Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, novembro 05, 2016

Com um tempo destes, está bom é para banhinhos quentes e beijinhos

[Com algum atraso, esta é noite de doçuras e travessuras aqui no Um Jeito Manso]


Chuva. A conduzir debaixo de chuva, quem estava do outro lado queixava-se do barulho. Pluie, pluie, pluie. 
Falava ao telefone mas estava com a cabeça num dos primeiros dilemas filosóficos da história da humanidade: laré ou nem por isso?
Mas not in the mood para andar à noite na praia, e cinema nem pó já que filmes de jeito, viste-os. Casinha, portanto. Friday night e sossegadinha a la maison.


A ver se amanhã dá para ir sentir a maresia mas, para já, depois da deriva magrittiana, deixo-me de surrealismos e, antes de me atirar ao livro que aqui faz por me seduzir, dedico-me ao realismo hardcore.


Claro está que metade do que estou a dizer não faz sentido. Mas alguém de bom senso esperará que, por estas bandas, depois de uma semana de trabalho, aqui se encontre uma converseta muito assisadeta? Pois vos digo: as probabilidades disso acontecer seriam, à partida, quase nulas. E, acrescendo-lhe a chuva, então, quedam para near zero. Portar-me bem tenho eu que fazer de conta que me porto enquanto me pagam para isso. Agora aqui...? Aqui estou pro bono, faço o que me dá na veneta.

E, de resto, se há coisa que não sou é igual a mim mesma.



Portanto, meus Caros, tirando a parte de andar de mota, tudo o resto, no video abaixo, me parece bem. 

Alinham, certo?


___

E agora, a quem ainda não se surrealizou, recomendo o post abaixo.

__

1 comentário:

bea disse...

Não acho que o tempo esteja mau embora já seja sábado. Também não vi o video porque deu erro e não sei quê, mas talvez não tenha perdido assim tanto até por ser verdade, à sexta - vou agendar - a JM não está nos seus dias de conversa que por acaso é a única coisa que aqui me traz. Não que os vídeos sejam de mau gosto, nada disso, são de uma estética rogirosa e com algum humor, coisa de que nem toda a gente se lembra. Mas prefiro as letras, cada um é como é. Eu sou um bocado para o igual a mim e a mais como eu. Umas desinteressantes que gostam de ler gente desigual e com interesse.
Fique bem. Óptimo FDS