Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, setembro 26, 2016

Conhecer Lisboa
- Como? Quais os meios de locomoção possíveis?


Depois do desassossego, as novas formas de locomoção em Lisboa. Dantes dizíamos com convicção que aqui não podíamos andar nem de bicicleta nem de saltos altos. E, para ver as vistas, conhecer a cidade e percorrer as sete colinas, só mesmo a pé, de eléctrico (nos casos em que o havia até lá) ou, então, de carro, em ruas onde estacionar é uma dificuldade.

Tudo isso mudou. Os novos passeios, aleluia!, são de pavimento liso. O pesadelo de andarmos com o salto a prender-se na calçada, pelo menos na 24 de Julho, está a chegar ao fim.

Depois, não me perguntem como conseguem, mas o que não falta é gente de bicicleta. Mais: reparei que se fazem expedições com guia. Lá vão eles em grupos, o da frente a explicar o caminho e o que estão a ver.

Depois há os imensos, imensos tuk-tuks, de todo o tamanho, desenho e feitio, Frequentemente conduzidos por jovens, há-os por todo o lado.

E há os autocarros da Câmara para o sight seeing. Com bom ar, indicação de que se fala em várias línguas.

E depois há o resto que nem sei bem o que é. Por exemplo, uma expedição de carrinhos eléctricos também com guias (como podem ver numa das fotografias). E isto já para não falar de grupos a pé, com guias. Uma animação.









O Guia (ao centro), em inglês, descrevia empolgadamente a reconstituição de Lisboa,
quase se transfiguarava ao falar do Marquês e dos Távoras.
os turistas ouviam-no atentamente.
__________

Lisboa


____


_____

1 comentário:

Anónimo disse...

Os novos passeios surpreenderam-me - e muito - pela positiva! Era uma defensora da manutenção da calçada por Lisboa inteira, porque acho que era um dos principais aspetos que dava luz à cidade, mas estes passeios mantêm o tom claro, são confortáveis e muito melhores para pessoas com mobilidade reduzida - incluindo mulheres de salto alto? ;)
Na zona onde moro, a calçada e o novo material dividem o passeio na vertical e ficou também muito bom.

Haja boas ideias!

JV