Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, maio 10, 2014

No mesmo dia, leio que os coisos querem baixar o IRS e que o chefe dos coisos diz que admite aumentar impostos, isto poucos dias depois de apresentarem o DEO com subidas de impostos e dizerem que o DEO não prevê subir impostos. Muita confusão naquelas cabeças desmioladas, muita confusão. Ou isto será coisa para os apanhados...?!


E mais não digo. Custa-me falar de gente que parece não ter mais do que um neurónio. Não seria de lhes procurar uma instituição para ver se ainda é possível recuperá-los? Para o chefe dos coisos e para os que lhe batem palminhas de cada vez que ele diz ou faz mais um disparate.

O fácies não engana.



Pensando melhor, isto dava era um bom actor para filmes malucos. Pensando ainda melhor: será que ele é mesmo primeiro-ministro? Ou será que é um actor de quinta categoria ou um maluco fugido do Júlio?


Sem comentários: