Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, outubro 12, 2015

Escândalo Volkswagen - Bora lá gozar com os bem comportadinhos alemães que nunca pecam, que fazem tudo by the book, que dão lições de moral aos preguiçosos tugas e gregos (sulistas esses a quem, de caminho, corrompem para lhes conseguirem impingir submarinos alemães que não fazem falta nenhuma). Bora lá. E, de caminho, bora lá também falar um bocadinho a sério.


Momento erótico inspirado na VW


_____

Publicidade a cuecas para homem


____

Fotografia hiper-realista

____

E, agora, a sério.


Por cá, amiguinhos dos alemães que somos desde que o Láparo começou a portar-se como o caniche da Merkel e Maçães a ser visto como mais alemão que os alemães, e, além disso, com um certo gostinho por levar tau-tau da madrinha especialmente quando ela se dá ar de castigadora Fräulein, pouco falamos da big bronca da Volkswagen. 

Parece até que é coisa de pouca monta, que uma fraude escandalosa desta envergadura não tem gravidade, não afecta a credibilidade e a economia alemã e, por decorrência a europeia e, por consequência, a portuguesa. Com a Autoeuropa a ser um contribuinte líquido para o PIB português -- e, quem diz a Autoeuropa diz toda a rede de outras empresas que gira em volta dela -- quem leia a imprensa portuguesa ou ouça as televisões ficará com a ideia que não aconteceu nada, que estamos tranquilos. No pasa nada.

Somos assim, levezinhos.

Mas abrisse o Schäuble os olhos à Pinókia ou a Merkel apontasse o dedo à paspalhice do Láparo e logo toda a gente haveria de tiritar de medo, meio mundo se haveria de auto-culpabilizar - que sim, que merecemos ser fustigados, que sim, mea culpa, mea culpa, mea culpa, até já conversamos com comunistas, sim, é verdade, somos umas criaturas de miolo mole, mesmo a merecer punição.

Mas há lugares civilizados onde o assunto é analisado com o sentido crítico que ele merece. Poderia citar vários mas apontarei apenas para o primeiro, para o segundo e para o terceiro de que agora me lembrei. [E, por cá, de novo para aqui].

Convém não nos distrairmos para ver se na próxima crise não voltamos, mentecaptamente, a assumir responsabilidades que não são nossas - especialmente agora que há um sobressalto no PIB mundial ou numa altura em que, por cá, metade do País se encontra em risco de pobreza (“Temos um nível de prestações sociais inferior à média da União Europeia e, apesar disso, o país sofreu uma fortíssima redução nos últimos quatro anos”, afirma Farinha Rodrigues, Professor do Instituto Superior de Economia e Gestão).

Não é por nada.
____

Hitler reage ao escândalo da VW


--

E, de novo, a sério

O escândalo dosVolkswagen a diesel

..

Imagens, uma vez mais, da autoria do grande autor do blog We Have Kaos in the Garden

..

Bem. E agora vou ver o regabofe que a TVI preparou para levar ao colo até Belém o Prof Marcelo das Vichyssoises.


..

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma bela semana semana a começar já por esta segunda-feira.

..

1 comentário:

Rosa Pinto disse...

A ver se se entendem...raios...será tão difícil?

...o meu carrito que de alemão não tem nada ...era um problema em novo...comecei por ter de o levar a passear...estava em casa...a ler a UJM...mas não... o dever chama-me e pronto uma volta na autoestrada...depois deu-lhe um engasgue de óleo/gasóleo...para minha salvação ainda na garantia ..e veio de lá outro. já não quer passear e nem sinal dá de fumos....será que?

grande cambada.