Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, fevereiro 02, 2014

Fotografias do casamento religioso de Andrea Casiraghi e Tatiana Santo Domingo. Foi um momento romântico em Gstaad, Suiça: nevava e a igreja era pura magia, entre centenas de velas e rosas brancas. Tão notada foi a elegância dos convidados como a ausência de outros.


Aquela família tem glamour. Façam o que fizeram há neles qualquer coisa que atrai as atenções. Talvez seja porque ali há de tudo: beleza, elegância, glamour, tragédias, irreverência, traições, paixão.

É certo que as famílias reais já não são a mesma coisa, é tudo muito diferente dos contos de princesas na nossa infância e é também um facto que o Mónaco não é propriamente um reino que meta medo a alguém, até o Eurodisney lhe fica a ganhar. Parece tudo a brincar, desde o tamanho do território, à sua bela localização, à vida plena de aventuras de todos os seus membros.

Andrea Casiraghi e Tatiana Santo Domingo já em Agosto se tinham casado, conforme na altura aqui comentei. Tinha sido uma cerimónia hippie chic, tão ao gosto da noiva, muita animação e pouco formalismo e tinha sido um casamento civil.



Pois bem, se na altura era verão e tudo se passou em ambiente encalorado, agora que o casamento foi religioso, escolheram o frio a sério.

As fotografias, pintalgadas pela neve, quase remetem para aquele ambiente mágico dos filmes de príncipes e princesas, castelos de altas ameias e fadas madrinhas.

O acontecimento teve lugar na igreja de Saint-Nicolas, em Rougemont, Gstaad, na Suiça, um frio de rachar, roupas a condizer - mas sempre aquela fantástica elegância que sempre caracteriza estes encontros de beautiful people.


Tatiana desta vez vestiu Valentino (que também foi convidado) e, em vez do cabelo solto que tinha no casamento civil, agora tinha-o caprichadamente apanhado e usava uma bela tiara de diamantes.


Andrea, o noivo, um dos homens mais belos da realeza de todos os tempos segundo a  BeautifulPeople.com, estava como é: lindo. As suas feições perfeitas sobressaíam naquele cenário irreal. Um verdadeiro príncipe, um principezinho. (Nesta fotografia até quase parece aquele etéreo efebo de A Morte em Veneza)


Carolina, elegante como sempre, lá compareceu em mais um evento dos seus irreverentes filhos.  Na fotografia aqui ao lado parece estar de robe de chambre mas admito que, ao vivo, a coisa fosse diferente e que, por baixo, tivesse um vestido de arrasar.


Não há muito tempo foi avó pela segunda vez, desta vez do filho da sua bela filha Charlotte. 


Aos 27 anos, Charlotte Casiraghi, solteira, foi mãe de Raphäel, fruto da sua relação com o actor e humorista francês Gad Elmaleh, de 42 anos.


Ao casamento religioso do irmão, Charlotte compareceu sozinha. O pai da criança não compareceu, parece que tinha que fazer. Quem também não compareceu foi a tia do noivo, a desenfiada Stephanie. Nem ela nem as filhas. As relações entre ela e a mana Carolina não estão grande coisa, pelo que li.

Outra que também não apareceu foi a aparentemente sempre triste Princesa Charlene. Dizem que teve compromissos oficiais. Nada de estranho dado que as relações entre ela e o ex-solteirão Albert parece que estão frias desde o dia do casamento.

De resto, nevava, os convidados tinham que se abrigar - e a igreja, ao que dizem, estava linda, toda decorada com rosas brancas e iluminada por centenas de velas.

Aqui à esquerda parece-me ser a bela e elegante Beatrice Borromeo, a namorada de Pierre Casiraghi, o mais novo dos três filhos de Carolina e Stefano Casiraghi. O vestido é uma maravilha e combina lindamente com o agasalho.



Esta beldade aqui à direita não sei quem é mas gosto do conjunto, desde o penteado, ao vestido e ao casaquinho.


Bem que me estava a apetecer ter agora algum casamento deste género para poder vestir um modelito assim, à maneira.

E, tirando todo este glamour e rêverie, o que digo é que tomara que este casamento dê certo e que sejam muito felizes - e desejo isto a este casal como desejo a todos. 

É bom as pessoas sentirem-se amadas e terem vidas longas e felizes, sem dramalhões, tragédias, tristezas, coisas que toldem a alegria de viver. 

*

[Sou assim, nada a fazer: pelo-me por uma bela história de amor e por uma festa de casamento com toilettes elegantes. Dá-me logo para o romantismo. 

Foi pena foi não ter estado mesmo lá mas, enfim, vejo as fotografias e imagino o resto.]


14 comentários:

Anónimo disse...

desta família real lembro-me de menosprezarem um piloto no GP de 1984, na entrega dos prémios, e darem atenção ao franciu Alain Prost, tiveram azar, pois estavam a menosprezar o melhor piloto (DE SEMPRE) da sua corrida. Para a história fica esta corrida INESQUECÍVEL - http://vimeo.com/42654696

Bob Marley disse...

A Honda não o esquece - https://www.youtube.com/watch?v=fWrhxXob2C4, nem eu, o meu segundo nick name é Ayrton Senna

Cavaco Cavaquices disse...

Bom dia UJM,

Não tenho comentado nada porque estou assoberbada de trabalho e sono e acho que o meu paleio também é um pouco limitado: a minha conversa é sempre a mesma! Às vezes não se farta de si própria?

Acha mesmo que o princípe Andrea é mesmo muito bonito? Segundo as conceções dominantes, ele é de facto muito belo, mas tem cara de quem, precisamente, se acha bonito. Nunca gostei muito desse género, sou mais Don Draper, sério e charmoso.

Tenha uma ótima semana.

Bob Marley disse...

PROGNÓSTICOS, SÓ NO FIM DO JOGO - http://www.ionline.pt/artigos/mundo/casal-obama-pode-estar-beira-divorcio


MAS SEMPRE FOMENTA A IMPRENSA COR DE ROSA, ENQUANTO O PAU VAI E VEM FOLGA AS COSTAS (AS REVISTAS)

Anónimo disse...

Oh anónimo das corridas de F1,
Está a laborar num erro, ou em vários. Vamos pôr alguma ordem naquilo que afirmou – erradamente. Naquele dia, o tal GP de Mónaco de F1, em 1984, que eu vi em directo e depois mais tarde no You Tube, para além de ter sido tratado nas inúmeras revistas e “sites” de F1, como a revista, inglesa (que assino há anos), AutoSport (o “site” www.autosport.com) e outros “sites” como o Planet F1, GrandPrix.com, ESPNF1, EuroSport-F1, enfim, “n” outros, como as portuguesas “AutoSport”, “Volante” (já desaparecido), “Motor” (também já desaparecido), etc (você é muito provavelmente novo demais para se lembrar do historial da Formula 1), Ayton Senna iria, sem sombra de dúvida, ultrapassar o Alain Prost - que você trata, lamentavelmente, por “fraciu” (que veio a ser...somente ! 4 vezes, ponho por extenso, quatro vezes, campeão do Mundo de F1, contra apenas uns 3 títulos do tal Senna e venceria 51 vitórias, ou GP, contra apenas 41 do tal brasileiro Senna). Você, ou tem memória curta, ou é muito novo e não viu a corrida, ou não percebe patavina da coisa, ou então é completamente faccioso e como apoiante do dito Senna não consegue ver para além disso. Naquele GP de F1, em Monte Carlo,em 1984, Senna, se a corrida tivesse continuado até ao fim, o que seria difícil, por razões de segurança, em virtude da chuva torrencial, teria, depois de ultrapassado Prost, sido, ele próprio, ultrapassado por outro jovem piloto genial, o Sefan Bellof (falecido pouco depois tragicamente numa outra corrida), que estava a andar ainda mais rápido do que ele! Enfim, as coisas, ou seja, o GP terminou como se sabe, a meio da corrida e o que aconteceu aconteceu e não vale a pena chover no molhado. Mas, o Bellof teria ultrapassado o Senna e ganho ele a corrida! Não tenha dúvidas! Esse GP de F1 pode ver-se hoje no You Yube. Quanto à enormidade que o caro anónimo a seguir diz, de que ele, Senna, embora você não mencione o nome, foi o melhor de sempre, isso é patético, embora alguns tolos e tontos comentadores, sobretudo alguns portugueses (pelo simples facto de Senna ser brasileiro!) e ingleses assim o escrevam (mas duvido que estejam a ser sinceros). O MELHOR de SEMPRE, quer você e outros não gostem, foi – sem margem para dúvidas – Michael Schumacher! Schumacher, e é-me completamente irrelevante que muita gente não goste dele (ou por ser alemão, ou arrogante – Senna também o era e nem por isso deixou de ser bom piloto -, uma acusação imbecil, ou por outras razões), - venceu 91 GP, ou vitórias em F1! (contra apenas 41 de Senna e 51 de Prost, ou seja, quase o total de ambos!), 7 títulos (contra apenas 3 de Senna e 4 de Prost, ou seja, o total daqueles 2 juntos!), e bateu um sem número de “records”, que, ou ninguém mais conseguirá lá chegar, ou, talvez quem sabe, o actual Treta campeão do mundo de F1, Sebastian Vettel, tendo em conta a idade (e que já conseguiu mais títulos – 4! - em menos tempo do que Senna, 3, com somente 26 anos!). Resumindo, o Senna teria sido derrotado pelo Bellof nessa corrida que refere, o Prost foi 4 vezes Campeão de F1, o Senna apenas 3 e o melhor de sempre é o “Schumy”, hoje em coma, depois do acidente de Ski, com os seus 7 títulos e 91 vitórias em GP!!!!!
Cordialidade,
P.Rufino


Bob Marley disse...

é a sua opinião , válida como tal.Tenho que respeitar, mas não concordar.

No fim de um texto escrever cordialidade, depois de chamar imbecil a uma pessoa, é o quê "SENHOR" P.Rufino.

Eu sei o que é, mas, vou respeitar o blog da UJM.

Bob Marley disse...

"Mas, o Bellof teria ultrapassado o Senna e ganho ele a corrida! Não tenha dúvidas!" - hoje é dia de euromilhões, podia deixar aqui a chave.

Bob Marley disse...

e para terminar, o prost ganhou porque consideraram a 31.ª volta , se fosse a 33.º era o senna o vencedor, mas isso são coisas de bastidores, que os adeptos do Senna viam e não tinham fundamento. É gente do contra , sabe.

já agora
cordialidade

Bob Marley disse...

frase do dia - “Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência”

Bob Marley disse...

Frase para todos os dias - "Não se aproxime de uma cabra pela frente, de um cavalo por trás ou de um idiota por qualquer dos lados."

Anónimo disse...

Bom, oh Marley, sinto-me honrado de lhe ter merecido cinco - 5 - comentários de resposta.
Abraço!
P.Rufino

Bob Marley disse...

É PRESUNÇÃO DA SUA PARTE PENSAR QUE OS 2 ÚLTIMOS SÃO PARA SI

Anónimo disse...

Eu sabia que você se referia si mesmo, mas quis ser simpático. Não resultou.
P.Rufino

Anónimo disse...

Fiquei feliz com o casamento de ANDREA E TATIANA,esta familia merece momentos felizes, principalmente CAROLINE,que teve muitas contrariedades e perdas importantes. A noiva estava linda,com um vestido de VALENTINO e o noivo parecia bem feliz.Este casamento ja tinha sido coroado com um lindo menino,SASHA.Felicidades ao casal e toda sua familia,que tenham muita paz.FEVEREIRO 08,2014