Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quarta-feira, junho 25, 2014

António Costa na SIC Notícias com Ana Lourenço: uma grande entrevista


Grande entrevista de antónio costa
Ana Lourenço não facilitou a vida a António Costa
mas, por fim, não resistiu:
rendeu-se

Depois de abaixo ter falado do Totó-Zero inSeguro, assunto que me deixa amofinada, nada como desempoeirar a cabeça vendo uma pessoa que se apresenta de peito feito, cabeça erguida, bonomia, ideias claras, tranquilo e seguro. António Costa concedeu uma grande entrevista a Ana Lourenço. Ao princípio ela estava hirta, fria. Parecia que estava contrariada, nem sei. O meu marido disse: não gosta dele, deve preferir o Seguro. Duvidei. Devia era estar nervosa. O António Costa é de uma inteligência brilhante e isso deve inibir um bocado os entrevistadores, especialmente os que não o conhecem bem. Pois António Costa, respondendo com firmeza, não fugindo a nenhuma questão, aos poucos foi conquistando a fria beldade que, para o fim, já sorria abertamente, como que contagiada pela boa onda de António Costa.


Ana Lourenço entrevista a António Costa
A bonomia de António Costa transmite confiança:
é a determinação sem crispação
António Costa criticou a actual direcção do PS mas sem entrar em ataques pessoais, explicitou o que tinha explicitar e foi frontal mas sempre sem ser indelicado ou agressivo, e apontou caminhos, sobretudo abriu o caminho à esperança.

Podem os azedos argumentar que ele diz banalidades. Certo. Ou melhor: fala um português corrente. Mas diz coisas com sentido e está do lado certo e isso é o que é preciso

Não se espera que fale caro, que apareça com grandes tiradas ou a fazer promessas ocas ou que, armado em menino marrãozinho, enuncie 137 medidas. Nada disso. Basta que aponte um caminho na direcção certa e, talvez tão importante como isso, basta que revele inteligência e determinação para persistir nessa direcção e que revele temperamento e atitude para incutir nos outros vontade de o acompanhar.

De resto, se conseguir derrubar os aparelhistas que se enquistaram no PS e que se agarram ao inSeguro como se este fosse o seu Seguro de Vida, António Costa posicionar-se-á com firmeza ao lado dos que, na Europa, começam a perceber que o factor humano e social é mais importante do que o financeiro. E é disso que nós precisamos já que uma parte relevante da política nacional resulta das imposições burocráticas e interesseiras da máquina europeia.

Não é o Messias (graças a Deus). Mas António Costa já mostrou que sabe trabalhar com outras sensibilidades políticas e isso é importantíssimo. Portugal é dos países da Europa onde o desenvolvimento é mais anémico, onde a qualidade de vida é mais débil, onde a confiança é mínima. Portugal, estou certa disso, encontrará um novo fôlego se tiver um Governo encabeçado por António Costa que puxará por todos - porque todos somos poucos para o muito que há para fazer.


E se, por um qualquer infeliz acaso, o inSeguro se blindar no meio de um aparelho ultramontano, António Costa e todos os que o apoiam deverão formar outro partido. Que a força e a esperança os anime que o País bem precisa de um Partido Socialista forte (já que o PSD e o CDS são um vergonha de que nem é bom falar).

_


Para se perceberem melhor as diferenças entre o actual líder do PS e o que se espera que o venha a ser, desçam, por favor, até ao post seguinte.

3 comentários:

Anónimo disse...

Vamos lá ver: um tipo ouve António Costa e compara-o com o homem do bico, o Seguro, e quem é que vê como futuro PM? O Costa, bolas! O Seguro só mesmo aos martelinhos em Gaia! A.Costas esteve bem e quanto á Ana Lourenço convenhamos que como jornalista a entrevistar não lhe cabia fazer-se gentil, mas atiçar um pouco as coisas para Costa responder. E Costa saiu-se bem. Mas, como antes disse, Deus nos livre de ver Costa um dia PM a falar com gente desonesta (Portas e Passos). Já chega de biltres!
P.Rufino

Vitor Gomes Freire disse...

Muito bem, estimada UJM, MUITO BEM !
Melhores Cumprimentos
Vitor

FIRME disse...

Olá,gente boa !!! Sobre as primárias/findarias,acabem com este carrocel,de entusiasmo á volta do seguro os populares canalhais ,cujo lema é telefone já ,o vosso dinheirinho,entra logo nas nossas contas /delas,televisões,"23,..iva pra quem???? Vamos ao assunto sério; Um jornalista duma rádio local da minha região,BEIRA/DOURO,perguntou a um grupo de velhotes o que pensavam dos movimentos á volta do seguro;O seguro tem 2 mobimentos,como a terra!!! um transladação,outro de arrotação!!! O POVO NÃO É Parvo!