Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, novembro 13, 2014

António Albuquerque, o marido da ministra Maria Luís Albuquerque, vai ser alvo de queixa no DIAP, ou seja, é notícia e não pelas melhores razões. Parece que andou a oferecer 'porrada' e a insultar o jornalista Filipe Alves do Diário Económico. Como diz a minha mãe: 'há sempre uma meia rota para um pé coxo' ou 'estraga-se só uma família'. Ainda temos é de deitar as mãos ao alto: felizmente só um dos membros do casal é que está no governo. Olha se o Toni também lá estava? O bullying que a dupla Albuquerque não exerceria sobre toda a gente...? Medo....!


No post abaixo já deixei uma ideia para quem costuma organizar angariação de fundos. Não me voluntario pois não me estou bem a ver a ser apalpada por um e outro e sempre de cara alegre mas também é certo que se as voluntárias tivessem todas a minha idade se calhar não conseguíamos uma fila de pirilau como a que aquelas pornô-stars conseguem. 

Mas adiante, que conversa de mamocas é a seguir.

Aqui, agora, a conversa é outra.


António Albuquerque,
o bem educado e simpático marido da chefe de Passos Coelho,
a coelhette Maria Luís Albuquerque



Cheguei a casa tarde e más horas e, quando consegui ligar o computador, pus-me a dar uma volta pelas notícias para ver a quantas andou o mundo durante o dia. E então não é que dou com uma notícia completamente estapafúrdia? Um sujeito com má catadura, com um palavreado ordinário, a enviar ameaças a outro por sms...? - sendo que o sarrafeiro é nem mais nem menos que o maridão da coelhette pinóquia, a vice-primeira-ministra do governo da república das bananas.

Tenho que transcrever uns bocados (não sequenciais) para aqui ficar registada a maluqueira desta gente. Coisa jeitosa esta agora de uma ministra ter um marido que anda a ameaçar jornalistas se eles escreverem artigos a salpicarem o nome da mulher. Só visto! Este post é que devia ter bolinha encarnada no canto, não o que se encontra mais abaixo. 


«Tu não sabes quem eu sou. Metes a minha mulher ao barulho e podes ter a certeza que vais parar ao hospital», terá escrito António Albuquerque numa SMS dirigida ao telemóvel do jornalista Filipe Alves, às 13:08 do dia 23 de Setembro.


Nesse dia Filipe Alves terá recebido a primeira SMS, mas como não reconheceu o número, respondeu com ironia e insultos. Foi no dia seguinte que, ao perceber que se tratava de António Albuquerque, avisou que ia apresentar queixa.

«Estou cheio de medo. Reafirmo, tu e o teu director são uns c****** fdp». «Posso citar em on?», reagiu Alves, provocando mais insultos do marido da ministra: «Vai para o c****** c*****» e «já te disse vai para o c****** seu m*****».

Após uma troca de mensagens de tom agressivo, Alves terá respondido «Acabou, vou apresentar queixa contra ti na PSP», frisando que se lhe acontecesse alguma coisa, ser-lhe-iam pedidas explicações.

Dois minutos depois, o marido de Maria Luís Albuquerque insistiu nas ameaças: «Agora fiquei preocupado… estás avisado se metes a minha mulher ao barulho nesta história… vais parar a um hospital», dizendo ainda «Tira a minha mulher da equação ou vou-te aos c*****».

Na base da discussão terá estado o artigo de opinião do dia anterior com o título «O que acontece se o Novo Banco for vendido com prejuízo?», que argumentava que acabariam por ser os contribuintes a pagar o resgate do BES, uma possibilidade que, recorde-se, a própria ministra de Estado e das Finanças viria mais tarde a colocar.

____


Não é bonito, isto? Menino fino, ele, hein...?!

Só me ocorre perguntar: mas que gente é esta, alguém me diz? Que gentinha é esta, senhores...? Donde é que saíram todos?

Só falta a própria ministra ser apanhada a fazer também disto, a mandar ameaças ofensivas e intimidatórias para o Pedro Santos Guerreiro ou para o Nicolau Santos. 

Aliás, será que a Madame SWAPS teve conhecimento destes lindos actos do marido?




----

Leio ainda, agora na Sábado que, vários elementos da redacção do DE,  dizem que António Albuquerque, quando estava no jornal, tirava satisfações junto dos colegas em relação às notícias sobre Maria Luís, nem sempre com os melhores modos. Os problemas remontam a 2011.  (...)

Hoje é correspondente da Soico, o maior grupo de comunicação social moçambicano.


Volto a dizer: que menino lindo, este. Imagino a isenção dele quando era jornalista no Diário Económico... E que notícias isentas ele deve mandar lá para a dita Soico, oh oh. 

E quantas das notícias do período das campanhas negras sobre Sócrates não saíram desta e doutas cabecinhas lindas como esta? Pergunto.

----

Ou seja, depois deste vernáculo ameaçador na boca do marido da ministra, temos novo elefante na sala. Mas ninguém vai abrir a boca, não vá ela fazer queixinhas em casa e ele, o sarrafeiro-mor que, pelos vistos, colecciona dossiers, no dia seguinte começar a exercer represálias. Foge...!


Mas uma coisa pergunto eu: colecciona dossiers, ele...? Para quê? Para dar trunfos à coelhette? 

(Eu não sei de nada, note-se, ó Sr. Albuquerque, eu só faço perguntas, por isso nada de me vir furar os pneus, ouviu...?)

____


E daqui fica já um avisozinho ao Sr. Albuquerque para ele não lhe passar pela cabeça vir meter-se comigo. Pode parecer que sou uma avózinha à mercê dos lobos maus, que sou uma frágil dondoquinha, que sou uma doce e sonhadora senhorita dada a lirismos fluorescentes, fantasiando sobre cogumelos espalhados pelos românticos caminhos da floresta. E que, portanto, não darei luta se ele vier para cima de mim, ameaçando-me, dizendo que me faz e me acontece. Pois vou já avisando: nada disso. Quando ameaçada, viro onça. Transfiguro-me. Sou, então, a Trituradora de Ossos, a Canibal da Baixada, a Estupra-Póneis, a campeã de Pesos Pesados - e o meu nome passa a ser Wellingtona.


Ora vejam o vídeo Preparado da Porta dos Fundos



[A apresentação que acompanha o vídeo é a seguinte - mas já sabem que não te nada a ver com o que se vai ver:
Lembra aqueles filmes do Jean-Claude Van Damme em que ele viajava pro cu do mundo pra lutar com um japonês sádico que tenta cegá-lo, e que, no final, de forma triunfal, ele lembra de algum treinamento esquisito e consegue vencer no final? Então, o UFC é quase isso, só que sem a parte de viajar pro cu do mundo, trocando o japonês sádico por um cara todo tatuado, de shortinho apertadinho e, no final, de um jeito ou de outro, todo mundo acaba levando porrada. Isso quando alguém não apaga com a cara na virilha do outro.]



---


NB: Se olharem bem para a cara do Toni Alburcas lá em cima, no início do post, repararão que o bicho mau está com uma daquelas protecções para os dentes na boca. Será que anda sempre assim ou que a pôs para ficar mais bonito na fotografia?

____


Relembro: para mamocas ao léu prontas para serem apalpadinhas, é só descerem até ao post seguinte.


-------------

E com isto me fico por agora já que passa das duas da manhã e estou cheia de sono.

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma boa quinta-feira.

... E cuidado com o Toni que ele é um mauzão e, ainda por cima, um malcriadão... Com cada palavrão. Ui.

......

4 comentários:

Anónimo disse...

Este rapazinho não era um dos jornalistas que o ricardo salgado convidava para passeios no seu iate? Deve ter ficado com o síndroma do dono disto tudo. Que belo casal, merecem-se um ao outro, mas aposto que lá em casa ele é que leva nos c""""".
MCarmoMarcos

Um Jeito Manso disse...

Olá Maria do Carmo,

Já me fez rir! Concordo consigo.

Um abraço.

Anónimo disse...

Diz-me com quem quem dormes e dir-te-ei quem és! A Luiz dorme e vive com esta criatura de marido e portanto é igual a ele.
É a Educação, do Crato, num charco, a loira pintada da Justiça a inventar acusações para desviar as atenções da porcaria de que é politicamente culpada, é o alcoolizado do Pires na A.R, é o incompentente do Passos, o patife do Minsistério da Segurança Social (o da ex-Vespa), é o irrevogável sem palavra do Portas, é enfim um sem número de cabotinos a fazerem miséria neste país desgovernado e nós a ter de atura-los sofrendo as consequências.
Agora estoitou o escandalo dos Visa Gold e não há dia em que não surjam escandalos atrás de escandalos. Um governo a cair de podre, só sustentado por alguém ainda mais podre, lá para os lados de Belém.
P.Rufino

FIRME disse...

Seria o contemplado um tal António costa ,hoje diretor? Esta semana,ANTENA 1, mais o sr macedo,ás 8,45,derreteram-se em limpar o rabinho destes fedelhos...O dito costa tal baldaia,só veem virtudes nesta apalermada gente !O arruaceiro,afinal mete medo aos merdosos...como é normal !!!