Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, novembro 19, 2014

O Calendário Pirelli 2015 já aí está. Ou seja, vá de despir, Car@s, que o ambiente já começou a aquecer. Hot, hot, hot...! [E, vendo isto, como me poderia apetecer falar do meio milhão de euros para arranjar o palácio para onde o Cavaco quer ir gozar a reforma, ou dos cinco prisioneiros gold que agilizavam a venda de cidadania sabe-se lá a quem...? Não podia, não é? Apetece-me é despir-me também a ver se algum fotógrafo inspirado capta o meu lado mais sexy para eu também poder figurar num calendário. Why not, ora essa?]


No post abaixo já contei quem é a nova Ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues de seu nome (quiçá Belinha na intimidade), e das cenas de puxões de cabelo que antevejo nos conselhos de ministros daqui para a frente, a morena e a loura piursas uma com a outra, cada uma com sua interpretação da lei. Só espero que os colegas gravem as cenas e as coloquem no youtube que é para a gente se fartar de rir.

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, a conversa é outra.

Ainda hesitei em ir à procura duma notícia que ouvi de raspão: que o Cavaco já escolheu o palácio para onde irá trabalhar quando deixar de ser presidente e que as obras vão custar cerca de meio milhão de euros. 

O meu marido exclamou: Porra! e eu pensei que mais valia que ele, Aníbal, fosse sentar-se ao sol na marquise, de mantinha nos joelhos e a deitar gafanhotos para cima de sua fiel Maria. 
Quem será que quer que ele faça mais qualquer coisa? Mas e que irá ele fazer? Prefácios de roteiros? E, depois de tudo o que já nos custou, ainda temos que lhe pagar obras no valor de quase meio milhão de euros...?! Não me parece bem. Ando eu a trabalhar de sol a sol para largar à cabeça mais de metade do que ganho, para depois andar a pagar obras num palácio para o casal Mariani ir fazer de conta que trabalha. Bolas. Vão gozar a reforma para casa deles e deixem-nos em paz. Ainda não chega?
Mas a verdade é que não me apetece ir à procura para saber que raio de palácio será esse para poder escrever uma coisa mais fundamentada e, por isso, passo à frente.


Depois hesitei em falar dos 5 que ficaram em prisão preventiva naquela pouca vergonha dos vistos gold. 

Fiquei chocada, confesso. Admitindo que não há uma leviandade estúpida em todo o processo e que há um fundo de verdade nas suspeições, gente daquela vai sujar-se desta maneira? As comissões ou presentes que eventualmente recebiam compensam a humilhação fatal que esta vergonha há-de representar para eles? Imagino o ultraje que isto é para as famílias, para eles. Gente tão bem posicionada na hierarquia do Estado, tão respeitada pelos seus e pela sociedade, ver-se agora sob a suspeição de corrupção, a dormir atrás das grades... Que vergonha.
Até me custa a falar disto, juro. Como é possível uma coisa destas?


E pareceu-me também ouvir que, para além do director do SEF, que já se demitiu (que remédio, metido numa alhada destas), do do SIS (o tal que foi apanhado a ver se limpava o outro dos Notários que também ficou em preventiva) que vai de asa dentro em pouco, também o do SIRP estará de saída. 

Todos os serviços de informações decapitados. Uma coisa perfeitamente de loucos. E isto numa altura em que entra para a Adminisração Interna, vinda de uma outra realidade, uma ministra sem qualquer experiência política e que, à frente da Justiça, está uma criatura que ainda não percebeu que tem a sua autoridade diminuída.
Como poderia eu falar disto sem ficar mal disposta?


Um governo de gente doida, uma máquina de Estado que, pelo que se vê, parece corroída por uma praga corrupta e vergonhosa, um presidente da república que está é a pensar no regalo que vai ser passar as tardes num palácio a fingir que é um rei no exílio - é este o caldo infecto em que parece estarmos mergulhados.


Ora eu não tenho pachorra para isto. Não tenho. Caraças para isto. Tenho mais que fazer do que aturar esta gente, do que falar desta gente.

Por isso, adiante que se faz tarde.

Dei uma volta por aí e soube que o Calendário Pirelli, esse objecto de culto em que os melhores fotógrafos fotografam as mulheres mais belas, já aí está.

(2105 já está à porta, portanto. A velocidade a que isto anda, senhores.)


A capa do calendário talvez tenha a ver com a Pirelli embora não se vejam os pneus.
Mas não faz mal.

Desta vez é Steven Meisel que vem juntar-se a uma ilustre galeria de fotógrafos que, ao longo de anos, têm sido convidados a participar no Calendário Pirelli. 


Mas vamos passo a passo.


Janeiro - Adriana Lima, brasileira


Sexy e boa rapariga


Fevereiro - Natalia Vodianova, russa

Dengosa e suave


Março - Joan Smalls, porto-riquenha

Requintada e segura de si


Abril - Candice Huffine, americana

Poderosa...!


Maio - Carolyn Murphy, americana

A minha preferida. Malandra e distante.


Junho - Anna Ewers, alemã

Generosa e inocente.


Julho - Cameron Russell, americana

Caliente e brincalhona


Agosto - Sasha Luss, russa

Superficialzinha, quer-me cá parecer


Setembro - Karen Elson, inglesa

A atirar para o enjoadinho, dá-me ideia


Outubro - Isabeli Fontana, brasileira

Domadora e talvez alta demais, não?


Novembro - Gigi Hadid, americana

Jogadora de todo o tipo de jogos


Dezembro - Raquel Zimmerman, brasileira

Mulher-flamingo? Ou menina atrevida?


Calendário Pirelli 2015 - o vídeo





___

Já sei. Vou escolher umas toilettes maravilhosas e vou pedir ao meu marido que me fotografe para fazer um calendário inspirado neste, todo com euzinha. Depois talvez o ponha a leilão e arranje maneira de que a fortuna obtida, e ponham fortuna nisso, reverta a favor de uma causa justa, talvez ajudar a pagar as obras do palacinho mariani. E se ninguém se interessar pelo meu calendário, snif, snif, e a receita for mixuruca, snif, snif, mesmo assim faria questão de ajudar. Talvez desse para comprar uns anõezinhos para pôr na relva junto à entrada.

___

E pronto. Mais não digo. 

Relembro: descendo até ao próximo post poderão ver duas ministras lutando na lama, uma loura e uma morena. E traço o retrato de Belinha a quem desejo que não dê em maluca ao meter-se naquela gaiola de malucas que é o governo.

___

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma boa quarta-feira. 
As quartas-feiras têm tudo para serem um bom dia.

--

2 comentários:

Anónimo disse...

Pelo que vejo, o meu mês não é dos "melhores". Embora...
P.Rufino

Bartolomeu disse...

Relativamente ao "calendário Pirelli", pergunto: -Porque motivo este calendário se deixa reger pelo Romano, reduzindo-se a 12 meses por ano e a 12 meninas?
- Porque motivo não publica a Pirelli um calendário com uma
menina por dia?
Se o fisesse, daria hipotese a muito mais meninas de exibirem os vinis que as adornam e tornaria os dias masculinos muito mais brilhantes. Eu, confesso; todos os dias consultaria o calendário, varias vezes.
Quanto ao futuro frei-Cavaco - à semelhança do que fêz, em 1404, D. Nuno Álvares Pereira quando duou todos os seus bens ao Convento do Carmo e ingressou como religioso, na Ordem dos carmelitas de Moura - também ele, decide retirar-se para o Convento do Divino Sacramento em Alcântara. Este convento pertenceu à Ordem de S. Domingos, portanto, frade Dominicanos, os quais tinham como principal função a pregação. Ora, assim sendo, a escolha do xôre Aníval, não podia ter sido mais sensata e de acordo com o seu prefil de verdadeiro pregador, não aos peixes, mas aos ventos.
Naquilo que respeita às verbas que irão ser gastas na requalificação do imóvel... bem, quem sabe se elas irão ser subsidiadas por um gesto infinitamente altruista de frei Cavaco que à semelhança do que foi feito pelo "Santo Condestável" porá ao serviço do convento todos os seus bens, incluindo os ganhos com as aplicações no BPN? O que me deixa de certa forma intrigado, é o destino que terá escolhido a Xô Dona Maria. Será que a primeira dama também escolheu ingressar num convento, qui çá em Xelas, ou assim...?