Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, março 06, 2015

A Madre Superiora estava a finar-se. Os advogados usam todos preservativo. Depende. Fliz anvers.


Hoje fico-me por palavras alheias. No post abaixo tenho um suculento naco de prosa, a história da Menina Otília que foi às Finanças, que me foi enviada pelo estimado e inspirado Leitor P. Rufino. Não é história inocente, digo eu - mas isso é porque, provavelmente, tenho uma imaginação muito fértil. Condimentei-a com umas imagens à maneira que já foram devidamente aprovadas pelo autor.

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, continuo a dar a palavra aos Leitores. Daqui a nada tenho que estar a pé e, quando o sol nascer, já eu estarei a caminho. Por isso, tenho mesmo que encurtar razões.

E, para começar tenho que me desculpar por uma dupla heresia. Vou colocar aqui, no meio, canto gregoriano. Ora eu gosto, mas gosto muito, de canto gregoriano. Mas, como a primeira história mete freiras e como estou com pressa, não tenho tempo para puxar pela cabeça e lembrar-me de coisa mais apropriada e, portanto, vai mesmo.






A Madre Superiora de uma congregação irlandesa, com os seus 98 anos, estava no seu leito de morte.

As monjinhas rodeavam-na, tentando tornar cómoda a sua última viagem.

Deram-lhe leite quentinho. Bebeu um gole e não quis mais.

Uma monjinha levou à cozinha o copo de leite. Nesse momento, recordou que havia na despensa uma garrafa de whisky irlandês que lhes tinham dado para o Natal, e pôs uma boa dose no leite.

Voltou ao leito da superiora e aproximou o copo da sua boca.

A superiora bebeu um golinho, depois outro e antes de que se dessem conta, bebeu até a última gota.

As monjinhas disseram-lhe, então: "Madre, dê-nos uma última palavra de sabedoria antes de morrer"

Com um último esforço, levantou-se um pouco e disse-lhes: "Não vendam essa vaca".

....    ....



....    ....



Manuel estava na aula quando a professora pergunta:

- Manuel, quantos são dois e dois?

- Depende professora, se os números estão na horizontal são 22, se estão na vertical são 4.

- Muito giro, você parece que é mesmo do contra! Diga lá agora: quem descobriu o Brasil?

- Depende, se se refere a 1500 foi Pedro Álvares Cabral, se refere antes de 1500, foi o Índio que já lá estava.

- Ah!... Você se julga muito inteligente, não é Manuel? Você se acha um superdotado, certo? Agora diga-me, quantos são os mandamentos da Lei de Deus? Os mandamentos são?

- Bem... depende professora!

- Como é que é depende...?

- Depende porque se são para homens são dez, mas se são para mulheres são nove, porque as mulheres não podem desejar a mulher do próximo!

- Depende.., sussurra a professora.
....    ....

      
A minha filha completou quinze anos e organizámos a festa num salão para que convidasse todos os seus amigos.

Nessa noite, à medida que iam chegando, se acomodavam no lugar designado e em seguida abriam os seus smartphones e começavam a conversar por meio de mensagens de texto

Era muito comovente vê-los concentrados, cada um no ecrã dos seus sóbrios e negros telemóveis.

Que grandes estão todos! E pensar que os conheço desde que falavam entre eles... Todavia me recordo da voz deles, alguns não acreditam que quando eram crianças falavam e se olhavam nos olhos. Eu não os corrigia, claro; “vão crescer e vão aprender sozinhos a não falar”, pensava.

Quando chegou o momento do baile, cada um conectou os auriculares ao seu celular, escolheu a lista de músicas que mais gostava e entrou na pista de dança. Dava a sensação de que todos estavam bailando ao som da mesma música.

A entrada de minha filha foi apoteótica, exultante de emoção. Os seus amigos desesperavam por serem os primeiros em fazer-lhe chegar o seu texto de felicitações, movendo a toda velocidade seus dedos.

