Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, junho 13, 2014

A pouca sorte de algumas Evas desta vida. Chegámos, pois, à Horinha G no Um Jeito Manso que é como quem diz à 'Horinha Gay'


Ora bem. Abaixo poderão ver o 1º Capítulo da versão anti-Futebol do Um Jeito Manso. Para princípio de conversa já ali temos perfumes, costura, uma mulher que vai para dentro do espelho e desata a explorar toda a espécie de fantasias e mais uns pózinnhos de malícia. Coisa pouca. Apenas o qb.

Agora, aqui, no 2º Capítulo, e porque o UJM é um espaço abrangente, chegámos à horinha gay. Recuemos ao princípio dos tempos. Aos tempos em que Eva tenta fazer alguma coisa pelo Adão.



Debalde.



Avancemos no tempo. Sedução clandestina que é sedução clandestina requer um hotel. Deslizemos, então, agora, até ao HG. H já não de horinha mas de Hotel. Sedução no feminino absoluto: mulher atrai mulher, mulher seduz mulher. Um Hotel para uma historinha gay. Com vossa licença.



**

A qualidade dos vídeos não é famosa, mas que posso eu fazer? Não sei restaurar vídeos... E de uma coisa estou eu certa: antes isto do que futebol a toda a hora!

**

Para coisa mais fashion, queiram fazer o favor de descer até ao post seguinte.

*

Sem comentários: