O Blogue da moda: actualidade, artes, literatura, jardinagem, família e muitas outras coisas

O Blogue da moda: actualidade, artes, literatura, jardinagem, família e muitas outras coisas

terça-feira, janeiro 03, 2012

A Jerónimo Martins, do patriota Alexandre Soares Santos, levantou arraiais e foi pagar impostos para a Holanda? A sério? E a Elma Aveiro, uma das manas do CR7 despiu-se e aparece quase nua, em lingerie, numas poses pretensamente sensuais, na Hot Magazine? Mas o que é isto? Obscenidade atrás de obscenidade?


O ano começa envolto num clima vagamente obsceno. Dado o adiantado da hora vou ser sintética.

A primeira notícia deixou-me sem saber se havia de desatar a rir à gargalhada, se quê. Fiquei foi especada em frente das imagens.



Eis que vejo Elma Aveiro - a mana da Cátia (ou Ronalda, de seu nome artístico) e do Cristiano Ronaldo, filha da D. Dolores - quase desnuda, posando em lingerie para a revista Hot Magazine.

Olho para as imagens e, sinceramente, não sei o que me choca mais:
  • se é o facto dela se chamar Elma;
  • se é o facto de estar com uma lingerie com as iniciais do irmão (e nem vou aqui dizer que a coisa pode parecer vagamente incestuosa, que isso daria um toque despropositadamente literário à 'peça');
  • se é o piroso das iniciais CR7 serem brilhantinhos sobre uma sainha preta transparente com umas cuequinhas encarnadas por debaixo, tudo demasiado vulgar e previsível, uma coisa saloia;
  • se é o sorriso supostamente sexy mas que nada tem de malícia, tem mais um ar de uma dona de casa a fazer pirraça à cunhadinha que tem a mania de se armar em top model, aquela Irina Shayk 'metida a besta';
  • se é das unhas cor de laranja;
  • se é dos penduricalhos disparatados no fio e nas orelhas, uma coisa do além.
Não sei. Digam-me vocês o que acham. E não me venham dizer que sou preconceituosa, que Elma é um nome normal, que unhas cor de laranja é o que vem mais a calhar com casaco de peles, cuecas encarnadas e sinos nas orelhas.



Y-Y-Y-Y-Y


Mas isto da D. Elma é uma obscenidade de brincadeirinha. Nada que se compare com o que me pareceu ouvir na TSF ao vir para casa. Vou colocar tudo como perguntas para não correr o risco de cometer uma injustiça das imperdoáveis pois a notícia foi minimalista e posso ter percebido mal.

Mas então, digam-me lá vocês se estou enganada ou se o Patriota-Mor Alexandre Soares dos Santos, o grande pregador da moral e dos bons costumes que desancou no Sócrates como não há memória, pegou na Jerónimo Martins, a sociedade que detém os supermercados Pingo Doce e Recheio, e vendeu-a a uma sociedade sedeada na Holanda...?! Foi isto que aconteceu? Uma operação de optimização fiscal? A sério? Pegou na trouxa e foi pagar impostos para a Holanda onde a carga fiscal é inferior a Portugal?

É esta a nata do empresariado português, é este o patriotismo dos nossos liberais empresários? Numa altura em que pede um esforço absurdo que vai desgraçar muitas famílias, numa altura em que os portugueses são espoliados de tudo, o grande empresário Soares dos Santos marimba-se para a questão nacional e vai pagar impostos à Holanda...? E o Zé Povinho pode fazer o mesmo? Podemos todos escolher o país onde se paga menos?

Quem me dera estar enganada porque se isto é verdade só posso dizer que é imoral, um atentado à ética, um atentado ao respeito pelos seus concidadãos.


[NB: Não, meus amigos, não pertenço ao mal-afamado clube das virgens ofendidas - que isto é prática corrente, que gerir apenas na perspectiva da criação de valor para o accionista é coisa que se ensina nas universidades, que isto faz quem pode e acha que  é apenas um acto de boa gestão, que nem sei se até o Belmiro não está também já por aí, que até a CGD estava no offshore da Madeira (e que agora, face à redução dos benefícios fiscais é bem capaz de se mudar para as Ilhas Caimão) e que tudo isto é uma coisa de bradar aos céus para os pobres que não têm como fugir, é obscenidade sabida e ressabida. Mas, haja paciência para uma pessoa que andava pelas televisões falando em prol de uma política de verdade, a bater com a mão no peito, a apelar já nem sei bem a quê e que, na hora de fazer sacrifícios, levanta arraiais e vai pôr o dinheiro que tanta falta faz a Portugal na Holanda... Bem prega frei Tomás, faz o que ele diz, não faças o que ele faz, é ou não é?

