Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, março 12, 2016

Uma moda nova. Cumprimento de beijo na boca: cada vez mais longo e apaixonado. Desta vez foi Sally Field. Stephen Colbert diz: 'Este trabalho está cada vez melhor'


No post abaixo falei de maluquices, de demências, de dependências e de uma psiquiatra meio maluca mas, porque falei a sério, referindo-me a casos concretos, alguns de pessoas que me são muito próximas, fiquei a achar que, se calhar, soou um bocado triste demais. Ora, vir para aqui desfiar tristezas é a última coisa que quero, já basta o que basta na vida de cada um, era o que mais faltava que ainda viesse eu para aqui numa de má onda. Não vim, não era a minha ideia mas, não sei porquê, depois de ter escrito fiquei a pensar que eu sou de pôr para trás das costas mas, para quem não é como eu, textos daquele género podem não ser grande ajuda.

Por isso, embora, para tentar compensar, tenha logo lá deixado um vídeo maluco dos Monty Phyton, fiquei com vontade de voltar cá com uma coisa qualquer mais animada.

E cá está: guardado estava o bocado para quem o havia de comer. Estava eu aqui a pensar no que havia de ser, quando dou de caras com mais esta. Lembram-se de no outro dia vos ter contado que Helen Mirren chegou a um programa de televisão e não foi de modas: beijou na boca o apresentador? Toda ela maliciosa? Deixando o entrevistador encabulado como um adolescente que hesita entre o registo malandreco mas a quem toda a gente vê, saindo de todos os poros, uma indisfarçável timidez? 

Pois bem, não é que dei com outra? Não é que Sally Field, 69 anos, no mesmo programa, acaba de beijar o Stephen Colbert? Mas de que maneira...! Desta vez, não foi um selinho, um chochinho. Não senhor: desta vez foi mesmo um senhor beijão. O pobre do homem até foi para debaixo da secretária e, quando regressou, vinha corado.

E eu pergunto o que toda a gente se anda a perguntar: mas o que é que se está a passar? 

Lembro-me de ter lido uma entrevista à Daniela Mercury em que ela dizia que, por altura do carnaval brasileiro, a confusão e os excessos eram de tal ordem que as pessoas andavam geralmente com duas línguas na boca, a própria e a de alguém que muitas vezes não conheciam. Não é que isto agora seja a mesma coisa mas é, no mínimo, invulgar. A moda ainda não chegou cá e nem estou a ver quem é que por cá poderia despertar este interesse nas mulheres entrevistadas. Mas, enfim, teria graça. A ver é se a moda não pega também em ambientes de trabalho. Estou a lançar a ideia e ainda me arrisco a que, um dia destes, quando receber um grupo de consultores, um atrevido me faça uma gracinha destas. Difícil imaginar a reacção. Até, se apanhada de surpresa, podia sair uma bofetada, sei lá.

Mas vejam por vocês. E depois venham cá, com ar depreciativo, chamar velhinhas e sexagenárias a mulheres assim...

Sally Field is the latest woman to lay a kiss on America's unexpected heartthrob, Stephen Colbert. The 69-year old gave the Late Show host a long, passionate kiss as the studio audience went wild. The blushing Colbert retreated under his desk in embarrassment. "Helen [Mirren] did it, why can't I?" Field said to Colbert after the kiss. "I think it goes without saying, I had a crush on you when I was a child" Colbert said. 


O beijo apaixonado de Sally Field a Stephen Colbert




____

E, caso estejam para aí virados, desçam até às acima referidas maluquices.

...

2 comentários:

Anónimo disse...

um jeito manso, não sei se reparou mas essa moda para já , pegou só na 3.ª Idade-)))

bob marley

Um Jeito Manso disse...

Olhe lá, ó Bob Marley, mas então o deputado espanhol Pablo Iglesias é idoso? Isto está a mostrar ser fenómeno transnacional, transgeracional. Vai ver. Até consta que em vez da continência, os das Forças Armadas vão passar a usar o beijo na boca. Esteja atento.

Um bom sábado!