Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, outubro 20, 2015

Paulo Portas oferece a Costa o lugar para o qual ainda não foi indigitado no governo que ainda não foi constituído. Cristiano Ronaldo aparece casadinho de fresco ao colo de um marroquino mauzão. E os dinamarqueses mostram como é que se convencem as pessoas a fazerem meninos: se não for a bem da Segurança Social que seja a bem das mulheres que querem ser avós.


Isto ele há dias em que parece que as coisas vêm ter com a gente. 

Depois de me confessar simpatizante desse charmoso movimento que dá pelo nome de esquerda caviar, eu bem queria concentrar a minha verve nas cenas de engate, coisa linda de se ver, do casalinho Portas e Marilú, à uma, na televisão, a ver se arregimentam o Costa para um número de ménage desgovernativa. Pois bem, acabo de ler que Paulo Portas até oferece o seu lugar no Governo a António Costa. Pasmo. O seu lugar? Mas já há novo governo? Já há lugares distribuídos no novo governo? Está tudo doido, certo? 


Também poderia falar das brincadeirinhas de brainstorming que meio mundo anda a fazer -- mas que giras, giras de morrer, devem ser as da rapaziada dos PàFs, querendo fingir que percebem à brava de teoria dos jogos, verdadeiros Varoufakis de trazer por casa, mas que nem uma regra de três simples sabem o que é, ou, querendo parecer que percebem muito de teoria política, O Príncipe e o escambau (e lá deve aparecer o ilustre Mendes feito Maquiavel a dar as suas golden tácticas) -- e tudo aquilo, certamente, a ver no que se lhes ouve dizer pelos canais televisivos pelos quais se distribuem, a descambar no mais puro disparate.

Ou isso ou o Cavaco a ensaiar cenários com a sua Maria. Deve ser coisa jeitosa. Ó filha, achas que, caso tudo dê para o torto, devo dar posse ao Costa? e a Maria: Ó Nini, mas é que tu nem penses, nem que invoquem force majeure ou acts of God, nem assim o deves nomear. era o que faltava, já te disse que não, não e não. Que não aprendes, hein...?

Gostava de poder assistir e filmar para depois a gente aqui se rebolar a rir. Mas, como não consigo tal proeza, fica o vídeo aqui abaixo que deve ser do mesmo calibre das manobras espertas que os pàfs para aí andam a ensaiar, dando uma valente 'repaginada' na narrativa pré-eleitoral.


Brainstorm na Porta dos Fundos


....

Bem, mas não era disto que eu queria falar. Nem disto nem daquela cena romântica do Cristiano Ronaldo ao colo do Badr Hari, o marroquino mauzão. Não sei se estão casadinhos de fresco (como o Hari escreveu no Face) nem se estavam a caminho de uma cena escaldante na piscina depois de terem ido a uma discoteca em que só se viam homens. 



Não faço ideia das intimidades nem das fantasias do CR7 nem quero fazer. Confesso que acharia engraçado que ele saísse do armário, musculado, bronzeado, ao colinho de um bad boy -- depois de ter passado anos a percorrer as capelinhas das modelos nacionais e internacionais. Mas, enfim, cada um sabe de si e para a frente é que é caminho.
Olha. Outro!
Enquanto escrevo, estava a ouvir uma vozinha familiar na televisão. Olho e quem é que agora aqui tenho na minha sala? Só me faltava agora esta: o Poiares Maduro, verdinho, verdinho. Isto é mesmo uma praga, senhores, entram-me sala dentro, por todo o lado. Este agora está com o Alvim, deve ser no 5 para a Meia Noite. E diz, com aquele seu ar de texugo fofinho, que teve uma namorada espanhola e que a guapa tinha uma personalidade forte. Ui. 
----

Bem, mas dizia eu que não era sobre nada disto que eu queria falar. Tenho que me levantar cedo e tenho que abreviar razões.

O que hoje tenho para dizer é que há quem leve isto da demografia a sério. Em Portugal, com a taxa de natalidade baixinha, baixinha, com o pessoal todo sem vontadinha nenhuma -- que estes PàFs são mesmo uns empata-coitos -- não sei como é que se vão conseguir manter equilibradas as contas da Segurança Social. E não se vê campanha de sensibilização que levante o ânimo da rapaziada.

Pois bem. Na Dinamarca há assuntos que são levados a sério e a demografia é um deles. Há um anúncio que está a dar que falar: pague umas férias aos seus filhos (de preferência num sítio quente) e vai ver que daqui por 9 meses vem aí um netinho. O anúncio é uma delícia, humor descomplexado ao serviço de uma bela causa. 

DO IT FOR MOM


Spies Travel is joining forces with wannabe grandmas in the fight against Denmark's low birth rate. 

Introducing Spies Parent Purchase™: Send your child on an active holiday and get a grandchild.




...

E pronto, por agora é isto. Relembro que no post a seguir tenho Mademoiselle Privé. Pode, volta e meia, puxar-me o pé para o chinelo mas que o chinelo tenha classe, ora essa: Chanel pois então.

..

2 comentários:

Anónimo disse...

Parece-me que está a querer chegar a um certo segmento de mercado, e pela sua reacção parece que está a conseguir. Marketing de sucesso tem os seus contras, a partir de agora em qualquer entrevista vai levar com a pergunta. O que não deixa de ser incómodo (para um gajo que goste de pito). Mas isso é o que devia ter pensado antes querer engordar a conta.

Bob Marley

Luís Coelho disse...

A direita já percebeu que, afinal, ... (há uma) TIA - em oposição ao TINA ("there is no alternative").