Que aprendam a lição os aprendizes de feiticeiro que por aí andam a brincar com a vida das pessoas. Uma política assente na expropriação agressiva através dos impostos dá nisto. Fuga de capitais para quem pode, empobrecimento até à miséria de quem tem que amargar até à última gota. O país ganha o quê com isto? Zero. Ou melhor, o País perde e perde muito com tudo isto.]



'Venha a mim, venha a mim', parece ele dizer, não é?


Contudo, estou aqui a mostrar-me chocada mas nem devia. A ser verdade aquilo que percebi da notícia, qual a novidade? Não é sabido que o capital não tem pátria? Não é sabido que, quando o navio se está a fundar, os ratos são os primeiros a saltar?

XXXXXX


Como não gosto de terminar com assuntos desagradáveis, refiro-me agora à terceira obscenidade, desta vez uma coisa quase beata, ou a atirar para o fofinho, ou nem isso, nem sei e não é cá.


O casal modelo Bradd Pitt e Angelina Jolie, todos ecológicos, solidários e bem comportados (e estou a falar a sério), não querem que ninguém diga asneiras lá em casa. Se forem os filhos a dizer, serão multados com trabalhos domésticos. Se os prevaricadores forem convidados, terão que pagar até mil dólares.

Mas, senhores, pasme-se, entre as coisas proibidas estão coisas como 'odeio-te' ou 'estúpido'. As crianças vão ficar umas santinhas de dar dó.


WWWWW


Resumindo, meus Caros: se alguma das duas primeiras notícias vos tiver desencadeado uma irreprimível vontade de dizer 'ai que estupidazinha, credo...!' ou, então, 'não me apareças mais na frente a pregar moralidades porque, se tiveres mesmo feito essa habilidade, quase que te odeio, oh meu grande estúpido', tenham muito cuidado. Olhem bem à vossa volta não vá o Brad ou a Angelina estarem por perto e ainda têm que desembolsar mil dólares - olha o prejuízo...!

^^^^^^

Bom. Fico-me por aqui. Até amanhã e averiguem bem isso da Jerónimo Martins e digam-me porque, a ser verdade, acho que nunca mais ponho os pés no Pingo Doce. Quanto à mana Ronalda, olhem, agora sou eu que nem sei que vos diga.

10 comentários:

packard disse...

Das várias obscenidades q cita, a q verdadeiramente me incomoda é a de Soares dos Santos. O homem q se deu ao trabalho de assoldadar um conhecido intelectual para declamar numa entrevista televisiva, a propósito de Sócrates, q se "tinha abatido sobre Portugal a peste negra", encheu mais uma vez o peito ilustre lusitano da fama das glórias q tivera e abalou para a Holanda. Q lhe faça - a ele e à fuga aos impostos - bom proveito. Parafraseando um conhecido filme português, Soares dos Santos qnd chegar à Holanda q mande saudades: é q cá não deixa nenhumas!

Maria disse...

Querida Jeitinho
Se a história do Jerónimo Martins é verdadeira, ainda consegue ser mais obscena do que a da mana do mano. Estes já a gente sabia que, pertencendo aquela família, não tinha vergonha nem modéstia mas, mostram bem o que são. Saem todos à mamã Ronalda que, é uma santa e séria dama.
Olha, fiquei sem palavras!
Beijinhos

ERA UMA VEZ disse...

Vou fugir para fora
de Janeiro a Janeiro
cá pra mim o que importa
é a cor do dinheiro

e tu, meu bom tuga, querido cliente,
enquanto não estiveres bem morto PÁ!
mesmo com isto a dar para o torto
ANDA CÁ! ANDA CÁ!!!!

NÃO VOU NÃO! NÃO VOU NÃO!
(Quem sabe se um dia em Amesterdão)

Tété disse...

