Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, setembro 14, 2016

Vá lá, UJM, só mais um post com título parvinho, está bem...?
Mostra lá se és capaz de parecer um drone ou de nos pôr à procura do Wally... Vá lá...


Garantido. Hoje estou com o freio nos dentes (o que, em estando eu a escrever, quer dizer que estou de rédea curta nos dedos). Ontem alarguei-me mas em minha defesa vos digo que, estando eu sur la mer, natural é que me atire para fora de pé. Mas hoje tenho que me conter a ver se me sobra tempo e disposição para trocar convosco uns leros sobre o cherne Barroso. Aquilo ali é peixe de olho encarnado e guelra já castanha, já fedendo das entranhas, muito fénico, e eu estou mais para peixe fresco, fresquinho da lota. Mas noblesse oblige e não posso deixar os meus créditos por mãos alheias. 

Portanto, a ver se não gosto as pilhas com passeatas e maresias. Mas, a bem da minha vocação de blogger voyageuse, viagens geralmente também de rédea curta, deixem que vos mostre algumas das imagens do dia. 

Mas, se estiverem de acordo, vamos com o Mar Estranho do Rodrigo Leão.



Na praia





_____

A ver as vistas





_____

Caminhando rente ao infinito azul

___________

E o mar, imenso, de cores belíssimas, com uma força avassaladora





__________________

As fotografias foram feitas na Zambujeira, no Cabo Sardão e em Milfontes.

Diziam que ia estar uma tempestade do cacete, chuva, frio e trovoada. 
Qual quê...? Um dia azul, lindo.

___________________

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma quarta-feira muito feliz.


.......

2 comentários:

Beatriz Souza disse...

Zonas que conheci em menina moça.

Anónimo disse...

Zambujeira! Tão agradável e bonito! E Mil Fontes, embora esta já com muita gente para ao meu gosto...quando me dá para ir a uma praia - ondas e águas frias são factores que me levam a evitar de as frequentar. Só retiro um prazer da praia: que é o de poder nadar, se possível, horas a fio, coisa difícil pelas nossas praias. Sou incapaz de perder tempo a sentar-me ou deitar-me na areia horas a fio ao sol! A estorricar! E depois essa coisa da malta se bronzear em excesso, até ficar carvão é inacreditável! O pessoal fica horrendo!
Mas, já gosto bastante de passear numa praia no Outono e Inverno.
P.Rufino