Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, outubro 03, 2015

Uma rosa muito minha, a blooming rose, uma rosa comestível e uma rosa perfeita
- La vie en rose


Todos os dias 10 de cada mês até ao dia em que nos casámos, ele trazia-me uma rosa, uma simples rosa, uma rosa perfeita que me enchia o coração de doçura. Aparecia com os seus cabelos em desalinho, barba negra de guerrilheiro, jeans coçados, ténis, andar de atleta e, na mão, uma simples rosa.

Quando me casei não quis bouquet, quis que ele me levasse uma rosa, uma simples rosa, a rosa que me adoçava o coração. E, aos vinte e tal de Abril, ele chegou e nas mãos trazia a rosa que segurei nas mãos, enquanto feliz da vida, me unia ainda mais a ele.

Uma rosa é uma rosa é uma rosa.



..

Uma rosa é uma rosa é uma rosa


...

Uma rosa é uma rosa é uma rosa


A rosa que aqui abaixo vos mostro é doce, comestível, deve desfazer-se em gulodice na boca, de boa que deve ser - e depois fica a circular na corrente sanguínea, certamente até se alojar, prazenteira, no nosso coração.


A forma como se chega a esta perfeição pode ser vista no Bored Panda onde a Manuela ensina a fazê-las. Devem ser bem, bem gostosas (adoro doces de maçã com um toque de canela) e são lindas, lindas, lindas.

..

Uma rosa é uma rosa é uma rosa


"One Perfect Rose" de Dorothy Parker (lido por Tom O'Bedlam)


....

Descendo, poderão ver o meu post pré-reflexão, um post muito, muito ajuizado.

...

Desejo-vos, meus Caros Leitores Leitores, um sábado muito feliz.

..

4 comentários:

Jaime Santos disse...

Propaganda subliminar, UJM? Olhe que a Comissão Nacional de Eleições, depois de ter estado adormecida durante a Campanha, ainda a processa por violar o silêncio do 'Dia de Reflexão' ;-)?

Um Jeito Manso disse...

Ora, ora, Caro Jaime,

Então não está fartinho de saber que sou toda dada a rosas, lirismos, poesias...? É do que este post trata, de coisas que enternecem o meu coração, a minha vista, o meu palato. Qual propaganda...? Propaganda a quê...? Nem estou a ver.

Um belo sábado, Jaime!

Rosa Pinto disse...

Eu gosto de uma bela rosa vermelha. Amanhã aguardo que me a ofereçam.

Anónimo disse...

Que no novo amanhecer possamos receber rosas, para que preencham de cor e esperança o vazio de uma casa que perdeu o seu jardim! Bom fim de semana! V