Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, abril 24, 2018

O Padre Ray Kelly e a roqueira Jenny Darren


O Father Ray Kelly parece um santinho, tímido embora bem disposto, e apresentou-se nervoso embora querendo parecer à vontade.  A avózinha Jenny Darren parece uma crente da paróquia do padre, embora se perceba que há ali uma certa dose de irreverência. Apresentou-se avozinha da cabeça aos pés mas provou que quem vê caras não vê corações. Rapidamente se despiu de preconceitos e pôs o pessoal todo de olhos arregalados. Enquanto ele encantou com a sua voz sentida e de veludo, ela foi o contrário, bombou até deixar toda a gente ao rubro. Ele tem 64, ela 68.

Depois de ter escrito o que abaixo escrevi -- que não faz sentido alinhar os sonhos com o de outras pessoas já que isso pode significar abdicar deles a troco de nada e de ter partilhado o vídeo sobre isto de cada um ter o seu relógio da vida-- eis que me aparecem estes dois fantásticos vídeos. Vejam que vale muito a pena.
Passou-se no Britain's Got Talent 2018 deste fim de semana.
Ele interpretou Everybody Hurts dos R.E.M. Ela Highway To Hell dos AC/DC. Vejam (e ouçam), por favor, porque só visto (e ouvido). 




_________________

E se ainda não leram o que escrevi abaixo, permito-me sugerir que o façam pois perceberão melhor o meu espanto ao descobrir estes dois espantosos cantores justamente logo a seguir a ter acabado de escrever o que escrevi. Ele há coisas, caraças.

E viva a vida!