Há coisas em que é difícil acreditar sobretudo se tivermos em conta a presença de Soares dos Santos há pouco tempo na televisão apelando ao patriotismo nacional para vencer a crise.
Também eu tenho grande vontade de não pôr mais os pés em qualquer loja Pingo Doce, mas já comentei hoje e refleti que se isso for a decisão de grande parte dos portugueses, o que será das centenas (milhares) de empregados desta cadeia de supermercados?
Nem é bom pensar.
Quanto à mana Aveiro e sem querer ser preconceituosa ou mesmo tendenciosa, existe alguém naquela família que nos inspire um sentimento de afabilidade e simpatia? Eu só consigo elogiar alguns dotes do mano mas ao mesmo tempo ele causa-me cá umas comichões quando o ouço.
Enfim, decididamente o dia de hoje não está a ser nada fácil.
O que me importa é enviar-lhe um grande abraço.
Teresa

Um Jeito Manso disse...

Caro Packard,

As desculpas de hoje, que a área de comunicação do grupo Jerónimo Martins, certamente engendrou apenas iludem os incautos. Que não alivou a carga fiscal e mais não sei o quê (provavelmente porque já lá estava sedeado). A questão é que está a deixar os impostos na Holanda e não em Portugal e se o faz é porque tem benefícios fiscais e se não é de agora, então ainda é pior: é porque já o vem fazendo. Provavelmente já o fazia enquanto andava a pregar nas televisões (e ainda me lembro dele, moralista e arrogante, a ser entrevistado pelo seu mui estimado Jo´se Gomes Ferreira).

É muita hipocrisia. E são estes os grandes empresários nacionais...

Um Jeito Manso disse...

Mary,

Que a notícia afinal é mesmo verdadeira já hoje o tivémos confirmado, apesar dos sofismas verbais (... e fiscais...)

Quanto à mana Elma é uma questão de gosto. Mas naquela família o gosto é todo do mesmo género. O rapaz anda com uns cachuchos nas orelhas, a mana Cátia escolheu o nome de Ronalda para ser artista pop e usa umas toilettes que nos deixam de boca aberta, a matriarca também usa umas vestimentas que não a favorecem muito, e depois a colecção de cunhados e primos, tudo pessoas cujo sentido estético não se coaduna muito com o meu. Mas fazer o quê...? Dinheiro para se conseguirem ajeitar melhor, presumo que não lhes falte, aquilo é mesmo uma questão de gosto...

Mas olhe, quando os vejo nestes preparos fico sempre bem disposta, não consigo deixar de lhes achar alguma graça.

Um beijinho, Mary.

Um Jeito Manso disse...

Era-uma-Vez, a nova Antónia Aleixo...

Sempre inspirada e bem disposta, certeira e directa. Gosto sempre de a 'ouvir'. Interrogo-me sobre se ao vivo também é assi, ou melhor, verbalmente, ous seja, deasta a versejar de rompante?

Tenho um colega que é uma coisa espantosa, verseja de improvido e com uma graça do género da sua.

Os seus filhos puxaram a si, não foi?

Um beijinho e bons versejamentos!

Um Jeito Manso disse...

Teresa-Teté,

Agora deiixou-me assim a modos que de pé atrás... Estava já decidida a não pôr os pés no Pingo Doce e vejo a sua ressalva e já fico hesitante. Tem razão, que culpa têm os empregados...?

As coisas têm sempre duas faces. E os empregados queixam-se que recebem de menos, que trabalham de mais - e tudo isto, de facto, é um mundo hipócrita, em que há quem tudo possa a coberto da lei e há quem nada possa, nada tenha, a tudo tenha que se submeter.

Quanto ao clã Aveiro, tal como referi nas respostas anteriores, é um grupo que tem um gosto tão duvidoso que, pelo menos a mim, até dói. E tem razão, têm todos um arzinho antipático, são convencidos.

Mas levemos tudo isto com alguma leveza, senão ficamos soterrados.

Um beijinho.

packard disse...

Voltando ao assunto, ora leia lá isto.

Um Jeito Manso disse...

Não tenha dúvidas, Packard, que neste momento o departamento de Comunicação da Jerónimo Martins activou o plano de crise, estando já em marcha uma campanha de 'mitigação'.

Agora haveremos de ver surgir coisas que parece que não têm nada a ver, fiscalistas supostamente isentos e que não têm ligações ao Grupo, opinion makers aparentemente distantes do Grupo a louvarem a Pordata, notíciazinhas engraçadas sobre alguns directores - enfim coisas que baralhem e distraiam a opinião pública.

Não tenha dúvidas, Packard.

Que isto foi um tiro no pé causando danos graves é um facto; que os experts em planos de crise vão mitigar os danos não tenha também dúvida.