Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, agosto 19, 2017

Steve Bannon foi corrido da Casa Branca -- o que só prova a falta de inteligência do palhaço Trump.
Quem é que depois de ter enfiado uma besta canibálica dentro de casa, comete o tremendo erro de correr com ela?
Consta que o animal já anda a reunir tropas para preparar a vingança... e quem é que duvida disso?


BANNON’S TROLL ARMY GEARS UP FOR WAR -- leio e não me admiro.



Se eu soubesse o que se passa na cabeça de gente maluca talvez soubesse dizer quais as verdadeiras razões para a corrida em osso que Trump deu no estrategista Bannon. Ou talvez pudesse jurar a pés juntos se foi Trump que correu com Bannon ou se foi este límpido ariano que não suportou os negros e outros mal arraçados que andam lá pela Casa Branca e bateu com a porta. Assim, não sei.

O que sei é que gente sinistra, do calibre do cara-de-canibal Bannon, deve ser guardada debaixo de olho em vez de afugentada e deixada à solta a preparar das suas. Mas isso era se Trump fosse normal e se a cavalhada trapalhona a que se assiste na Casa Branca fosse a excepção e não a regra. Assim, no meio daquela permanente bandalheira, vê-se mais esta jogada e já mal se leva a sério. 

O que assusta, mas assusta mesmo, é pensar no poder imenso que tem uma cavalgadura como Trump, uma cavalgadura que não sabe falar, que não diz coisa com coisa, que toma decisões de forma errática, inconsistente, imatura, que forma equipas com gente problemática, gente que alguém de bom senso quereria longe das esferas do poder.

Mas afinal quem é Bannon, o estranho homem que enriqueceu investindo em Seinfeld...? Vejamos.


The turbulent story of Steve Bannon – video profile

[The Guardian]


 

Steve Bannon has been a naval officer, an investment banker, a film producer and an executive at Breitbart News. He was made Donald Trump’s chief strategist and was arguably the most influential man in the White House, but has now been removed, ending his highly contentious career at the center of the Trump administration


Já agora, se me permitem, para ilustrar melhor quem é o homem de quem se fala, opto também por dois vídeos made in Colbert.

As músicas do banho de Steve Bannon



Os diários de Steve Bannon




E alguns comentários à situação:

Steve Bannon out at White House




_________________

E eu, que nada sei, o que antecipo é que a quantidade de gente que Trump já descartou é gente mais do que suficiente para dar cabo dele, tanto mais que são de idêntico calibre e lhe conhecem as paranóias, os vícios, os pontos fracos, os narcisismos, os passos em falso e etc. E isso não seria mal pensado.

__________________

Um bom sábado a todos quantos por aqui passam.

_______________