Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, agosto 12, 2017

Contos eróticos





Bem, hoje está a dar-me para isto, para coligir. A culpa é de um mail que recebi.

Resolvi, pois, colocar alguma organização para facilitar a vida a quem está na praia e se dá ao trabalho de tentar ler histórias que escrevi.

As coisas que eu já escrevi, senhores... Não dá para acreditar. É como quando olho para a quantidade de carpetes e carpetes de Arraiolos que já fiz: como foi tal possível? Terei sido mesmo eu? Acho que faz sentido duvidar.

Aqui tenho andado a garimpar... mas não é tarefa fácil. Já nem me lembro dos nomes que dei a várias histórias. Ao todo, já publiquei cerca de 4.500 posts. Um horror desencantar coisas no meio disto. Por vezes coloquei etiquetas mas em muitas não. Só com alguma minúcia e muita paciência conseguiria organizar isto. Mas isso são características que não integram o meu DNA.


Portanto, depois de ter compilado todos os capítulos de Lu, a mulher infiel e da Dindinha, cansei-me de andar à pesca e lembrei-me de ir à procura de contos mais ou menos eróticos, pensando eu que isso seria canja. Sim, sim... Acho que já escrevi montes deles mas, assim de repente, só desencantei cinco. Imagine-se. Mas lá está: quando me dedicar a escrever argumentos para seriados calientes, logo me embrenho na pesquisa a material histórico. Ou, então, deixo-me de compilar prosa vintage e escrevo mas é mais contos, sempre será material de apanha recente, da saison.


Aqui deixo os respectivos links para os cinco que consegui mondar no meio do matagal que é este blog. Enjoyez.

Contos eróticos



Perigosa sedução
(a 1ª parte do post não tem nada a ver; o conto começa onde se lê: Se eu contasse ninguém me levaria a sério)



Uma historinha de um erotismo muito inocente



________________________

E queiram continuar a descer que, nos dois posts seguintes, como acima referi, há ligação directa a dois folhetins, o da Lu e o da Dindinha.

_____________________________