Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, janeiro 03, 2015

#FREETHENIPPLE que é como quem diz: Libertem o Mamilo.


No post abaixo já alertei para os perigos das tecnologias. O perigo que a troca de uma letra pode comportar, as consequências terríveis que um spelling mistake pode ter, estão ali bem patentes.

(Não é novidade nenhuma os riscos, das mais variadas naturezas, que se correm com esta coisa das tecnologias instantâneas. Uma conhecida nossa descobriu o adultério do marido porque ele, estando a marcar um encontro amoroso com a amante, se enganou e enviou o sms para a mulher)

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, a conversa é outra.


Falo de um movimento que vem alastrando: englobando desde celebridades até mulheres comuns, o que começou por ser uma travessura ou provocação, começa a ganhar contornos de direito à afirmação do corpo.

Não sou exibicionista mas também não sou pudica. Da mesma forma, não aprecio ver nas outras pessoas o exibicionismo gratuito mas choca-me igualmente o puritanismo crescente que parece querer fazer recuar para as calendas os hábitos e costumes, nomeadamente os que envolvem o corpo da mulher.

Que sejam banidas imagens (ou contas) de sites ou redes sociais (como vem acontecendo com o Facebook ou o Instagram) ou que as imagens apareçam desfocadas ou tapadas para que não se vejam partes do corpo feminino parece-me coisa de um passado tão recuado que me custa a conceber como o preconceito e o puritanismo estejam a voltar com tanta força - e logo pela mão de quem se vira para isto enquanto ignora a ameaça de imagens violentas, nomeadamente as que envolvem armas.

Não me passaria pela cabeça ir trabalhar com uma blusa transparente e, pessoalmente, acho que não me sentiria bem se ousasse ir a um evento público toda eu na transparência. Mas reconheço que, fora do ambiente profissional normal, alguém com estilo e uma presença forte pode, se o quiser, fazê-lo sem se tornar chocante e, sobretudo, sem que faça sentido querer banir a pessoa ou as respectivas imagens.

Vem isto a propósito da campanha Free the Nipple.

Perguntam as simpatizantes da causa: se os homens podem andar em tronco nu e se a exibição dos seus mamilos não é ofensiva, porque é que há-de ser um considerado um escândalo a mulher mostrar os seus?

Com base nesta questão, nasceu um movimento, uma campanha, fez-se um filme, e numerosas celebridades têm aderido das mais diversas formas. 

Mostro algumas das mais conhecidas (e só espero que nenhum dos meus Leitores ou Leitoras se choque com elas).


Cara Delevingne é uma das mais activistas,
aqui com um tshirt desenhada para gozar com o preconceito
Cara Delevingne
posando a sério, mamilos orgulhosamente ao léu





















A apresentadora e comediante americana Chelsea Handler numa pose idêntica à de Putin.
Se os mamilos dele são inocentes, porque serão os dela indecentes?



Rihanna, bela e provocante como só ela: uma musa para os fotógrafos, mamilos (in)discretamente à vista

... se bem que, no caso da Rihanna, ela parece estar disposta a criar um outro movimento:
LIBERTEM  TAMBÉM  O  RABO

Miley Cyrus numa bela fotografia, em pose de grande doçura
(e, no entanto, censurada pelo Instagram)


Várias versões do vídeo abaixo sobre a campanha foram censuradas e encontram-se mutiladas e outras apenas disponíveis para adultos. Ridículo. O movimento 'Free the Nipple' pode ser até um pouco fútil mas é inofensivo, não fere ninguém, não instiga à violência. 


Transcrevo o texto que o acompanha:
Based on true events, an army of topless women, armed with First Amendment lawyers, graffiti installations and national publicity stunts, invade New York City to protest the backwards censorship laws in the USA. 
Free The Nipple explores the hypocritical contradictions in our media-dominated society wherein acts of baroque violence, killing, brutalization and death are infinitely more tolerated by the FCC and the MPAA, then a woman's body. What is more obscene: Violence or a Nipple?



_____

Agora, com este frio polar, fica mais difícil mas, no verão, vou ver o que faço em relação a esta causa
Me aguardem!

______


Já agora - e embora não tenha que ver com esta coisa da libertação dos mamilos - permitam que partilhe algumas imagens e o vídeo Natural Beauty que prova bem que, quando a coisa é artística e bem conseguida, não há nudez que não seja perdoada e que, se alguém vir mal no corpo humano, é porque não é bom da cabeça.


Irina Shayk by James Houston para Natural Beauty



A artista e feminista Emma Watson por James Houston para Natural Beauty

_ _ _

Retratos de Celebridades para a Consciência Ambiental em colaboração com Global Green USA® e MILK Studios a cargo do fotógrafo e activista James Houston - 

o vídeo de NATURAL BEAUTY





----------

A piada do sms (no post a seguir a este) era para ser o amuse-bouche, este post a entrada e o que vinha a seguir o prato de sustança mas, afinal, vou parar por aqui. De facto, estava hoje para transcrever uns excertos de Stoner
(que, em minha opinião, confirmou ser mesmo um grande livro e que, depois de o ler, me deixa com uma dúvida: como é que é possível que nenhum dos críticos literários do Expresso o tenha seleccionado como um dos melhores livros publicados em Portugal em 2014? Nenhum deles o leu?) 
mas, dado o adiantado da hora e dado o meu preenchido programa de festas deste sábado, tenho mesmo que me deter.


Desejo-vos meus Caros Leitores, um belo sábado.

...

3 comentários:

FIRME disse...

Boa tarde!Cá vim regalar os olhos e a mente.Tive sorte...como de costume.Quando o assunto ,são maminhas,a curiosidade dum man ,que se preze não tem limites ! Elas as vossas maminhas,foram a fonte da vida de qualquer ser ...Pode o vosso rosto não ser o mais belo o vosso corpo o mais perfeito,mas elas estão lá sempre a desafiar os nossos sentidos.Quando elas (maminhas) estão,enquadradas no corpo belo...perde-se a razão,o tino,o relógio (mesmo suíço) avaria...Vós sois o relógio do tempo dum hombre,carago !!!O resto é um ensaio falhado,das virtudes da cegueira.áQUELAS QUE PELA LEI DUMA DOENÇA CRUEL,FORDES AMPUTADAS ,de tal sortilégio que vos reste a beleza no olhar.Bom ano 2015 !

Anónimo disse...

o meu está libertado há muito tempo: não uso soutien
como diz o ditado "o que é bom e para se ver" ehehehehe
GG

Anónimo disse...

http://obviousmag.org/archives/2012/04/a_nudez_comum_por_matt_blum.html

GG