Alguns, os mais precavidos, já tinham a mensagem preparada e o único que deviam fazer era carregar no “ok”.

O telefone da minha filha não parava de vibrar e como era impossível lê-los todos, guardou alguns para mais tarde.

Aproximei-me dela e, sem me dar conta, disse-lhe: "Feliz aniversário, filhinha".

Ela olhou-me horrorizada e afastou-se de mim. Preocupado, fui atrás dela e perguntei -lhe se havia algum problema, se eu tinha feito algo que a incomodasse. Agarrou no telemóvel  e enviou-me uma mensagem de texto:

- Qres m envrgonr frnte ms amgs? Fzme o fvor, pra q exst os tlfnes?

Não tive outro remédio senão abrir o meu telemóvel e mandar-lhe as minhas felicitações.

- Prdao. Fliz anvers, filnha. T am. Papa.

Foi um aniversário perfeito!

Como passa o tempo e que "velho" estou. Pensar que quase lhe dei um beijo!

....    ....

A música é Inviolata integra et casta es Maria por Chant Group Psallentes

....    ....

E não deixem de saber a fantástica história da menina Otília. Digo-vos que é das boas (a história, claro).

....    ....

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma bela sexta-feira.

7 comentários:

Rosa Pinto disse...

BOa sexta e obrigada pela boa disposição.

Rosa Pinto disse...

O alentejano e as mulheres nuas..

Um velho alentejano tinha um bonito lago na sua enorme propriedade. Depois de algum tempo sem ir ao local, decidiu naquele dia dar uma olhada geral para ver se estava tudo em ordem.
Pegou um balde para aproveitar o passeio e trazer umas frutas das árvores pelo caminho, e ao aproximar-se do lago, escutou vozes femininas, animadas e divertidas… Então viu um grupo de jovens mulheres a tomar banho no lago, completamente nuas.
Chegou mais perto e, com isso, todas elas fugiram para a parte mais funda do lago, deixando apenas a cabeça fora de água. Uma das mulheres gritou:
- Não saímos daqui enquanto o senhor não for embora!
Ao que responde o alentejano:
- Calma moças, eu não vim até aqui para vê-las nadar ou para vê-las sair nuas do lago!
E, levantando o balde, prosseguiu ele:
- Eu só vim dar comida ao crocodilo…

Anónimo disse...

Há outras Sociedades de Advogados que estão entupidas com tráfico de influências. Os preservativos retiram-se, o tráfico de influências é como a sarna nos cães vadios, fica.
P.Rufino
PS: admitindo que essa Sociedade de Advogados em causa era mista, o que eles e elas não se devem ter divertido..."nas horas vagas"!

FIRME disse...

E se eram só "ADVOGADOS?"...Porra!!! Cristo;VEM CÁ BAIXO ver isto...Esta muito pior do que quando foste DEMITIDO,NA ASSEMBLEIA popular,em jérusalem,ali prós lados de S.BENTO...
O QUE NOS VALE ...São as comissões de inquérito...PORRA!!!

FIRME disse...

E se eram só "ADVOGADOS?"...Porra!!! Cristo;VEM CÁ BAIXO ver isto...Esta muito pior do que quando foste DEMITIDO,NA ASSEMBLEIA popular,em jérusalem,ali prós lados de S.BENTO...
O QUE NOS VALE ...São as comissões de inquérito...PORRA!!!vivam os pilatos de mãos empamturradas de EUROS,DOS BANQUEIROS...Vivam miseráveis !

Anónimo disse...

Apagaram-se os Post mais abaixo? Não se conseguem ver. Curioso!
P.Rufino

Um Jeito Manso disse...

P. Rufino,

Agora até me assustou. Não. Há um limite qualquer para o comprimento da página. Quando atinge esse limite passa para a página segunte, tem que carregar em mensagens mais antigas.

Como aquele post dos candidatos é enorme, deve ter contado por vários e mudou de página rapidamente. Já tentei mudar mas não consigo.