Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, junho 07, 2015

Porto na Harper´s BAZAAR: THE 10 MOST UNDERRATED EUROPEAN CITIES TO BOOK YOUR NEXT VACATION TO


Bruges, Budapeste, Edimburgo, Helsínquia, Mostar, Tallinn, Salzburgo, Sevilha, Verona... e Porto (cuja fotografia é a que aparece na homepage do site).

Why not make one of these overlooked destinations your next city break? -- pergunta-se lá

O texto que apresenta a cidade diz:

It's hard not to fall in love with Portugal's romantic second city, Porto. Located on the coast of the Rio Douro, the portside town is a melting pot of colors and architectural styles; from the pastel townhouses to the medieval bell towers, the extravagant baroque churches to the classical beaux-arts state buildings. Wine aficionados come here for the growing number of wine caves and cellars open for tastings, while music-lovers travel for the Primavera Sound festival every June.



.....

Uma vez mais aqui: Porto Sentido - Rui Veloso


...

3 comentários:

Anónimo disse...

O Porto é uma cidade espantosa. Está cada vez melhor.
Mas, também Lisboa. E digo isto, sendo do Porto e nutrindo um afecto muito particular por uma cidade, que até há 40 anos era uma cidade de Província e o deixou de ser por via de muito empenho de quem a acarinhou e soube e quis desenvolver e dar-lhe uma estatura diferente, os vários Presidentes de Câmara que por ali passaram, depois do 25 de Abril.
Mas ainda hoje, tive ocasião de desfrutar Lisboa, de uma forma diferente, embora já o tenha feito antes.
Uns amigos nossos têm um belíssimo barco, são velejadores, um casal encantador, e convidaram-nos, juntamente com outros amigos, para irmos no Veleiro deles dar um passeio pelo Tejo e ir ver...de perto, ali mesmo em cima do “acontecimento”, o “Volvo Ocean Race”. Connosco estavam, naturalmente, vários outros velejadores e muitos barcos à vela, bons barcos, daqueles que fazem travessias por esses mares e oceanos fora, como estes nossos amigos (admiro-lhes a coragem!).
E lá vimos a tal disputa, ou corrida, daqueles 7 super-veleiros. Excepcionais! Que grandes velejadores. E que barcos! Só cada mastro, de 30m, custava cerca de 2 milhões e meio de euros! E “velejavam” a velocidades de 40 “Nós”, ou seja, cerca de 70 e coisa klm hora! Uma vez concluída a corrida, lá fomos todos, os veleiros, como o nosso, ter com eles, pois até ali estavamos impedidos, naturalmente, de o fazer, regras da Organização, e vê-los ao de perto.
O Mafre, espanhol, lá ganhou, ao que soubemos, o team SCA era, ao que nos disseram, composto apenas por mulheres (seria mesmo?) e o team Brunel, creio que de uns holandeses (?) lá nos fez um “bonito”, deitado no Tejo, com a o patilhão e quilha a verem-se. Mil fotos tiradas, menos eu que não tenho pachorra para as fotos digitais. Quando me enviam, vejo apenas algumas e depois faço “delete”, não há paciência para ver “n” fotos”. Era o que me faltava!
Mas, isto tudo a propósito de termos tido a oportunidade, mais uma vez, de ver Lisboa (passámos em frente ao Terreiro do Passo, etc, etc) e do rio a cidade é realmente ainda mais bonita. E a a Praça do Comércio estava apinhada de gente, por ali a passear.
Voltando ao Porto – adoro aquela cidade! Está um encanto!
Este país, que Passos, Portas, Albuquerque (e antes dela Gaspar), tentam destruir, de uma forma vil, tem cidades de grande beleza, como o Lisboa, Porto, e tantas outras, além das Vilas como Sintra, Óbidos, Ponte de Lima, etc.
P.Rufino


Anónimo disse...

Belo Post!

Obrigada!

Conceição T.

Claudia Sousa Dias disse...

Linda foto!