Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, março 10, 2018

CDS em congresso: ideias chave


O CDS tem que crescer. O CDS é a única alternativa viável ao governo das esquerdas unidas. O CDS é o único partido que sabe falar aos portugueses.
OK. Mas em concreto, quais as vossas ideias e o que se propõem fazer?
Como disse, o CDS é o único partido que sabe falar aos portugueses. E é isso que vamos fazer: vamos falar aos portugueses. O CDS é a única alternativa viável ao governo das esquerdas unidas. Por isso, o CDS não se cansa de dizer: temos que crescer para haver uma maioria de centro-direita.
Ok, ok. Mas em concreto o que é que se propõem fazer pelo país?
O CDS vai dizer a verdade aos portugueses. Como sempre dissémos e como vamos continuar a dizer. Acha pouco?
Ok, ok, mas qual verdade?
O CDS é o único partido que pode ajudar a derrubar o governo das esquerdas unidas. Vamos crescer e vamos ajudar a que haja uma maioria no parlamento. E isto não se ouve mais nenhum partido a dizer. O CDS di-lo de forma muito clara.
Ok, ok. Mas como vão convencer os portugueses de que têm um projecto para o país?
Em termos concretos o que eu posso garantir aos portugueses é que vamos continuar a falar como se matraqueássemos as palavras. Vamos continuar a apostar na dicção e nos sound bites. Vamos inventar muitas expressões que fiquem no ouvido como isto das 'esquerdas unidas' ou esta hoje do Pedro Mota Soares a dizer que 'este governo é o mais reaccionário da Europa'. Vamos fazer concursos de ideias entre os jotas para produzirem ideias destas. Vamos fazer desenhos para mostrar no parlamento. Vamos dar entrevistas em que vamos explicar que vamos crescer e que somos o único partido que sabe falar com os portugueses. Não há nenhum outro partido que tenha uma estratégia tão clara.
Mas não seria bom que o Manuel Monteiro regressasse ao partido?
Nem pensar. Tem má catadura. Carrega muitas mágoas e nós gostamos de ser o partido feliz, da cara alegre, da boa onda. Para mais e com todo o respeito, essa figura que mais parece uma assombração, fala muito, usa frases muito longas. Nós já não estamos aí. Nós gostamos de frases curtas. 
Mas, escute, essas vossas ideias não são, na verdade, um bocadinho curtas?
Não. Ora essa. Nada curtas. Compridas. Ideias compridas. O CDS é o partido que têm as ideias mais compridas. Ouça. Com-pri-das. Frases curtas com ideias compridas. Permita-me a analogia para se perceber melhor: saias curtas com pernas compridas. Penso que a mensagem é clara e que os portugueses compreendem. 

Ok. Se calhar, por essas e por outras, é que o CDS já não tem expressão eleitoral que se veja e tem que andar sempre à babugem. Quanto é que valem em termos de votos? Na volta, já menos que o PAN. Mas ok, deixe estar. Continue a fazer de conta, a alimentar a tal fábula que Mestre Jerónimo evocou, a da rã que se achava grande e importante como um boi. E dê entrevistocas e faça desenhinhos e invente metáforas pueris e soletre sound bites e peixeirices com a boca muito arregaçada que a gente gosta de ter motivos para se rir. Em qualquer parlamento há sempre quem goste de se fazer de bobo da corte e a maltinha do CDS tem jeito para isso.

Tá-se.
 ......................................

Aproveitei-me das imagens que o Kaos-Man e o Miguel-ngelo criaram para ilustrar a pinta de Miss Cristas e a eles agradeço

........................................................

E queiram seguir para o grande momento em que o camarada Adolfo anunciou que não ia resgatar António Costa, que, se ele se quer salvar das esquerdas encostadas, pois que chame a polícia.
Nem mais.

....................................................