Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, janeiro 15, 2016

O mundo ficará mais seguro agora que desapareceu uma voz tão perigosa?


And yet, by heaven, I think my love as rare


Sou muito sensível a vozes. Poderia dizer que o sou em relação a todos os sentidos, aos seis. Mas a voz, agora que penso nela, é fatal. Por uma voz eu posso ficar rendida, por outra posso afastar-me irremediavelmente. 

Gosto de vozes que sabem ser pausadas, que sabem incorporar o silêncio, que sabem moldar-se ao olhar de quem ouve.

Gosto de vozes que sabem dizer poesia. Não recitar, não declamar. Não gosto, na poesia, de vozes enfáticas, teatralizadas: gosto da poesia dita, sentida, quase intuída. Gosto que a voz venha até mim como uma tentativa, pé ante pé, que avalie se se pode aproximar, que venha com algum pudor e muito descaramento.


Alan Rickman tinha uma voz assim. Não é a primeira que aqui está e não será a última. O seu corpo saíu deste mundo mas a sua voz perigosa permanecerá. Uma voz assim é uma forma de respiração, uma forma de viver, uma forma de seduzir. E quem um dia se deixou cativar por uma tal forma de perdição jamais se soltará de tão forte laço.



Levantam voo os pássaros. Voltam, uns. Partem para longe, outros. Mas, dos que alto voam, fica a pairar sobre nós a lembrança dos seus elegantes voos.





Minha amante nos olhos sol não tem,
mais rubro é o coral que sua boca,
se a neve é branca, o peito é escuro e bem,
se há toucas de oiro, negro fio a touca.
Vi rosas brancas, rubras, damascadas,
não tem rosas na face, ao contemplá-la,
e há essências que são mais delicadas
do que o bafo que a minha amante exala.
Gosto de ouvir-lhe a voz, contudo sei
da música mais doce a afinação,
e uma deusa a passar jamais olhei,
a minha amante a andar põe pés no chão.
     Creio no entanto o meu amor tão raro
     quão falsas ilusões a que o comparo.

Soneto 130, numa tradução de Vasco Graça Moura no livro 'Os Sonetos de Shakespeare', com desenhos de Jorge Martins 

...


A última vez que vi Alan Rickman:  O Rei Luís XIV em A Little Chaos

....

Não, o mundo não fica mais seguro -- porque uma voz assim não morre.

...

As primeiras fotografias foram feitas junto ao rio Minho, Vila Nova de Cerveira. A última em Baiona,  Espanha.

...

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma sexta-feira muito boa.

..

Sem comentários: