Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, dezembro 05, 2014

Há um limite de idade para uma mulher ter orgulho nos seus seios? Madonna acha que não: é dona e senhora do seu corpo aos 56 anos, tal como o era quando, jovem, irrompeu em força quebrando diversos tabus. E prova de como a sua força é apreciada é também o facto de a Versace a ter contratado para ser a imagem da campanha Primavera/Verão 2015.


No post abaixo falei das tuas novas Bond Girls, duas fogosas mulheres que devem ir fazer a cabeça do 007 num 8, correndo-se seriamente o risco de Daniel Craig ser relegado rapidamente para secundaríssimo plano. Estou curiosa. Que aquelas duas são moças para aprontar, disso não haja dúvidas.

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, a conversa é outra.

Outra? Enfim... mais ou menos.




Madonna Louise continua a ser, aos 56 anos, dona da sua vontade, do seu corpo, e, assim sendo, continua a fazer o que lhe dá na real gana sem querer saber das polémicas que incendeia à sua volta.

Recentemente protagonizou, para a revista Interview de Dezembro, uma ousada sessão fotográfica em que a dupla Marcus Piggott e Mert Alas a mostram ousada, descarada, confortável com o seu corpo, uma mulher na plenitude dos seus 56 anos. O seu topless tem agitado as opiniões e os seus mamilos, aos poucos, vão aparecendo cobertos, esfumados, escondidos como se fossem símbolos de pecado.



 


Ora bem, ainda mal as pias almas se estavam a refazer do choque e as opiniões se dividiam entre aplaudir ou rejeitar - que isto de mostrar o corpo em ousadas sessões é para jovens esbeltas e daquelas que não têm muita vergonha na cara e não para madonas com idade para seres avós - quando os ventos nos trazem já outra.




Para suceder a Lady Gaga, eis que Donatella a escolhe a ela, mulher madura de 56 anos, para ser a imagem de marca da Versace na próxima campanha de publicidade Primavera/Verão 2015.


As imagens mostram-na agora mais bonita, as raízes já não são pretas, todo o cabelo é agora claro bem como mais claras são as sobrancelhas. Desapareceu aquele aspecto vagamente descuidado em que parecia não cuidar do cabelo, em que gostava de acentuar o ar irreverente, street, bad girl

Agora não, agora Madonna é uma mulher cuidada, sedutora, sofisticada - e tentadora, como sempre fez questão de ser.



E a roupa que enverga é Versace e, portanto, é uma roupa requintada, estruturada, feminina. As imagens que já se conhecem da campanha mostram Madonna elegante, bela, impudica, com uma sugestão de ousadia como só ela o sabe, e intemporal como as mulheres seguras de si o são.




Os fotógrafos são os mesmos, a dupla Mert & Marcuse que, nitidamente, tem a chamada 'química' em relação a Madonna.




Há uma certa aura de Marilyn nestas fotografias, a luz parece reflectir-se nela como se reflectia no corpo luminoso de Marilyn. Mas Madonna não tem 36 anos nem se sente propriedade da imaginação dos outros, Madonna já tem 56 gloriosos anos e continua a ser dona e senhora do seu corpo, um corpo sempre reinventado e soberano.
___


E, porque Madonna é música e, sobretudo, performance, eis Madonna, a mulher-múltipla, The beast within



___


Relembro: a loura e a morena que certamente tudo farão para dar cabo do Bond - James Bond - no novo 007 estão já a seguir.

...

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma boa sexta-feira.

...

Sem comentários: