Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, agosto 30, 2014

E, para verem uma casa linda, linda, linda, entrem por favor na casa de Sarah Jessica Parker. De caminho ficarão a saber o que ela pensa sobre 73 coisas mas isso não interessa nada porque, ó meus amigos, vejam-me bem esta casita...!


Este já é o meu 4º post desta noite e estava capaz de continuar, noite fora, a produzi-los. Corpo descansado dá nisto.

No post abaixo fiz um intervalo na minha onda levezinha de hoje para lançar um alerta aos gestores do Expresso e que aqui repito: se querem angariar mais clientela e fidelizar a que já têm, não devem, mas não devem mesmo subverter a imagem de jornal sério que, apesar de tudo, ainda lhes está associada. Nada pior do que coisas informes. Um jornal com cabeça de Expresso mas corpo de Correio da Manhã e braços de TV Mais, não é coisa que vá longe.
Mais abaixo ainda, mostrei sessões fotográficas de luxo: quer os locais onde decorrem, quer os fotógrafos, quer os fotografados são de primeiríssima água. A não perder, vos digo eu.

Mas isso é a seguir a este. Aqui, agora, continuo na minha onda de hoje. 



Para a Vogue, a nova-iorquina mais fashion, a actriz que interpretou uma jornalista que falava do sexo na cidade e que tinha uma conturbada relação com o giraço Mr. Big, Sarah Jessica Parker, tantas vezes capa daquela revista, abriu as portas de sua casa e respondeu em frases curtas ou em simples palavras, daquelas que não dizem nada mas que os jornalistas da moda adoram, a 73 perguntas. 


Não é que Sarah seja especialmente bonita ou que tenha um corpo escultural ou que tenha craveira intelectual de se lhe tirar o chapéu mas a verdade é que ela tem graça, tem speed, tem charme, tem sentido de humor e, não menos importante, veste-se e calça-se como um bom gosto assombroso.


E aqui, nesta espécie de questionário Proust às três pancadas, não apenas vai respondendo com desembaraço e um sorriso permanente como, sobretudo, vai mostrando parte da casa. Pena que não tenha subido as escadas para vermos o quarto e o closet, 

Mas não faz mal, o que vimos já dá bem para ver que a casa é uma maravilha, uma casa bem ao meu gosto, daquelas que tem tralha que não acaba - e que é uma canseira para limpar o pó. Mas haja paciência para isto do pó porque não há dúvida que é de grande conforto visual e de uma elegância que vale qualquer esforço. 

Salas comunicantes, luminosas o que dá sempre um aspecto amplo, de fácil circulação. E aqueles sofás mesmo como eu gosto, assento fundo, macios, de veludo, e aquelas bergères, e os quadros, as estantes, os candeeiros, os espelhos. Tudo. Mudava-me já para lá.

[Só não achei muita graça às escadas mas, para deizer a verdade, nem percebi bem que revestimento é aquele. Será mosaico hidráulico? Depois de uma pessoa se habituar, é capaz até de ter uma certa graça.]

Mas vou calar-me para vos deixar entrar e ver. 



73 Things You Never Knew About Sarah Jessica Parker






Sarah Jessica Parker answers all of our questions (well, 73 of them at least) revealing everything from her distaste for parsley, love of Greece, and bias of globes that glow. And what is kokoreç?



___


Relembro: por aí abaixo há mais 3 posts. Um exagero, eu sei. 

____


Desejo-vos, meus Caros Leitores, um sábado em grande estilo. 
Saúde e alegria para todos.



1 comentário:

Claudia Sousa Dias disse...

Casa bonita. Não prestei atenção às perguntas/respostas Excepto nem relação ao lovro preferido (To kill the Mockingbird) e país de que mais gosta (Grécia), mas reparei que é uma grande leitora, ou se não for, tenciona sê-lo, pela quantidade de volumes que possui na biblioteca.