderes de Super-Homem?

Mas que raio de País de plástico é este? Depois de andarem ao tiro aos velhos, doentes, desempregados e jovens, agora desataram ao tiro aos investidores? Ou ainda não perceberam que é isso que estão a fazer?


Ponho isto no plural mas não sei quem é. É o Carlos Costa, é certo, mas quem são os outros? O Láparo e o Rei das Cagarras estão a banhos, o Bento (o tal que parece que foi promovido no BdP sem lá estar) parece que está perdido no meio dos labirintos do BES. Só se for o Mr. Rato. Ou há mais? [Nomes, quero nomes].


Olhem: não sei.

Acho que preciso que o Gomes Ferreira me dê explicações. Coaching, como se diz.


É que, ainda por cima, volta e meia, vejo pessoas com ar de gente atilada a dizerem coisas que parece fazerem sentido. E fico num estado de estupor catatónico ainda mais profundo.

Transcrevo:

O presidente executivo da MTT Investment Consultants diz que o Banco de Portugal sabia o que se estava a passar e não transmitiu informação atempada aos mercados. Em entrevista à RTP, Marco Silva diz também que a solução encontrada pelo Banco de Portugal foi um negócio feito à margem da lei.



Não consigo colocar o vídeo mas deixo aqui o link para que não vejam, se quiserem. E digam-me se isto não parece estar para aqui uma caldeirada armada.

_



As três últimas imagens são do blogue We Have Kaos in the Garden que nunca mais acorda para nos vir animar.

A música é a Canção do Beijinho do Herman.


_

3 comentários:

Fernando Ribeiro disse...

Se sentir a falta do We Have Kaos in the Garden, pode valer-se do 77 Colinas.

Um Jeito Manso disse...

Olá Fernando, bom dia,

Já estive a espreitar. Boa! Era mesmo de um banco* assim que eu estava a precisar. Vou passar a roubá-lo à descarada todos os dias.

Obrigada!


* Banco de imagens, claro. E, como sou uma larápia qualificada, não uma lápara qualquer, apresentei os devidos créditos.As suas dicas são sempre preciosas.

FIRME disse...

Com a vossa permissão,vou aqui expor uma dúvida/preocupação;;;Então o presidente das cagarras e arredores,que no estrangeiro bota palavra,sobre o que por aqui se passa...está tão calado? Lá do ex.reino dos algarves ,onde o inglês é língua oficial...(bom,já pertence á CPLP),não manda 1 msg,para sossegar a sua malta? ! Até os verdadeiros ciganos,já dizem;Manel,tira o tê filho da escola...Isto vai dar barraca nã tarda nada...Emigre se o deixarem !