Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, março 06, 2018

Uma mulher veste um vestido sexy para quê:
apenas porque gosta de se sentir platonicamente desejada? Ou invejada?
E ficaria igualmente feliz se sentisse a total indiferença por parte dos circundantes?
-- Pergunto --


Ocorre-me também perguntar se o ditado 'Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele' também se aplica a mulheres que se vestem de forma altamente sexy. 

Ou seja, faz sentido que uma mulher que se veste de forma indubitavelmente provocante, depois se insurja se for objecto de alguma 'boca', olhar ou mesmo convite mais indiscreto?
E volto a dizer: não me refiro a violações, avanços abusivos, sabujices imperdoáveis. Isso é crime. Ponto.
Refiro-me, sim, a mulheres que se vestem de uma forma que as leva a assentir: 'Temos que fazer pela vida' quando alguém faz notar que vieram especialmente sugestivas para uma reunião com o chefe ou que fazem de tudo para os chefe as convidarem para um almoço ou jantar a dois ou jantar e que se apresentam de perna ao léu, poitrines ao léu e sorrisinhos maliciosos a propósito de tudo e de nada. Ou que, num encontro ou festa em que sabem que vão encontrar algum 'doutor' importante que as pode beneficiar profissionalmente, se apresentam como se fossem para um desfile na passadeira vermelha. Interrogo-me: fará sentido se tempos depois aparecerem a lamentar-se que o homem em causa passou o jantar a olhar-lhes para as pernas ou para o decote, sem prestar grande atenção à conversa? 
(Avistada pela 1ª vez
na Antologia do Esquecimento)

Como já aqui o disse várias vezes -- depois de ter assistido de perto a tanta coisa, ao longo de tantos anos, em meios em que tudo acontece -- não consigo apontar o dedo aos homens em geral. Do que vi, e tenho a certeza do que digo, foram mais os casos em que vi mulheres a porem-se a jeito do que homens a afoitarem-se a avançar contra a vontade das mulheres.

Claro que os meios que conheço são meios urbanos, cosmopolitas ou próximo disso -- direi mesmo: civilizados -- e não os meios mais caciquistas em que patrões ou chefões trogloditas usam e abusam de empregadinhas ingénuas e indefesas. Por isso, quando falo refiro-me a meios que conheço e não a meios que desconheço.

E, do que conheço, afirmo sem hesitação: as mulheres são mais destemidas, mais voluntaristas, mais ousadas, mais atrevidas. E convivem bem com um ´não'. Mais: sabem que os homens, medrosos como tendencialmente são, até de dizerem 'não' têm algum medo. Em contrapartida, os homens (normais) têm pavor de receber um não, são mais timoratos, temem dar passos em falso. Os homens (normais) esperam sempre por um sinal antes de se atirarem para a piscina. Os homens ficam atarantados se encontram pela frente uma mulher que acham charmosa e inteligente. O medo de passarem pelo ridículo de elas o gozarem, de elas o rejeitarem, de elas o fazerem passar por totós tolhe-os.

Portanto, é com alguma perplexidade que vejo tantas mulheres que julgaria senhoras do seu nariz a aparecerem como indefesas e vítimas da selvajaria dos homens. Não digo que uma ou outra, quando ainda inocente e menina, não tenha sido vítima de algum tira-olhos. Mas quantas das que hoje se apresentam como virgens e ofendidas não vestiram já a pele de que hoje acusam os homens de trazerem sempre vestida?
NB: E, repito, não digo que não haja casos ou que sempre que alguém veste a pele de lobo isso signifique que esteja disponível para sê-lo. Haverá casos em que nada mais do que o lado lúdico da coisa importa ou que a coisa seja tão descaradamente louca que se torne até assexuada. 

O que digo é que a mim não me apanham a crucificar cegamente os homens ou a achar que a maioria deles, em especial os que têm alguma forma de poder, deveriam ser imediatamente defenestrados para não afectarem psicologicamente as mulheres, esses seres frágeis, vulneráveis, indefesos. A mim não me apanham, não.

.............................


Divas na passadeira vermelha. Oscars 2018. Cada uma com sua toilette especialmente sexy.
Patrisse Cullors, Taraji P. Henson, Blanca Blanco, St. Vincent


.....................................................