Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, julho 18, 2014

10 Dúvidas frequentes sobre o vinho [e, ainda, a história de um homem mal amado e as Tias da Comporta a quem a Moody's baixou o rating para Primas da Trafaria]


Vou parecer imodesta: o post abaixo não deve deixar de ser visto e ouvido. O que lá tenho é muito bom. Claro que nada é de minha autoria e, por isso, estou à vontade ao fazer esta propaganda. 

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, a conversa é outra: piadas enviadas por leitores a quem aqui deixo também o meu agradecimento.



Se não se importam, acompanham-nos As meninas da Ribeira do Sado




___

1ª.


Ontem à noite eu estava sentado no sofá, a ver televisão, quando ouvi a voz da minha mulher vinda da cozinha:


- O que vais querer para o jantar, meu amor? Franguinho, carninha ou peixinho?

Eu disse:

- Vou querer frango, querida, obrigado.

Ela respondeu:

- Tu vais comer sopa! Eu estava a falar com o cão...




___

2ª.

10 Dúvidas frequentes sobre o vinho




1. O VINHO PODE MATAR?

Pode. Há uns anos, um rapaz foi atingido por um barril de vinho que caiu de um camião levando-o à morte instantânea.

2. O USO CONTINUADO DO ÁLCOOL PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS PESADAS?

Não. O álcool é a mais pesada das drogas: uma garrafa de vinho pesa cerca de 900 gramas.

3. O VINHO CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?

Não. Cerca de 89,7% dos psiquiatras, psicólogos e psicanalista entrevistados preferem cerveja.

4. MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?

Sim. Está provado que nas operações STOP a polícia nunca faz o teste do balão às grávidas.

5. O VINHO PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?

Não. Experiência com mais de 500 condutores: foi dada uma grade com garrafas de vinho para cada um abrir e beber. As últimas foram abertas e bebidas no mesmo tempo gasto com as primeiras. Em nenhuma das garrafas os reflexos foram alterados.


6. A BEBIDA ENVELHECE?

Sim. A bebida envelhece muito depressa. Se deixar uma garrafa de vinho aberta de um dia para o outro, altera o paladar e o aroma e chega mesmo a avinagrar passadas algumas semanas.

7. O VINHO CONDICIONA NEGATIVAMENTE O RENDIMENTO ESCOLAR?

Não, pelo contrário. Algumas universidades estão a aumentar os lucros com a venda de vinho a copo nas cantinas e bares.




8. O QUE FAZ COM QUE A BEBIDA CHEGUE AOS ADOLESCENTES?

O estudo confirma que, em primeiríssimo lugar, é o empregado de mesa.

9. O VINHO ENGORDA?

Não. Tu é que engordas.

10. O VINHO CAUSA PERDA DE MEMÓRIA?

Que eu me lembre, não!




___




___

As Meninas da Ribeira do Sado vieram pela mão dos Adiafa


__


E agora, por favor, não deixem de descer até ao post seguinte. 
Pedro Paixão, Man Ray e Alisa Sadikova juntam-se num momento feliz (acho eu).

__

2 comentários:

Anónimo disse...

Estas sobre o vinho estão absolutamente impagáveis! Se há coisas que eu aprecio na vida são boas pitadas de humor! E nós por cá, neste rectângulo, temos de sobra. Ainda bem! Mas, a propósito de vinho, ocorreu-me esta: na Holanda Barroca, havia uma superstição popular que dizia que se podia verificar quando uma rapariga estava grávida, espremendo-se-lhe os seios. E assim, se dos seios saísse leite, significava que estava. Porém, se pelo contrário, em vez de leite, saísse vinho (não especificando aquela crença se tinto, se branco?), isso era a prova, irrefutável, de que a jovem era, ou continuava, ainda virgem. As autoridades religiosas naquela época eram algo rigorosas, ou procuravam ser (na medida do possível, sempre que a um padre não lhe passava pela cabeça deitar-se com uma freira, coisas que sucediam, de quando em quando, o que muito deveria ofender os olhos do Criador) e, nesse sentido, eram particularmente vigilantes nos conventos. Um conhecido artista dessa época, Corneslis van Haarlem, pintou um quadro com uma cena dessas, entre 2 religiosos, “O Monge e a Noviça”, onde se pode ver o frade a espremer o seio roliço de uma jovem noviça - sem nenhum deles estar a olhar um para o outro e sem demonstração de prazer naquele acto - vendo-se sair vinho do seio da jovem religiosa, já depositado num copo, por sinal tinto, vá lá saber-se porquê aquela opção do artista. Possuo um livro em casa, que aqui há uma meia dúzia de anos encontrei (creio que na FNAC), sobre o tema vinho retratado ao longo dos séculos na arte, por vários artistas, muitos, pintores de renome, que dedicaram particular atenção, em determinada ocasião das suas produções artísticas, ao velho e incontornável tema do vinho, em várias cenas, caseiras, encontros, tabernas, festas, etc, muito interessante (creio que "O Vinho na Arte"). Li-o com prazer. E, a terminar, veio-me um vinho especial à cabeça – o Bafarela 17, um vinho de excepção, do Douro, mas, cuidado, 17 é por causa da sua, única entre vinhos, graduação alcoólica! Tenho para mim que o vinho e o humor, naturalmente a par de uma gostosa gastronomia (que muita das vezes leva vinho como condimento, como por exemplo, uma boa perdiz, entre outros), combinam bem. Em minha casa, há sempre duas coisas que nunca podem faltar, suceda o que suceder: haver azeite e vinho. O resto vem por atalho! Tenho algumas histórias patuscas relacionadas com o vinho, mas fica para outra ocasião. Divertido Post!
P.Rufino




FIRME disse...

Ainda a propósito dos efeitos perniciosos do nosso tintol,ou brancol... um estudo exaustivo da U.E.CONCLUI;37,6 ACIDENTES RODOVIÁRIOS,são causados por excesso de álcool!Muito bem! Então o que explica os outros 62,4 ????...