Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, março 10, 2016

Isto de cumprimentar com beijo na boca parece moda que está a vir para ficar.
Cá por mim não digo que não (desde que seja eu a escolher a quem dou, claro).
Veja-se o caso de Dame Helen Mirren, 70 anos, que deixou Stephen Colbert, o entrevistador do The Late Show sem palavras, atarantado:
de repente, viu-se agraciado com um caloroso beijo na boca. Ora toma!



Dame Commander of the Order of the British Empire Helen Lydia Mirren é uma mulher com muita pinta: bonita, elegante, sensual, talentosa, excelente actriz, premiada, reconhecida, acarinhada etc e tal. Além disso, aos 70 anos, é rosto da L'Oreal pois tem sabido envelhecer com orgulho, sem plásticas, sem se deformar. Tem rugas e não se envergonha delas, tem um belo colo, umas belas poitrines -- e é com graça e despudor que exibe as suas delicatessen.

E tem, sobretudo, a par de uma feminilidade e de uma sedução inteligentes, uma desconcertante desenvoltura, toda ela cheia de charme.

Li que ontem, ao entrar no palco em que ia decorrer uma entrevista no The Late Show, antes que Stephen Colbert, o entrevistador (de 51 anos), tivesse oportunidade de perceber o que lhe ia acontecer, ao cumprimentá-lo, Dame Helen o abraçou calorosamente e, com galanteria, lhe deu um beijo na boca. 

E não se ficou por aí pois confessou que não foi sem querer, que há anos que tinha vontade de fazê-lo pelo que não podia perder a oportunidade. Nem mais.
"If I didn't do it, then I'd never get to do it," explicou ela "I have been dreaming of doing that for about fifteen years. I just grabbed my chance. I'm sorry."
Depois de se refazer da surpresa e, até, com algum embaraço, Colbert brincou "That is one of the nicest greetings any guest has ever given me." E mais tarde acrescentou, "You know what you're doing."

Por seu lado, mais à frente na conversa, Helen, gloriosamente descarada nos seus belos 70 anos, continuou a flirtar com o tímido entrevistador: "Your  lips are very soft!" e até lamentou não se ter alargado ainda mais  ("Oh, why didn't I do more?").

E eu penso: mas porque não? Se uma pessoa acha um homem interessante, porque não chegar ao pé dele -- esteja-se onde se estiver -- e dar-lhe um gostoso beijo na boca?

Penso no Juncker: chega ao pé de qualquer um e vá de duas beijocas. Qual o mal? E, até, que se diga que não são nada de mais porque são na cara. 

Bem, o Marcelo por pouco não levou na boca. Dá ideia que foi mesmo na comissura labial ou, se não foi, andou lá muiiiiito pero. Até fecharam os olhinhos - olha para eles...


Já com o Pablo Iglesias me parece um certo abuso. Vá que uma pessoa, na Assembleia, diz qualquer coisa que, a ele, carnal Pablo, lhe cai no goto. Sujeita-se a que, mal dê por ela, já esteja com a língua do Pablito na boca.

Bem, língua ainda não deve haver - embora quem já passou pela experiência diga que o malandro, quando beija, beija para valer. E quando é do mesmo sexo e a mulher vê tudo na televisão...? Ui.
Diz o deputado Xavier Domènech que a mulher lhe perguntou depois: 'E olha lá, não tens nada para me dizer...?' 
Ele bem tentou fazer-se de despercebido 'Não, nada. Porque perguntas isso...?' 
Mas, coitado, de nada lhe valeu: a mulher e o mundo inteiro tinham visto aquele belo momento de amor.
O beijo

Portanto, isso assim, um beijo roubado, não me agradaria -- poderia calhar-me um estupor horroroso, credo, nem pensar. Agora ser uma pessoa a escolhê-los, e bem escolhidos, e aplicar uma beijoca a preceito já não me parece muito mal.

Estava aqui a pensar a quem é que eu gostaria de ser apresentada para fazer a experiência e, assim de repente, não estou bem a ver. Na volta, acho que sou muito desinibida mas, ora bolas, sou é uma conservadora tipo beata, opus dei encartada. 

Bem. Não é para falar das minhas picuinhices que aqui vim (mas, que chatice isto, vejam bem que agora não há um único que me apeteça beijar de beijo na boca, assim numa de social...) 
(Também não ia aqui dizer, não é?, que eu não parva mas não sou burra)
Adiante, pois. Vejam, por favor, o vídeo que é uma graça. E a ver vamos se a moda não vai mesmo pegar. A acompanhar com atenção a TVI 24 esta quinta à noite: a ver vamos se a Manuela Ferreira Leite não vai pregar um valente chocho no Paulo Magalhães...

Ó para ela com ar de danadinha...!
Vai uma aposta em como o Paulo Magalhães também vai ficar sem palavras?


No The Late Show with Stephen Colbert Helen Mirren deixa o pobre Stephen sem palavras


____

Tinha aqui uma ideia para umas 'cenas' à maneira, até estive a tirar fotografias e tudo, umas receitas de amor para mulheres tristes, e inclusivamente já tinha a banda sonora na cabeça e, no fim, distraí-me com esta brincadeira e agora já não dá, já é tarde. A ver se fica para amanhã pois é coisa do mais instrutivo que há (p'ra menina e p'ro menino). Vão por mim, que vos vai ser muito útil.

____

Mas, antes de se irem embora, desçam ainda até ao post abaixo onde falo do discurso de Marcelo, dos sorrisos, da festa da tomada de posse do nosso novo Presidente da República, e mostro fotografias do concerto e ele, todo feliz, de boné e mantinha nas pernas, uma graça. 


3 comentários:

Rosa Pinto disse...

Um prazer ler estes seus posts.
Uma maravilha gente desta!!!!

Humberto Barbosa disse...

Caríssima UJM
É mesmo um prazer ler os seus "posts"
Nem imagina o que eu já me fartei de rir a imaginar a Dra. Manuela Ferreira Leite a levantar-se e dar ao Paulo Magalhães um beijo na boca.
Muito obrigado e uma noite tranquila
Um abraço
HB

Anónimo disse...

Helen Mirren é uma grande Senhora e uma grande Mulher! Para além de uma excelente actriz. Não me importava que ela me beijasse! E tem um sentido de humor fantástico. E Classe. Imensa classe!
P.Rufino